Loading
 
 
 
Loading
 
Sacerdote de Pouso Alegre terá fase diocesana do seu processo de beatificação encerrada
Loading
 
17 de Novembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Pouso Alegre - Minas Gerais (Sexta-feira, 17-11-2017, Gaudium Press) O Servo de Deus Padre Alderigi Maria Torriani, sacerdote da Arquidiocese de Pouso Alegre, falecido em 1977, terá a fase diocesana do seu processo de canonização encerrada no próximo dia 22 de dezembro. Para esta ocasião, haverá uma Santa Missa no Santuário de Santa Rita de Cássia, em Santa Rita de Caldas, local no qual seu corpo está enterrado.

Sacerdote de Pouso Alegre terá fase diocesana do seu processo de beatificação encerrada.jpg

Agora, o processo será encaminhado para Roma, dando continuidade à toda a pesquisa e levantamento de possíveis milagres obtidos pela intercessão do religioso.

Muitos fiéis de Pouso Alegre costumam se lembrar do Monsenhor Alderigi como "um homem de Deus, perseverante na oração. Um homem da Igreja totalmente dedicado ao progresso espiritual do seu povo. Um homem que se fez pobre para doar-se inteiramente aos pobres. Um presente de Deus que passou por este mundo fazendo o bem".

Sobre a vida e também como se encontra o processo de canonização, o Padre Rodrigo Carneiro Paiva Mendes, vice-postulador da causa, em entrevista para o site da Arquidiocese de Pouso Alegre, afirmou que o Padre Alderigi Torriani morreu em 1977 "com fama de santidade e, desde então, as pessoas reconhecem que sua vida foi um testemunho de fé, amor e esperança".

"A Arquidiocese, percebendo o apelo popular, abriu em 1999, com a autorização da Congregação para a Causa dos Santos, seu processo de canonização. O processo se encontra ainda na primeira fase, que é chamada de fase diocesana, onde uma comissão história tem buscado, através de pesquisas, conhecer a vida do Padre Alderigi, e outra comissão tem colhido depoimentos de pessoas que o conheceram, para que se verifique e comprove através de testemunhos sua fama de santidade", explicou.

Segundo o Padre Rodrigo, "dentro do processo de canonização existem funções que precisam ser desempenhadas. A figura do postulador é daquele que coordena os trabalhos e busca divulgar a vida do Servo de Deus. No caso deste processo, o postulador é o Padre Leandro de Carvalho Raimundo, hoje pároco de Monte Verde. Quando da sua estada em Roma para estudos teológicos, realizou também estudos na Congregação da Causa dos Santos".

Ainda conforme o vice-postulador, "a vida do Padre Alderigi foi uma vida muito simples, mas que se destacou pela sua fé e devoção a Nossa Senhora e Santa Rita. Um ser humano desapegado, que se preocupou muito com questões humanas, sociais e educacionais, na promoção da pessoa. Promoveu o ser humano, pois foi um homem de fé e de oração".

Trabalhar neste processo tem sido edificador para o Padre Rodrigo, uma vez que como sacerdote, ele pode conhecer mais a vida de um outro religioso que trabalhou naquela região "espalhando o cuidado do Cristo Bom Pastor".

"Algo que me impressiona é o carinho de um povo pelo seu sacerdote, mesmo tendo falecido há 40 anos, sua memória está muito viva. Algo impressionante também é a confiança das pessoas em sua intercessão. Consequência desta confiança são as inúmeras graças alcançadas por seu intermédio", contou.

Os próximos passos, conforme o vice-postulador, após o fechamento da fase diocesana, será o início da fase romana do processo de canonização, no qual "o postulador passa a ser o Dr. Paolo Vilotta. Este novo postulador da fase romana é um italiano que possui sua equipe de trabalho e que é responsável no Brasil e em outros países por quase 100 processos de canonização".

"Nesta fase romana, será estudado o material produzido pela diocese: históricos, depoimentos e escritos do Servo de Deus e com este estudo, analisado suas virtudes e também ao longo desta fase um possível milagre".

Por fim, o Padre Rodrigo declarou perceber "que um passo importante é a divulgação do Padre Alderigi em Jacutinga, que é sua cidade natal".

"É possível que a Igreja reconheça oficialmente a santidade do Padre Alderigi, pois sua vida é um verdadeiro testemunho do Evangelho. Em relação a prazo, não posso afirmar nada, pois isso dependerá de muitos fatores. O importante neste momento é rezarmos pelo bom êxito do processo de canonização e buscar divulgar muito o Servo de Deus, para que seja conhecido e mais pessoas peçam a ele o auxílio para suas vidas e, quem sabe, desta divulgação saia o futuro milagre que a Igreja precise para o declarar beato", concluiu o presbítero. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Pouso Alegre

Loading
Sacerdote de Pouso Alegre terá fase diocesana do seu processo de beatificação encerrada

Pouso Alegre - Minas Gerais (Sexta-feira, 17-11-2017, Gaudium Press) O Servo de Deus Padre Alderigi Maria Torriani, sacerdote da Arquidiocese de Pouso Alegre, falecido em 1977, terá a fase diocesana do seu processo de canonização encerrada no próximo dia 22 de dezembro. Para esta ocasião, haverá uma Santa Missa no Santuário de Santa Rita de Cássia, em Santa Rita de Caldas, local no qual seu corpo está enterrado.

Sacerdote de Pouso Alegre terá fase diocesana do seu processo de beatificação encerrada.jpg

Agora, o processo será encaminhado para Roma, dando continuidade à toda a pesquisa e levantamento de possíveis milagres obtidos pela intercessão do religioso.

Muitos fiéis de Pouso Alegre costumam se lembrar do Monsenhor Alderigi como "um homem de Deus, perseverante na oração. Um homem da Igreja totalmente dedicado ao progresso espiritual do seu povo. Um homem que se fez pobre para doar-se inteiramente aos pobres. Um presente de Deus que passou por este mundo fazendo o bem".

Sobre a vida e também como se encontra o processo de canonização, o Padre Rodrigo Carneiro Paiva Mendes, vice-postulador da causa, em entrevista para o site da Arquidiocese de Pouso Alegre, afirmou que o Padre Alderigi Torriani morreu em 1977 "com fama de santidade e, desde então, as pessoas reconhecem que sua vida foi um testemunho de fé, amor e esperança".

"A Arquidiocese, percebendo o apelo popular, abriu em 1999, com a autorização da Congregação para a Causa dos Santos, seu processo de canonização. O processo se encontra ainda na primeira fase, que é chamada de fase diocesana, onde uma comissão história tem buscado, através de pesquisas, conhecer a vida do Padre Alderigi, e outra comissão tem colhido depoimentos de pessoas que o conheceram, para que se verifique e comprove através de testemunhos sua fama de santidade", explicou.

Segundo o Padre Rodrigo, "dentro do processo de canonização existem funções que precisam ser desempenhadas. A figura do postulador é daquele que coordena os trabalhos e busca divulgar a vida do Servo de Deus. No caso deste processo, o postulador é o Padre Leandro de Carvalho Raimundo, hoje pároco de Monte Verde. Quando da sua estada em Roma para estudos teológicos, realizou também estudos na Congregação da Causa dos Santos".

Ainda conforme o vice-postulador, "a vida do Padre Alderigi foi uma vida muito simples, mas que se destacou pela sua fé e devoção a Nossa Senhora e Santa Rita. Um ser humano desapegado, que se preocupou muito com questões humanas, sociais e educacionais, na promoção da pessoa. Promoveu o ser humano, pois foi um homem de fé e de oração".

Trabalhar neste processo tem sido edificador para o Padre Rodrigo, uma vez que como sacerdote, ele pode conhecer mais a vida de um outro religioso que trabalhou naquela região "espalhando o cuidado do Cristo Bom Pastor".

"Algo que me impressiona é o carinho de um povo pelo seu sacerdote, mesmo tendo falecido há 40 anos, sua memória está muito viva. Algo impressionante também é a confiança das pessoas em sua intercessão. Consequência desta confiança são as inúmeras graças alcançadas por seu intermédio", contou.

Os próximos passos, conforme o vice-postulador, após o fechamento da fase diocesana, será o início da fase romana do processo de canonização, no qual "o postulador passa a ser o Dr. Paolo Vilotta. Este novo postulador da fase romana é um italiano que possui sua equipe de trabalho e que é responsável no Brasil e em outros países por quase 100 processos de canonização".

"Nesta fase romana, será estudado o material produzido pela diocese: históricos, depoimentos e escritos do Servo de Deus e com este estudo, analisado suas virtudes e também ao longo desta fase um possível milagre".

Por fim, o Padre Rodrigo declarou perceber "que um passo importante é a divulgação do Padre Alderigi em Jacutinga, que é sua cidade natal".

"É possível que a Igreja reconheça oficialmente a santidade do Padre Alderigi, pois sua vida é um verdadeiro testemunho do Evangelho. Em relação a prazo, não posso afirmar nada, pois isso dependerá de muitos fatores. O importante neste momento é rezarmos pelo bom êxito do processo de canonização e buscar divulgar muito o Servo de Deus, para que seja conhecido e mais pessoas peçam a ele o auxílio para suas vidas e, quem sabe, desta divulgação saia o futuro milagre que a Igreja precise para o declarar beato", concluiu o presbítero. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Pouso Alegre


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal Arcebispo de Valência, Antonio Cañizares, afirmou aos poloneses que eles são “exemplo ...
 
As imagens peregrinas são réplicas fiéis da imagem venerada na Capela das Aparições do Santuár ...
 
O sangue do Papa João Paulo II deve chegar à Paróquia Sagrada Família em 26 de novembro próximo ...
 
Os exemplares de 1962 a 1979 do jornal Folha do Norte do Paraná estavam na Catedral Basílica Menor ...
 
Nos próximos dias serão iniciadas as instalações do presépio e da Árvore de Natal na Praça de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading