Loading
 
 
 
Loading
 
Para rezar, preciso saber dizer “Pai”, diz Papa na Audiência Geral
Loading
 
16 de Novembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 16-11-2017, Gaudium Press) "A Missa é a oração por excelência, a mais elevada, a mais sublime, e ao mesmo tempo a mais "concreta.

116-11 Para rezar, preciso saber dizer ?Pai?, diz Papa na Audiência Geral.jpg

Estas foram palavras do Papa Francisco dando continuando o ciclo de catequeses sobre a Eucaristia iniciada ainda há pouco durante as Audiências Gerais das quartas-feiras.


O Papa enfatizou hoje que a Missa é "o encontro do amor com Deus mediante a sua Palavra e o Corpo e Sangue de Jesus".

O Pontífice explicou que estar em oração significa, acima de tudo, estar em diálogo, numa relação pessoal com Deus:
"O homem foi criado como ser em relação com Deus, que encontra a sua plena realização somente no encontro com o seu Criador. O encontro da vida é rumo ao encontro definitivo com o Senhor".

Silêncio: importância dele na oração

Depois de citar o encontro do Senhor com Moisés, e de Jesus quando chama os seus discípulos, Francisco afirmou que "a Missa, a Eucaristia é o momento privilegiado para estar com Jesus, e por meio d'Ele, com Deus e com os irmãos",

Para o Santo Padre, "Rezar, como todo verdadeiro diálogo, é também saber permanecer em silêncio. No diálogo existem momentos de silêncio, no silêncio junto a Jesus. E quando nós vamos à Missa, talvez chegamos cinco minutos antes e começamos a conversar com quem está ao meu lado. Mas não é o momento de conversa! É o momento do silêncio para nos prepararmos para o diálogo. Momento de se recolher no coração para nos prepararmos para o encontro com Jesus. O silêncio é muito importante".

Recordado o que ele havia dito na Audiência Geral da última quarta-feira, Francisco repetiu seu pensamento com ênfase:
"Não vamos a um espetáculo. Vamos a um encontro com o Senhor e o silêncio nos prepara e nos acompanha".

"Pai" é o modo correto de dirigir-se a Deus

"Jesus mesmo nos ensina como realmente é possível estar com o Pai e demonstra isto com a sua oração", disse o Pontífice para recordar milhares de fiéis presentes na Audiência uma passagem da vida de Nosso Senhor:
Ele explica aos discípulos que o veem retirar-se em oração, que a primeira coisa necessária para rezar é saber dizer "Pai".

E Francisco recomenda atenção ao ensinamento desta passagem:
"Prestem atenção: se eu não sou capaz de dizer "Pai" a Deus, não sou capaz de rezar. Devemos aprender a dizer "Pai". Tão simples. Dizer Pai, isto é, colocar-se na sua presença com confiança filial".


Humildade: virtude para aprender a rezar

Para aprender a dizer Pai, aprender a orar, "é necessário reconhecer humildemente que temos necessidade de ser instruídos e dizer com simplicidade: Senhor, ensina-me a rezar":

"Este é o primeiro ponto: ser humildes, reconhecer-se filhos, repousar no Pai, confiar n'Ele. Para entrar no Reino dos Céus é necessário fazer-se pequenos como crianças, no sentido de que as crianças sabem entregar-se, sabem que alguém se preocupará com elas, com o que irão comer, o que vestirão e assim por diante", disse o Papa.

Deixar-se maravilhar, admirar

A segunda condição paa aprendermos a rezar "é deixar-se surpreender", como as crianças, diz o Papa:
"A criança sempre faz mil perguntas porque deseja descobrir o mundo; e se maravilha até mesmo com as coisas pequenas, porque tudo é novo para ela. Para entrar no Reino dos céus, é preciso deixar-se maravilhar". "Entregar-se e abrir o coração para deixar-se maravilhar", continuou Francisco, perguntando aos presentes:

"Em nossa relação com o Senhor, na oração, deixamo-nos maravilhar? Ou pensamos que a oração é falar a Deus como fazem os papagaios?".

"Deixamo-nos surpreender por Deus que é sempre o Deus das surpresas? Porque o encontro com o Senhor é sempre um encontro vivo. Não um encontro de Museu. É um encontro vivo e nós vamos à Missa, não a um Museu. Vamos a um encontro vivo com o Senhor".

Desejo de renascer, recomeçar

Para dar continuidade a suas reflexões, o Pontífice recordou o episódio com Nicodemos, a quem o Senhor fala sobre a necessidade de "renascer do alto".

"Mas o que significa isto? Se pode "renascer"? Voltar a ter o gosto, a alegria, a maravilha da vida, é possível?", interroga o Papa, antes de continuar:

"Esta é uma pergunta fundamental de nossa fé e este é o desejo de todo verdadeiro fiel: o desejo de renascer, a alegria de recomeçar. Nós temos este desejo? Cada um de nós tem desejo de renascer sempre para encontrar o Senhor? Vocês têm este desejo?
De fato, se pode perdê-lo facilmente, por causa de tantas atividades, de tantos projetos a serem concretizados, e no final, resta pouco tempo e perdemos de vista o que é fundamental: a nossa vida de coração, a nossa vida espiritual, a nossa vida que é um encontro com o Senhor na oração".

O encontro de Deus com minha fragilidade

O Senhor nos surpreende - disse o Papa - mostrando-nos que "Ele nos ama também em nossas fraquezas", tornando-se "a vítima de expiação pelos nossos pecados" e por aqueles do mundo inteiro:

"E este dom, fonte da verdadeira consolação - mas o Senhor nos perdoa sempre, isto consola, é uma verdadeira consolação, é um dom que nos é dado por meio da Eucaristia, aquele banquete nupcial em que o Esposo encontra a nossa fragilidade".
"Posso dizer que quando faço a comunhão na Missa o Senhor encontra a minha fragilidade? Sim, podemos dizer isto porque isto é verdade!"

"O Senhor encontra a nossa fragilidade para nos levar de volta àquele primeiro chamado: o de ser a imagem e semelhança de Deus. Este é o ambiente da Eucaristia, esta é a oração", conclui o Santo Padre.
(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações RV)

 

 

Loading
Para rezar, preciso saber dizer “Pai”, diz Papa na Audiência Geral

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 16-11-2017, Gaudium Press) "A Missa é a oração por excelência, a mais elevada, a mais sublime, e ao mesmo tempo a mais "concreta.

116-11 Para rezar, preciso saber dizer ?Pai?, diz Papa na Audiência Geral.jpg

Estas foram palavras do Papa Francisco dando continuando o ciclo de catequeses sobre a Eucaristia iniciada ainda há pouco durante as Audiências Gerais das quartas-feiras.


O Papa enfatizou hoje que a Missa é "o encontro do amor com Deus mediante a sua Palavra e o Corpo e Sangue de Jesus".

O Pontífice explicou que estar em oração significa, acima de tudo, estar em diálogo, numa relação pessoal com Deus:
"O homem foi criado como ser em relação com Deus, que encontra a sua plena realização somente no encontro com o seu Criador. O encontro da vida é rumo ao encontro definitivo com o Senhor".

Silêncio: importância dele na oração

Depois de citar o encontro do Senhor com Moisés, e de Jesus quando chama os seus discípulos, Francisco afirmou que "a Missa, a Eucaristia é o momento privilegiado para estar com Jesus, e por meio d'Ele, com Deus e com os irmãos",

Para o Santo Padre, "Rezar, como todo verdadeiro diálogo, é também saber permanecer em silêncio. No diálogo existem momentos de silêncio, no silêncio junto a Jesus. E quando nós vamos à Missa, talvez chegamos cinco minutos antes e começamos a conversar com quem está ao meu lado. Mas não é o momento de conversa! É o momento do silêncio para nos prepararmos para o diálogo. Momento de se recolher no coração para nos prepararmos para o encontro com Jesus. O silêncio é muito importante".

Recordado o que ele havia dito na Audiência Geral da última quarta-feira, Francisco repetiu seu pensamento com ênfase:
"Não vamos a um espetáculo. Vamos a um encontro com o Senhor e o silêncio nos prepara e nos acompanha".

"Pai" é o modo correto de dirigir-se a Deus

"Jesus mesmo nos ensina como realmente é possível estar com o Pai e demonstra isto com a sua oração", disse o Pontífice para recordar milhares de fiéis presentes na Audiência uma passagem da vida de Nosso Senhor:
Ele explica aos discípulos que o veem retirar-se em oração, que a primeira coisa necessária para rezar é saber dizer "Pai".

E Francisco recomenda atenção ao ensinamento desta passagem:
"Prestem atenção: se eu não sou capaz de dizer "Pai" a Deus, não sou capaz de rezar. Devemos aprender a dizer "Pai". Tão simples. Dizer Pai, isto é, colocar-se na sua presença com confiança filial".


Humildade: virtude para aprender a rezar

Para aprender a dizer Pai, aprender a orar, "é necessário reconhecer humildemente que temos necessidade de ser instruídos e dizer com simplicidade: Senhor, ensina-me a rezar":

"Este é o primeiro ponto: ser humildes, reconhecer-se filhos, repousar no Pai, confiar n'Ele. Para entrar no Reino dos Céus é necessário fazer-se pequenos como crianças, no sentido de que as crianças sabem entregar-se, sabem que alguém se preocupará com elas, com o que irão comer, o que vestirão e assim por diante", disse o Papa.

Deixar-se maravilhar, admirar

A segunda condição paa aprendermos a rezar "é deixar-se surpreender", como as crianças, diz o Papa:
"A criança sempre faz mil perguntas porque deseja descobrir o mundo; e se maravilha até mesmo com as coisas pequenas, porque tudo é novo para ela. Para entrar no Reino dos céus, é preciso deixar-se maravilhar". "Entregar-se e abrir o coração para deixar-se maravilhar", continuou Francisco, perguntando aos presentes:

"Em nossa relação com o Senhor, na oração, deixamo-nos maravilhar? Ou pensamos que a oração é falar a Deus como fazem os papagaios?".

"Deixamo-nos surpreender por Deus que é sempre o Deus das surpresas? Porque o encontro com o Senhor é sempre um encontro vivo. Não um encontro de Museu. É um encontro vivo e nós vamos à Missa, não a um Museu. Vamos a um encontro vivo com o Senhor".

Desejo de renascer, recomeçar

Para dar continuidade a suas reflexões, o Pontífice recordou o episódio com Nicodemos, a quem o Senhor fala sobre a necessidade de "renascer do alto".

"Mas o que significa isto? Se pode "renascer"? Voltar a ter o gosto, a alegria, a maravilha da vida, é possível?", interroga o Papa, antes de continuar:

"Esta é uma pergunta fundamental de nossa fé e este é o desejo de todo verdadeiro fiel: o desejo de renascer, a alegria de recomeçar. Nós temos este desejo? Cada um de nós tem desejo de renascer sempre para encontrar o Senhor? Vocês têm este desejo?
De fato, se pode perdê-lo facilmente, por causa de tantas atividades, de tantos projetos a serem concretizados, e no final, resta pouco tempo e perdemos de vista o que é fundamental: a nossa vida de coração, a nossa vida espiritual, a nossa vida que é um encontro com o Senhor na oração".

O encontro de Deus com minha fragilidade

O Senhor nos surpreende - disse o Papa - mostrando-nos que "Ele nos ama também em nossas fraquezas", tornando-se "a vítima de expiação pelos nossos pecados" e por aqueles do mundo inteiro:

"E este dom, fonte da verdadeira consolação - mas o Senhor nos perdoa sempre, isto consola, é uma verdadeira consolação, é um dom que nos é dado por meio da Eucaristia, aquele banquete nupcial em que o Esposo encontra a nossa fragilidade".
"Posso dizer que quando faço a comunhão na Missa o Senhor encontra a minha fragilidade? Sim, podemos dizer isto porque isto é verdade!"

"O Senhor encontra a nossa fragilidade para nos levar de volta àquele primeiro chamado: o de ser a imagem e semelhança de Deus. Este é o ambiente da Eucaristia, esta é a oração", conclui o Santo Padre.
(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações RV)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91254-Para-rezar--preciso-saber-dizer--ldquo-Pai-rdquo---diz-Papa-na-Audiencia-Geral. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

As homenagens a Padroeira do Rio Grande do Sul foram inspiradas pelo tema “A jovem chamada Maria, ...
 
Curso vai ser ministrado na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma ...
 
Esta será a segunda visita de um Papa ao Marrocos, nação que acolheu São João Paulo II, em 1985 ...
 
Os escoteiros do Brasil têm atuado em convênios com os comitês locais da JMJ e o comitê interame ...
 
"Que esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus", expresso ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading