Loading
 
 
 
Loading
 
Colégios Católicos devem ser fiéis à doutrina da Igreja, afirma Arcebispo argentino
Loading
 
22 de Setembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

La Plata - Argentina (Quinta-feira, 21-09-2017, Gaudium Press) Diante de algumas queixas a respeito da "transmissão de questões essenciais em diversas matérias" em colégios católicos, o Arcebispo de La Plata, Argentina, Dom Héctor Aguer, emitiu um decreto no qual explicita o dever das instituições educativas católicas de manter sua fidelidade à doutrina da Igreja, contida de maneira segura no Catecismo da Igreja Católica. "A nenhum docente está permitido transmitir o contrário do que nele está contido, e a seu teor deve julgar a validade e licitude de textos ou apontamentos oferecidos ou recomendados em uso aos alunos", estabeleceu o prelado.

O Arcebispo recordou que é seu dever "velar para que nas crianças, adolescentes e jovens não se frustre a finalidade própria da educação católica", pela qual exigiu aos colégios que dependem diretamente de sua autoridade, assim como os que são propriedade de comunidades religiosas, observar "com toda fidelidade e diligência as orientações" contidas no decreto para garantir a promoção adequada de sua identidade católica.

Colégios Católicos devem ser fiéis à doutrina da Igreja, afirma Arcebispo argentino.jpg

"No Ensinamento Religioso Escolar e a Catequese tem como referência doutrinal inevitável o Catecismo da Igreja Católica e o Compêndio do mesmo", determinou o prelado como primeiro item do decreto. "Os textos que se usem e as explicações dos professores e catequistas devem ajustar-se sempre àqueles instrumentos para mostrar aos alunos, com clareza, a verdade católica, com os métodos e atividades que correspondam à idade dos educandos". Os educadores devem advertir sobre os erros e condutas contrárias à Fé presentes na cultura atual para evitar que os alunos caiam neles.

Dom Aguer enfatizou especialmente a "educação para o amor, a castidade, o matrimônio e a família", temas sobre os quais pediu seguir as diretrizes contidas no documento "A ordem do espírito na sexualidade. Contribuições preliminares à educação sexual na escola". "Proíbo expressamente que nesta área tão delicada e bela se recorra como fonte de inspiração a 'teoria de gênero' e aos textos que a sustentam", ordenou. "No momento oportuno deve-se expor com argumentos sólidos uma crítica dessa teoria, hoje amplamente difundida, que pretende negar as diferenças biológicas entre o varão e a mulher, de modo que os alunos possam discernir retamente e não sejam arrastados por este erro".

Pediu também para inspirar as matérias relacionadas com a ordem social, política e econômica tanto no Catecismo da Igreja Católica como no Compêndio da Doutrina Social da Igreja. "Espero dos Representantes Legais, Diretores, catequistas, capelães e docentes o cumprimento destas disposições com sinceridade, prudência sobrenatural e caridade", exortou o prelado. "Encomendo ao Conselho Regional de Educação Católica a inspeção permanente, na ordem doutrinal e pedagógica, destas indicações, para que se assegure a plena identidade católica, tanto das instituições que se encontram sob sua imediata dependência, quanto dos colégios pertencentes à congregações religiosas, sujos alunos, enquanto tais, são fiéis desta Igreja Particular". (EPC)

Loading
Colégios Católicos devem ser fiéis à doutrina da Igreja, afirma Arcebispo argentino

La Plata - Argentina (Quinta-feira, 21-09-2017, Gaudium Press) Diante de algumas queixas a respeito da "transmissão de questões essenciais em diversas matérias" em colégios católicos, o Arcebispo de La Plata, Argentina, Dom Héctor Aguer, emitiu um decreto no qual explicita o dever das instituições educativas católicas de manter sua fidelidade à doutrina da Igreja, contida de maneira segura no Catecismo da Igreja Católica. "A nenhum docente está permitido transmitir o contrário do que nele está contido, e a seu teor deve julgar a validade e licitude de textos ou apontamentos oferecidos ou recomendados em uso aos alunos", estabeleceu o prelado.

O Arcebispo recordou que é seu dever "velar para que nas crianças, adolescentes e jovens não se frustre a finalidade própria da educação católica", pela qual exigiu aos colégios que dependem diretamente de sua autoridade, assim como os que são propriedade de comunidades religiosas, observar "com toda fidelidade e diligência as orientações" contidas no decreto para garantir a promoção adequada de sua identidade católica.

Colégios Católicos devem ser fiéis à doutrina da Igreja, afirma Arcebispo argentino.jpg

"No Ensinamento Religioso Escolar e a Catequese tem como referência doutrinal inevitável o Catecismo da Igreja Católica e o Compêndio do mesmo", determinou o prelado como primeiro item do decreto. "Os textos que se usem e as explicações dos professores e catequistas devem ajustar-se sempre àqueles instrumentos para mostrar aos alunos, com clareza, a verdade católica, com os métodos e atividades que correspondam à idade dos educandos". Os educadores devem advertir sobre os erros e condutas contrárias à Fé presentes na cultura atual para evitar que os alunos caiam neles.

Dom Aguer enfatizou especialmente a "educação para o amor, a castidade, o matrimônio e a família", temas sobre os quais pediu seguir as diretrizes contidas no documento "A ordem do espírito na sexualidade. Contribuições preliminares à educação sexual na escola". "Proíbo expressamente que nesta área tão delicada e bela se recorra como fonte de inspiração a 'teoria de gênero' e aos textos que a sustentam", ordenou. "No momento oportuno deve-se expor com argumentos sólidos uma crítica dessa teoria, hoje amplamente difundida, que pretende negar as diferenças biológicas entre o varão e a mulher, de modo que os alunos possam discernir retamente e não sejam arrastados por este erro".

Pediu também para inspirar as matérias relacionadas com a ordem social, política e econômica tanto no Catecismo da Igreja Católica como no Compêndio da Doutrina Social da Igreja. "Espero dos Representantes Legais, Diretores, catequistas, capelães e docentes o cumprimento destas disposições com sinceridade, prudência sobrenatural e caridade", exortou o prelado. "Encomendo ao Conselho Regional de Educação Católica a inspeção permanente, na ordem doutrinal e pedagógica, destas indicações, para que se assegure a plena identidade católica, tanto das instituições que se encontram sob sua imediata dependência, quanto dos colégios pertencentes à congregações religiosas, sujos alunos, enquanto tais, são fiéis desta Igreja Particular". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/90060-Colegios-Catolicos-devem-ser-fieis-a-doutrina-da-Igreja--afirma-Arcebispo-argentino. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

As homenagens a Padroeira do Rio Grande do Sul foram inspiradas pelo tema “A jovem chamada Maria, ...
 
Curso vai ser ministrado na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma ...
 
Esta será a segunda visita de um Papa ao Marrocos, nação que acolheu São João Paulo II, em 1985 ...
 
Os escoteiros do Brasil têm atuado em convênios com os comitês locais da JMJ e o comitê interame ...
 
"Que esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus", expresso ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading