Loading
 
 
 
Loading
 
Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela também é peregrino
Loading
 
27 de Julho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Santiago de Compostela - Espanha (Quinta-feira, 27-07-2017, Gaudium Press) Dom Jesús Fernández, Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela, conserva entre seus pertences um certificado que é querido por todos os que caminharam ou pedalaram os muitos quilômetros de uma das mais tradicionais peregrinações da Igreja Católica: a Compostela, credencial oficial do Caminho de Santiago. Poucas semanas após a publicação de uma Carta Pastoral dos Bispos do Caminho com indicações pastorais para aproveitar a presença dos peregrinos para promover seu encontro com Cristo, o prelado recordou em uma entrevista à revista 'Vida Nueva' que ele mesmo foi peregrino e conhece o potencial evangelizador do Caminho.

Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela também é peregrino.jpg

O prelado fez uma primeira parte do Camino de 'Saint Jean' a pé de 'Port' até 'León' e de bicicleta há 21 anos. Há dois anos ele começou novamente a partir de onde havia deixado inacabado, mas teve que interromper de forma inesperadamente em Astorga. Finalmente, em 2016, concluiu a etapa final de Astorga a Santiago de Compostela, ganhando o certificado oficial dos peregrinos. De sua experiência, ele aprendeu o grande potencial da peregrinação para aproximar Deus dos distanciados. "Um bom número dos que fazem por outros motivos, acabam por se tornar peregrinos: se aproximam para abraçar o Apóstolo Santiago e alguns até terminam se confessando e participando da Eucaristia", recordou. "Felizmente, está crescendo nas Igrejas particulares e nas próprias congregações religiosas a consciência de que a rota jacobina oferece magníficas possibilidades para a evangelização; também o compromisso na atenção religiosa dos peregrinos".

Para aproveitar as possibilidades oferecidas por uma rota que atraiu mais de 110 mil pessoas nos primeiros seis meses de 2017, a receita de Dom Fernández para a Igreja é simples: "Acima de tudo, se fazer presente no caminho". Além de acompanhar no caminhar aos peregrinos a imagem de Jesus no caminho para Emaús, a presença da Igreja é expressa na hospitalidade cristã nos albergues e centros de acolhida. "E, é claro, nos templos que devem estar o maior tempo possível abertos para acolher e facilitar oração e a celebração da Fé dos peregrinos".

"Certamente é o Senhor que toca os corações e realiza maravilhas na vida dos que lhe buscam, mas se serve dos meios mais inesperados para isso", relatou o Bispo. "Por exemplo, uma peregrina absolutamente estranha à Fé, ouvindo um canto religioso na Catedral de Burgos e perguntando-se por Aquele ao qual se dirigiam as orações, ao chegar a Santiago, em contato com fiéis, começou um processo de conhecimento de Jesus Cristo e conversão à Fé Cristã". Embora alguns sejam atraídos à peregrinação por motivos distintos à Fé, muitas pessoas "conservam uma pequena brasa, um certo anseio nas profundezas de sua alma". (EPC)

Com informações de Vida Nueva

Loading
Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela também é peregrino

Santiago de Compostela - Espanha (Quinta-feira, 27-07-2017, Gaudium Press) Dom Jesús Fernández, Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela, conserva entre seus pertences um certificado que é querido por todos os que caminharam ou pedalaram os muitos quilômetros de uma das mais tradicionais peregrinações da Igreja Católica: a Compostela, credencial oficial do Caminho de Santiago. Poucas semanas após a publicação de uma Carta Pastoral dos Bispos do Caminho com indicações pastorais para aproveitar a presença dos peregrinos para promover seu encontro com Cristo, o prelado recordou em uma entrevista à revista 'Vida Nueva' que ele mesmo foi peregrino e conhece o potencial evangelizador do Caminho.

Bispo Auxiliar de Santiago de Compostela também é peregrino.jpg

O prelado fez uma primeira parte do Camino de 'Saint Jean' a pé de 'Port' até 'León' e de bicicleta há 21 anos. Há dois anos ele começou novamente a partir de onde havia deixado inacabado, mas teve que interromper de forma inesperadamente em Astorga. Finalmente, em 2016, concluiu a etapa final de Astorga a Santiago de Compostela, ganhando o certificado oficial dos peregrinos. De sua experiência, ele aprendeu o grande potencial da peregrinação para aproximar Deus dos distanciados. "Um bom número dos que fazem por outros motivos, acabam por se tornar peregrinos: se aproximam para abraçar o Apóstolo Santiago e alguns até terminam se confessando e participando da Eucaristia", recordou. "Felizmente, está crescendo nas Igrejas particulares e nas próprias congregações religiosas a consciência de que a rota jacobina oferece magníficas possibilidades para a evangelização; também o compromisso na atenção religiosa dos peregrinos".

Para aproveitar as possibilidades oferecidas por uma rota que atraiu mais de 110 mil pessoas nos primeiros seis meses de 2017, a receita de Dom Fernández para a Igreja é simples: "Acima de tudo, se fazer presente no caminho". Além de acompanhar no caminhar aos peregrinos a imagem de Jesus no caminho para Emaús, a presença da Igreja é expressa na hospitalidade cristã nos albergues e centros de acolhida. "E, é claro, nos templos que devem estar o maior tempo possível abertos para acolher e facilitar oração e a celebração da Fé dos peregrinos".

"Certamente é o Senhor que toca os corações e realiza maravilhas na vida dos que lhe buscam, mas se serve dos meios mais inesperados para isso", relatou o Bispo. "Por exemplo, uma peregrina absolutamente estranha à Fé, ouvindo um canto religioso na Catedral de Burgos e perguntando-se por Aquele ao qual se dirigiam as orações, ao chegar a Santiago, em contato com fiéis, começou um processo de conhecimento de Jesus Cristo e conversão à Fé Cristã". Embora alguns sejam atraídos à peregrinação por motivos distintos à Fé, muitas pessoas "conservam uma pequena brasa, um certo anseio nas profundezas de sua alma". (EPC)

Com informações de Vida Nueva

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88853-Bispo-Auxiliar-de-Santiago-de-Compostela-tambem-e-peregrino. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Este difícil trabalho foi qualificado pelo Diretor Internacional de Padroeiros das Artes nos Museus ...
 
As JMJ foram iniciadas por pelo Papa São João Paulo II que as instituiu em 1985. ...
 
No Recife, o templo localizado no bairro Casa Forte empossará no cargo Dom Limacêdo Antonio da Sil ...
 
O primeiro capítulo da série mostra o protocolo utilizado pela Guarda para acolher os chefes de Es ...
 
A iniciativa em memória do Padre Pelágio Sauter é celebrada juntamente com os Missionários Reden ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading