Loading
 
 
 
Loading
 
Falece brasileira postuladora de processos de beatificação e canonização
Loading
 
1 de Agosto de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Terça-feira, 01-08-2017, Gaudium Press) A Irmã Célia Cadorin, da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, faleceu na noite do dia 29 de julho aos 90 anos.

Falece brasileira postuladora de processos de beatificação e canonização.jpeg

O enterro de Irmã Célia aconteceu no último domingo, 30 de julho, no Cemitério da Saudade, em Bragança Paulista, São Paulo.

A religiosa que estava há quatro meses em coma é conhecida por ser a postuladora dos processos de beatificação e canonização de Santa Paulina, fundadora da Congregação. Ela também chegou a acompanhar inúmeros outros processos em todo o Brasil, como os de Santo Antônio de Sant'anna Galvão e Nhá Chica.

"Apaixonada por Santa Paulina, foi incansável no anúncio das virtudes e caminho de santidade percorrido por nossa Fundadora no seguimento a Jesus", informa a congregação em nota.

Para a superiora geral da Congregação, Irmã Roseli Amorim, a morte de Irmã Célia foi uma grande perda, uma vez que "para a Congregação e para toda a Igreja, Irmã Célia foi alguém que se dedicou muito à evangelização. Foi sempre uma presença de uma mulher de fibra, de fé, de amor pelos pobres, de evangelizadora. Uma mulher que sempre transmitiu uma experiência de Deus".

"Para nós, irmãzinhas, Irmã Célia foi um exemplo de alguém que lutou na canonização de Santa Paulina. Foi secretária da causa, depois postuladora, batalhadora nesta causa. Até os últimos momentos de lucidez, Irmã Célia queria se doar neste trabalho. Para nós é uma perda, mas também uma alegria por ver essa trajetória e o grande amor que ela tinha a Deus", afirmou.

Por sua vez, a irmã caçula da religiosa, Eunice Cadorin Bittencourt, comentou que a antiga postuladora "era sempre muito preocupada com a família, com cada um de nós". "Mesmo quando não estava presente fisicamente, estava presente em oração. Irmã Célia nos deixa um legado de amor a Deus, de amor aos irmãos, de caridade, de coragem. A gente aprendeu muito com ela", lembrou.

A missa de sétimo dia de Irmã Célia será celebrada na Casa Central da Congregação, no município do interior do Estado, em horário ainda a ser divulgado. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações A12 e Canção Nova

Loading
Falece brasileira postuladora de processos de beatificação e canonização

Redação (Terça-feira, 01-08-2017, Gaudium Press) A Irmã Célia Cadorin, da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, faleceu na noite do dia 29 de julho aos 90 anos.

Falece brasileira postuladora de processos de beatificação e canonização.jpeg

O enterro de Irmã Célia aconteceu no último domingo, 30 de julho, no Cemitério da Saudade, em Bragança Paulista, São Paulo.

A religiosa que estava há quatro meses em coma é conhecida por ser a postuladora dos processos de beatificação e canonização de Santa Paulina, fundadora da Congregação. Ela também chegou a acompanhar inúmeros outros processos em todo o Brasil, como os de Santo Antônio de Sant'anna Galvão e Nhá Chica.

"Apaixonada por Santa Paulina, foi incansável no anúncio das virtudes e caminho de santidade percorrido por nossa Fundadora no seguimento a Jesus", informa a congregação em nota.

Para a superiora geral da Congregação, Irmã Roseli Amorim, a morte de Irmã Célia foi uma grande perda, uma vez que "para a Congregação e para toda a Igreja, Irmã Célia foi alguém que se dedicou muito à evangelização. Foi sempre uma presença de uma mulher de fibra, de fé, de amor pelos pobres, de evangelizadora. Uma mulher que sempre transmitiu uma experiência de Deus".

"Para nós, irmãzinhas, Irmã Célia foi um exemplo de alguém que lutou na canonização de Santa Paulina. Foi secretária da causa, depois postuladora, batalhadora nesta causa. Até os últimos momentos de lucidez, Irmã Célia queria se doar neste trabalho. Para nós é uma perda, mas também uma alegria por ver essa trajetória e o grande amor que ela tinha a Deus", afirmou.

Por sua vez, a irmã caçula da religiosa, Eunice Cadorin Bittencourt, comentou que a antiga postuladora "era sempre muito preocupada com a família, com cada um de nós". "Mesmo quando não estava presente fisicamente, estava presente em oração. Irmã Célia nos deixa um legado de amor a Deus, de amor aos irmãos, de caridade, de coragem. A gente aprendeu muito com ela", lembrou.

A missa de sétimo dia de Irmã Célia será celebrada na Casa Central da Congregação, no município do interior do Estado, em horário ainda a ser divulgado. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações A12 e Canção Nova

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88953-Falece-brasileira-postuladora-de-processos-de-beatificacao-e-canonizacao. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading