Loading
 
 
 
Loading
 
Cardeal Hummes reza pelos bispos sepultados na cripta da Catedral de São Paulo
Loading
 
9 de Novembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

São Paulo (Quinta-feira, 09-11-2017, Gaudium Press) O Arcebispo Emérito de São Paulo, Cardeal Cláudio Hummes, celebrou recentemente uma Santa Missa na intenção dos bispos e arcebispos falecidos sepultados na cripta da Catedral Metropolitana de São Paulo (Catedral da Sé). A cerimônia ocorreu um dia após a Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos.

Cardeal Hummes reza pelos bispos sepultados na cripta da Catedral de São Paulo.jpg

A cripta está situada no subsolo do presbitério da Catedral e abriga os túmulos de 13 prelados da Diocese e Arquidiocese de São Paulo. Entre eles estão os arcebispos Dom Duarte Leopoldo e Silva (19071938), Dom José Gaspar de d'Affonseca e Silva (1939-1943) e o Cardeal Paulo Evaristo Arns (1970-1998), falecido em 14 de dezembro de 2016.

Também estão sepultados o Padre Diogo Feijó, Regente do Império; Monsenhor Aguinaldo José Gonçalves, primeiro Cura da Catedral da Sé; e Dom José Thurler, Bispo Auxiliar de São Paulo de 1966 a 1992.

Em sua homilia, Dom Hummes declarou: "nós queremos celebrar a memória dos bispos e mais uma vez os encomendar a Deus para que o Senhor os tenha no seu abraço e possam ser felizes junto a Ele no seu Reino que eles aqui pregaram pelo qual aqui deram sua vida no dia a dia, que aqui viveram como pastores deste povo".

O purpurado lembrou ainda que a Igreja sempre incentivou as comunidades a se recordarem de seus pastores que deram a vida pela população.

Ao mencionar o exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo, ressaltou que o Filho de Deus foi o nosso "supremo e único pastor, que deu a vida por suas ovelhas ao se entregar na cruz", e que os bispos, por sua vez, são pastores por participação.

Sendo assim, Dom Hummes, na condição de arcebispo emérito, atestou: "nós participamos deste ministério que é dele e, portanto, dele aprendemos e somos encorajados a dar a vida".

Por fim, ao comentar o mistério da morte, o religioso citou a misericórdia infinita de Deus. "A morte é aquela porta que se abre e o Pai que nos recebe e nos abraça no seu amor e na sua misericórdia, nos transforma em eternos filhos seus junto dele", disse. "A morte traz sofrimentos, mas Deus a transforma em bem, assim como a morte de Jesus resultou na sua ressurreição gloriosa e definitiva, em que a vida venceu definitivamente", acrescentou.

Encerrada a cerimônia, o arcebispo emérito se dirigiu com os fiéis à cripta, e por lá, realizou uma oração junto ao túmulo dos bispos falecidos. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de São Paulo

Loading
Cardeal Hummes reza pelos bispos sepultados na cripta da Catedral de São Paulo

São Paulo (Quinta-feira, 09-11-2017, Gaudium Press) O Arcebispo Emérito de São Paulo, Cardeal Cláudio Hummes, celebrou recentemente uma Santa Missa na intenção dos bispos e arcebispos falecidos sepultados na cripta da Catedral Metropolitana de São Paulo (Catedral da Sé). A cerimônia ocorreu um dia após a Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos.

Cardeal Hummes reza pelos bispos sepultados na cripta da Catedral de São Paulo.jpg

A cripta está situada no subsolo do presbitério da Catedral e abriga os túmulos de 13 prelados da Diocese e Arquidiocese de São Paulo. Entre eles estão os arcebispos Dom Duarte Leopoldo e Silva (19071938), Dom José Gaspar de d'Affonseca e Silva (1939-1943) e o Cardeal Paulo Evaristo Arns (1970-1998), falecido em 14 de dezembro de 2016.

Também estão sepultados o Padre Diogo Feijó, Regente do Império; Monsenhor Aguinaldo José Gonçalves, primeiro Cura da Catedral da Sé; e Dom José Thurler, Bispo Auxiliar de São Paulo de 1966 a 1992.

Em sua homilia, Dom Hummes declarou: "nós queremos celebrar a memória dos bispos e mais uma vez os encomendar a Deus para que o Senhor os tenha no seu abraço e possam ser felizes junto a Ele no seu Reino que eles aqui pregaram pelo qual aqui deram sua vida no dia a dia, que aqui viveram como pastores deste povo".

O purpurado lembrou ainda que a Igreja sempre incentivou as comunidades a se recordarem de seus pastores que deram a vida pela população.

Ao mencionar o exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo, ressaltou que o Filho de Deus foi o nosso "supremo e único pastor, que deu a vida por suas ovelhas ao se entregar na cruz", e que os bispos, por sua vez, são pastores por participação.

Sendo assim, Dom Hummes, na condição de arcebispo emérito, atestou: "nós participamos deste ministério que é dele e, portanto, dele aprendemos e somos encorajados a dar a vida".

Por fim, ao comentar o mistério da morte, o religioso citou a misericórdia infinita de Deus. "A morte é aquela porta que se abre e o Pai que nos recebe e nos abraça no seu amor e na sua misericórdia, nos transforma em eternos filhos seus junto dele", disse. "A morte traz sofrimentos, mas Deus a transforma em bem, assim como a morte de Jesus resultou na sua ressurreição gloriosa e definitiva, em que a vida venceu definitivamente", acrescentou.

Encerrada a cerimônia, o arcebispo emérito se dirigiu com os fiéis à cripta, e por lá, realizou uma oração junto ao túmulo dos bispos falecidos. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de São Paulo

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91113-Cardeal-Hummes-reza-pelos-bispos-sepultados-na-cripta-da-Catedral-de-Sao-Paulo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Dom Manuel afirmou que a Igreja “é sempre o rosto visível de algo invisível” e destaca contri ...
 
O templo em Manama será o segundo lugar de culto cristão ativo no país e terá capacidade para ac ...
 
Na noite de segunda-feira desconhecidos atearam fogo a um centro da Caritas, em Sébado, norte do pa ...
 
A 51 ª edição dos festejos da paróquia dedicada ao Padroeiro é inspirada no tema “Como Igreja ...
 
Aos olhos de Deus, os mártires são os melhores evangelizadores. Dizia Tertuliano: “Sangue de má ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading