Loading
 
 
 
Loading
 
Colômbia: segurança do Papa será milimétrica, discreta, efetiva
Loading
 
22 de Agosto de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Bogotá - Colômbia (Terça-feira, 22-08-2017, Gaudium Press) O Papa Francisco será protagonista da terceira visita realizada por um Papa à Colômbia.

Colômbia segurança do Papa será milimétrica, discreta, efetiva.png

A viagem de Francisco vem depois da que realizou o Papa Paulo VI, em 1968, e da que fez São João Paulo II, em 1986.

Isto não tirou das autoridades colombianas a expectativa de grande público. Mas, tampouco tirou dos governantes os cuidados com relação à segurança.

Entre os organizadores da viagem na Colômbia está o Vice-Presidente do país. Nessa segunda-feira, Óscar Naranjo, informou que as autoridades colombianas estão tomando todas as medidas necessárias para garantir "milimetricamente" a segurança do Papa Francisco que, de 6 a 10 de setembro estará visitando as cidades de Bogotá, Villavicencio, Medellín e Cartagena.

Segurança nos percursos

"O papamóvel percorrerá 135 km nas 4 cidades. Garantiremos a proximidade dos cidadãos ao Santo Padre, tal como ele pediu", disse Naranjo através das redes sociais.

"Os planos de segurança para o Papa e os cidadãos estão sendo planejados milimetricamente", garantiu o alto funcionário que foi nomeado pelo Presidente Juan Manuel Santos como especial responsável em coordenar com as diferentes autoridades, as atividades relacionadas com a visita ao Sumo Pontífice.

Milimétrica, discreta, efetiva

O Vice-Presidente da Colômbia, em entrevista concedida ao Canal, pode adiantar que a segurança do Papa Francisco será "sóbria, pouco visível em termos armados", porém com "tarefas prévias de inteligência, de observação, do detalhe do percurso minuto a minuto, centímetro por centímetro na cidade".

Para tranquilizar ainda mais o público, Naranjo revelou que o plano de segurança calculou quantos efetivos serão colocados em cada quilômetro linear do percurso do Papa e nas áreas circundantes.

Também foi confirmado que nas cidades a serem visitadas pelo Papa estarão disponíveis corpos de saúde e atendimentos de pronto socorro, ambulâncias, salas de emergência e de terapia intensiva que poderão enfrentar qualquer necessidade de socorro imediato do Santo Padre ou da população.

Verba Exclusiva


Foram destinados cerca de 10 milhões de dólares pelo Governo colombiano para apoiar as quatro cidades incluídas no roteiro da visita e para garantir a transmissão de televisão, enquanto que a Igreja Católica e as autoridades locais também destinaram recursos para a organização.

Processo de paz

"Não há um único país que esteja subestimando o que ocorreu aqui em relação ao fim do conflito armado" pelo qual o pais passa, disse Naranjo. Um conflito que dura décadas e que ceifou a vida de 260 mil colombianos e deixou oito milhões de vítimas.
Ele quis ressaltar que Francisco "está por detrás deste apoio" e que "de tanto em tanto enviava mensagens alentadoras às partes".

Ensinamento

Parece que esta vigilância omnipresente é necessária. Mesmo que ela seja realizada de forma milimétrica, discreta, efetiva, e, como disse Oscar Naranjo, seja "sóbria, pouco visível em termos armados", com "tarefas prévias de inteligência, de observação, do detalhe do percurso minuto a minuto, centímetro por centímetro".

O terceiro Papa que visita a Colômbia vai precisar de muita vigilância, muita segurança, para alcançar a paz. Afinal: si vis pacem, para bellum... (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Loading
Colômbia: segurança do Papa será milimétrica, discreta, efetiva

Bogotá - Colômbia (Terça-feira, 22-08-2017, Gaudium Press) O Papa Francisco será protagonista da terceira visita realizada por um Papa à Colômbia.

Colômbia segurança do Papa será milimétrica, discreta, efetiva.png

A viagem de Francisco vem depois da que realizou o Papa Paulo VI, em 1968, e da que fez São João Paulo II, em 1986.

Isto não tirou das autoridades colombianas a expectativa de grande público. Mas, tampouco tirou dos governantes os cuidados com relação à segurança.

Entre os organizadores da viagem na Colômbia está o Vice-Presidente do país. Nessa segunda-feira, Óscar Naranjo, informou que as autoridades colombianas estão tomando todas as medidas necessárias para garantir "milimetricamente" a segurança do Papa Francisco que, de 6 a 10 de setembro estará visitando as cidades de Bogotá, Villavicencio, Medellín e Cartagena.

Segurança nos percursos

"O papamóvel percorrerá 135 km nas 4 cidades. Garantiremos a proximidade dos cidadãos ao Santo Padre, tal como ele pediu", disse Naranjo através das redes sociais.

"Os planos de segurança para o Papa e os cidadãos estão sendo planejados milimetricamente", garantiu o alto funcionário que foi nomeado pelo Presidente Juan Manuel Santos como especial responsável em coordenar com as diferentes autoridades, as atividades relacionadas com a visita ao Sumo Pontífice.

Milimétrica, discreta, efetiva

O Vice-Presidente da Colômbia, em entrevista concedida ao Canal, pode adiantar que a segurança do Papa Francisco será "sóbria, pouco visível em termos armados", porém com "tarefas prévias de inteligência, de observação, do detalhe do percurso minuto a minuto, centímetro por centímetro na cidade".

Para tranquilizar ainda mais o público, Naranjo revelou que o plano de segurança calculou quantos efetivos serão colocados em cada quilômetro linear do percurso do Papa e nas áreas circundantes.

Também foi confirmado que nas cidades a serem visitadas pelo Papa estarão disponíveis corpos de saúde e atendimentos de pronto socorro, ambulâncias, salas de emergência e de terapia intensiva que poderão enfrentar qualquer necessidade de socorro imediato do Santo Padre ou da população.

Verba Exclusiva


Foram destinados cerca de 10 milhões de dólares pelo Governo colombiano para apoiar as quatro cidades incluídas no roteiro da visita e para garantir a transmissão de televisão, enquanto que a Igreja Católica e as autoridades locais também destinaram recursos para a organização.

Processo de paz

"Não há um único país que esteja subestimando o que ocorreu aqui em relação ao fim do conflito armado" pelo qual o pais passa, disse Naranjo. Um conflito que dura décadas e que ceifou a vida de 260 mil colombianos e deixou oito milhões de vítimas.
Ele quis ressaltar que Francisco "está por detrás deste apoio" e que "de tanto em tanto enviava mensagens alentadoras às partes".

Ensinamento

Parece que esta vigilância omnipresente é necessária. Mesmo que ela seja realizada de forma milimétrica, discreta, efetiva, e, como disse Oscar Naranjo, seja "sóbria, pouco visível em termos armados", com "tarefas prévias de inteligência, de observação, do detalhe do percurso minuto a minuto, centímetro por centímetro".

O terceiro Papa que visita a Colômbia vai precisar de muita vigilância, muita segurança, para alcançar a paz. Afinal: si vis pacem, para bellum... (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/89402-Colombia--seguranca-do-Papa-sera-milimetrica--discreta--efetiva. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading