Loading
 
 
 
Loading
 
Dicastério Romano distribui orientações sobre o pão e o vinho da Eucaristia
Loading
 
10 de Julho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 10-07-2017, Gaudium Press) A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos enviou os Bispos diocesanos uma carta-circular a propósito da utilização do pão e do vinho a serem utilizados como espécies na celebração eucarística. O envio das orientações contidas na carta-circular foi sugerido pelo Papa Francisco.

Dicastério Romano distribui orientações sobre o pão e o vinho da Eucaristia.jpgAs orientações

O documento emanado do Dicastério e enviado aos prelados recorda a todos eles orientações básicas.

Por exemplo, relembra-se aos senhores bispos que é de responsabilidade deles providenciar "dignamente" tudo aquilo que for necessário para a celebração da Ceia do Senhor.

Lê-se no texto: "Compete-lhe vigiar a qualidade do pão e do vinho destinado à Eucaristia e, por isso, também, aqueles que o fabricam".

Uma das preocupações expressas no documento da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos é com a origem e obtenção da matéria a ser utilizada nas celebrações Eucarísticas, pois, sabe-se da venda da matéria eucarística em supermercados, lojas ou até mesmo pela internet.

"O Ordinário deve recordar aos sacerdotes, em particular aos párocos e aos reitores das igrejas, a sua responsabilidade em verificar quem é que fabrica o pão e o vinho para a celebração e a conformidade da matéria", mediante inclusive a apresentação de certificados.

Há matérias que invalidam o Sacramento

A Congregação recorda outra orientação básica: o pão deve ser ázimo, unicamente feito de trigo:

"É um abuso grave introduzir, na fabricação do pão para a Eucaristia, outras substâncias como frutas, açúcar ou mel.

Já as hóstias completamente sem glúten são inválidas, sendo tolerado hóstias parcialmente providas desta substância. Já o Mosto, isto é, o sumo de uva, é matéria válida para a eucaristia".

Honestidade e Respeito

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos sugere que cada Conferência Episcopal encarregue uma ou duas Congregações religiosas para verificar a produção, a conservação e a venda do pão e do vinho para a Eucaristia.

E o Dicastério ainda destaca que os fabricantes devem ter a "consciência de que o seu trabalho destina-se ao Sacrifício Eucarístico, e por isso, é-lhes requerido honestidade, responsabilidade e competência". (JSG)

Loading
Dicastério Romano distribui orientações sobre o pão e o vinho da Eucaristia

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 10-07-2017, Gaudium Press) A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos enviou os Bispos diocesanos uma carta-circular a propósito da utilização do pão e do vinho a serem utilizados como espécies na celebração eucarística. O envio das orientações contidas na carta-circular foi sugerido pelo Papa Francisco.

Dicastério Romano distribui orientações sobre o pão e o vinho da Eucaristia.jpgAs orientações

O documento emanado do Dicastério e enviado aos prelados recorda a todos eles orientações básicas.

Por exemplo, relembra-se aos senhores bispos que é de responsabilidade deles providenciar "dignamente" tudo aquilo que for necessário para a celebração da Ceia do Senhor.

Lê-se no texto: "Compete-lhe vigiar a qualidade do pão e do vinho destinado à Eucaristia e, por isso, também, aqueles que o fabricam".

Uma das preocupações expressas no documento da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos é com a origem e obtenção da matéria a ser utilizada nas celebrações Eucarísticas, pois, sabe-se da venda da matéria eucarística em supermercados, lojas ou até mesmo pela internet.

"O Ordinário deve recordar aos sacerdotes, em particular aos párocos e aos reitores das igrejas, a sua responsabilidade em verificar quem é que fabrica o pão e o vinho para a celebração e a conformidade da matéria", mediante inclusive a apresentação de certificados.

Há matérias que invalidam o Sacramento

A Congregação recorda outra orientação básica: o pão deve ser ázimo, unicamente feito de trigo:

"É um abuso grave introduzir, na fabricação do pão para a Eucaristia, outras substâncias como frutas, açúcar ou mel.

Já as hóstias completamente sem glúten são inválidas, sendo tolerado hóstias parcialmente providas desta substância. Já o Mosto, isto é, o sumo de uva, é matéria válida para a eucaristia".

Honestidade e Respeito

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos sugere que cada Conferência Episcopal encarregue uma ou duas Congregações religiosas para verificar a produção, a conservação e a venda do pão e do vinho para a Eucaristia.

E o Dicastério ainda destaca que os fabricantes devem ter a "consciência de que o seu trabalho destina-se ao Sacrifício Eucarístico, e por isso, é-lhes requerido honestidade, responsabilidade e competência". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88468-Dicasterio-Romano-distribui-orientacoes-sobre-o-pao-e-o-vinho-da-Eucaristia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading