Loading
 
 
 
Loading
 
O anúncio do Evangelho é um ato de caridade, afirma Cardeal Filoni para seminaristas japoneses
Loading
 
19 de Setembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Tóquio - Japão (Terça-feira, 19-09-2017, Gaudium Press) Durante encontro com os seminaristas do Seminário de Fukuoka, no Japão, o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Cardeal Fernando Filoni afirmou que o anúncio do Evangelho "é um ato de grande caridade pelos irmãos que esperam uma luz".

O anúncio do Evangelho é um ato de caridade, afirma Cardeal Filoni para seminaristas japoneses.jpg

Segundo o purpurado, este anúncio do Evangelho promete a todos poder fazer a experiência do "dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia", que entrou no mundo desde quando Jesus nos revelou que Deus "é um Pai generoso, aliás, pródigo ao conceder a sua Graça gratuitamente".

Tal mistério de gratuidade revelado representa também a fonte de toda autêntica vocação sacerdotal, dando inclusive aos sacerdotes do amanhã a força de perseverar num mundo marcado pela "cultura do provisório", ressaltou.

Esse encontro com os seminaristas representou um momento importante do programa da visita do purpurado ao País. Em seu pronunciamento, o Cardeal Filoni recordou a objeção que marcou o anúncio do Evangelho também no Japão. De acordo com o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos os governantes de então faziam aos missionários substancialmente a mesma pergunta: 'O que tem a mais a religião cristã?'. "Por que nos trazem uma religião estrangeira e nos pedem para crer no Deus de vocês? Também nós temos uma cultura e uma religião, que são muito nobres e dignas. O que o cristianismo tem a mais que não esteja já contido na cultura confucionista ou na tradição xinto-taoísta-budista?"

A resposta segundo ele era simples: o anúncio de uma salvação doada gratuitamente por Deus mediante o mistério da encarnação, morte e ressurreição de Cristo: "a humanidade inteira precisa deste dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia".

O Cardeal exortou aos futuros sacerdotes japoneses que sigam a grande missão de serem colaboradores de Deus no anúncio a seu povo desta alegre novidade. Uma missão a ser abraçada confiando não em estratégias humanas sofisticadas, mas na própria Graça que fez florescer neles a vocação ao sacerdócio.

"É verdade que os sacerdotes, os religiosos e vocês como seminaristas do Japão são numericamente poucos. Mas a força do sal e da luz não vem da quantidade, mas da autenticidade", reconheceu o Cardeal Filoni. "Os Apóstolos eram apenas uma dúzia, mas graças ao zelo e à força da graça de Cristo levaram a mensagem de Cristo a todos os lugares", concluiu. (EPC)

Loading
O anúncio do Evangelho é um ato de caridade, afirma Cardeal Filoni para seminaristas japoneses

Tóquio - Japão (Terça-feira, 19-09-2017, Gaudium Press) Durante encontro com os seminaristas do Seminário de Fukuoka, no Japão, o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Cardeal Fernando Filoni afirmou que o anúncio do Evangelho "é um ato de grande caridade pelos irmãos que esperam uma luz".

O anúncio do Evangelho é um ato de caridade, afirma Cardeal Filoni para seminaristas japoneses.jpg

Segundo o purpurado, este anúncio do Evangelho promete a todos poder fazer a experiência do "dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia", que entrou no mundo desde quando Jesus nos revelou que Deus "é um Pai generoso, aliás, pródigo ao conceder a sua Graça gratuitamente".

Tal mistério de gratuidade revelado representa também a fonte de toda autêntica vocação sacerdotal, dando inclusive aos sacerdotes do amanhã a força de perseverar num mundo marcado pela "cultura do provisório", ressaltou.

Esse encontro com os seminaristas representou um momento importante do programa da visita do purpurado ao País. Em seu pronunciamento, o Cardeal Filoni recordou a objeção que marcou o anúncio do Evangelho também no Japão. De acordo com o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos os governantes de então faziam aos missionários substancialmente a mesma pergunta: 'O que tem a mais a religião cristã?'. "Por que nos trazem uma religião estrangeira e nos pedem para crer no Deus de vocês? Também nós temos uma cultura e uma religião, que são muito nobres e dignas. O que o cristianismo tem a mais que não esteja já contido na cultura confucionista ou na tradição xinto-taoísta-budista?"

A resposta segundo ele era simples: o anúncio de uma salvação doada gratuitamente por Deus mediante o mistério da encarnação, morte e ressurreição de Cristo: "a humanidade inteira precisa deste dom extraordinário e generoso da graça redentora e da misericórdia".

O Cardeal exortou aos futuros sacerdotes japoneses que sigam a grande missão de serem colaboradores de Deus no anúncio a seu povo desta alegre novidade. Uma missão a ser abraçada confiando não em estratégias humanas sofisticadas, mas na própria Graça que fez florescer neles a vocação ao sacerdócio.

"É verdade que os sacerdotes, os religiosos e vocês como seminaristas do Japão são numericamente poucos. Mas a força do sal e da luz não vem da quantidade, mas da autenticidade", reconheceu o Cardeal Filoni. "Os Apóstolos eram apenas uma dúzia, mas graças ao zelo e à força da graça de Cristo levaram a mensagem de Cristo a todos os lugares", concluiu. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

As homenagens a Padroeira do Rio Grande do Sul foram inspiradas pelo tema “A jovem chamada Maria, ...
 
Curso vai ser ministrado na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma ...
 
Esta será a segunda visita de um Papa ao Marrocos, nação que acolheu São João Paulo II, em 1985 ...
 
Os escoteiros do Brasil têm atuado em convênios com os comitês locais da JMJ e o comitê interame ...
 
"Que esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus", expresso ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading