Loading
 
 
 
Loading
 
Comentário em latim mais antigo dos Evangelhos é descoberto na Alemanha
Loading
 
12 de Setembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Birmingham - Inglaterra (Terça-feira, 12-09-2017, Gaudium Press) O primeiro comentário em latim conhecido sobre os Evangelhos foi redescoberto na Biblioteca da Catedral de Colônia, Alemanha, após mais de 1.500 anos desaparecido.

Escrito no século IV pelo Bispo italiano Fortunatianus de Aquileia, o comentário bíblico foi redescoberto pelo Dr. Lukas Dorfbauer, pesquisador da Universidade de Salzburgo. Muitos acreditavam que o manuscrito havia sido destruído ou se extraviado permanentemente.

Comentário em latim mais antigo dos Evangelhos é descoberto na Alemanha.jpg

O documento de 100 páginas foi encontrado na Biblioteca da Catedral de Colônia, em um manuscrito sem marcar que data do ano 800 e que foi digitalizado no ano de 2002.

Levado pela curiosidade, Dorfbauer iniciou uma investigação profunda sobre o manuscrito, pois queria descobrir o autor e a data do mesmo. Com esse objetivo começou a fazer anotações do documento e cruzar alguns de seus conteúdos com os escritos de São Jerônimo sobre Fortunatianus no século IV.

O diretor adjunto do Institute for Textual Scholarship and Electronic Editing (ITSEE) da Universidade de Birmingham, Dr. Hugo Houghton, também se envolveu nessa investigação e começou a extrair citações do manuscrito redescoberto e o comparou com outros textos do século IV utilizando a grande base de dados de sua universidade. "Os paralelismos com os textos que circulavam no norte da Itália em meados do século IV ofereciam um ajuste perfeito com o contexto de Fortunatianus", afirmou.

Após analisar o texto, o Dr. Hugo Houghton percebeu que a comparação "parecia preservar a forma original do trabalho inovador de Fortunatianus". "Tal descoberta é de considerável importância para nossa compreensão do desenvolvimento da interpretação bíblica latina, que passou a desempenhar um papel tão importante no desenvolvimento do pensamento e da literatura ocidental", ressaltou.

Agora, o comentário de Fortunatianus substitui a Vulgata como o comentário em latim conhecido mais antigo dos Evangelhos. Traduzida do hebraico e aramaico ao latim por São Jerônimo entre os anos 382 e 405, a Vulgata ficou conhecida como a forma mais antiga do comentário em latim escrito dos Evangelhos.

Com 160 capítulos, o comentário está centrado principalmente no Evangelho de São Mateus, mas também inclui breves referências aos Evangelhos de São Marcos, São Lucas e São João. (EPC)

Com informações da ACI Prensa

Loading
Comentário em latim mais antigo dos Evangelhos é descoberto na Alemanha

Birmingham - Inglaterra (Terça-feira, 12-09-2017, Gaudium Press) O primeiro comentário em latim conhecido sobre os Evangelhos foi redescoberto na Biblioteca da Catedral de Colônia, Alemanha, após mais de 1.500 anos desaparecido.

Escrito no século IV pelo Bispo italiano Fortunatianus de Aquileia, o comentário bíblico foi redescoberto pelo Dr. Lukas Dorfbauer, pesquisador da Universidade de Salzburgo. Muitos acreditavam que o manuscrito havia sido destruído ou se extraviado permanentemente.

Comentário em latim mais antigo dos Evangelhos é descoberto na Alemanha.jpg

O documento de 100 páginas foi encontrado na Biblioteca da Catedral de Colônia, em um manuscrito sem marcar que data do ano 800 e que foi digitalizado no ano de 2002.

Levado pela curiosidade, Dorfbauer iniciou uma investigação profunda sobre o manuscrito, pois queria descobrir o autor e a data do mesmo. Com esse objetivo começou a fazer anotações do documento e cruzar alguns de seus conteúdos com os escritos de São Jerônimo sobre Fortunatianus no século IV.

O diretor adjunto do Institute for Textual Scholarship and Electronic Editing (ITSEE) da Universidade de Birmingham, Dr. Hugo Houghton, também se envolveu nessa investigação e começou a extrair citações do manuscrito redescoberto e o comparou com outros textos do século IV utilizando a grande base de dados de sua universidade. "Os paralelismos com os textos que circulavam no norte da Itália em meados do século IV ofereciam um ajuste perfeito com o contexto de Fortunatianus", afirmou.

Após analisar o texto, o Dr. Hugo Houghton percebeu que a comparação "parecia preservar a forma original do trabalho inovador de Fortunatianus". "Tal descoberta é de considerável importância para nossa compreensão do desenvolvimento da interpretação bíblica latina, que passou a desempenhar um papel tão importante no desenvolvimento do pensamento e da literatura ocidental", ressaltou.

Agora, o comentário de Fortunatianus substitui a Vulgata como o comentário em latim conhecido mais antigo dos Evangelhos. Traduzida do hebraico e aramaico ao latim por São Jerônimo entre os anos 382 e 405, a Vulgata ficou conhecida como a forma mais antiga do comentário em latim escrito dos Evangelhos.

Com 160 capítulos, o comentário está centrado principalmente no Evangelho de São Mateus, mas também inclui breves referências aos Evangelhos de São Marcos, São Lucas e São João. (EPC)

Com informações da ACI Prensa

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/89832-Comentario-em-latim-mais-antigo-dos-Evangelhos-e-descoberto-na-Alemanha. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

As homenagens a Padroeira do Rio Grande do Sul foram inspiradas pelo tema “A jovem chamada Maria, ...
 
Curso vai ser ministrado na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma ...
 
Esta será a segunda visita de um Papa ao Marrocos, nação que acolheu São João Paulo II, em 1985 ...
 
Os escoteiros do Brasil têm atuado em convênios com os comitês locais da JMJ e o comitê interame ...
 
"Que esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus", expresso ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading