Loading
 
 
 
Loading
 
Vida em convento cisterciense é retratada em documentário
Loading
 
23 de Novembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Espanha - Madri (Quinta-feira, 23-11-2017, Gaudium Press) O documentário "A Ilha dos Monges", que estreará na Espanha no dia 08 de dezembro, relata a história de oito religiosos cistercienses que se vêm obrigados a deixar um enorme mosteiro na Holanda e buscar um lugar retirado no norte do país. Os monges relatam a história de seu encontro com Deus e os desafios de iniciar uma nova vida confiando na providência Divina.

Vida em convento cisterciense é retratada em documentário.jpg

O documentário foi dirigido por Anne Christine Girardot, que cumpriu deste modo o desejo de revelar os sentimentos e desafios próprios da vida consagrada. "Tenho uma tia que foi monja carmelita. Vivia nos Alpes, em um convento que parecia um autêntico paraíso, onde permaneceu mais de 40 anos", relatou Girardot. "Era muito feliz. Mas ficou doente e teve que deixar seu austero convento para integrar-se em outro mais confortável. Morreu dois anos depois. Quando me inteirei do ocorrido e imaginei o que a mudança significou para ela depois de toda uma vida, me vieram imediatamente os desejos de fazer um filme sobre sua história".

Diante da impossibilidade de filmar um documentário pela estrita observância da comunidade a qual pertencia sua parente, a diretora procurou os monges do Mosteiro de Sion, que haviam posto à venda as edificações de seu mosteiro com capacidade para 120 religiosos pelo progressivo falecimento de seus membros. Os oito monges restantes optaram por buscar um lugar de maior isolamento em uma ilha no norte do país. "A coragem e atrevimento desses monges me comoveu, mas sobretudo imaginei que conheceriam os dilemas, as dúvidas, a dor que supõem soltar as rédeas de tua vida, a segurança e o lugar que escolheram para o resto de sua vida", explicou.

"Ainda que hoje em dia seja difícil nos colocarmos no lugar de um monge, seus problemas neste caso me pareceram universais: todos temos que abandonar nossas seguranças para seguir um sonho, uma vocação, um caminho", acrescentou Girardot. "Espero que 'A Ilha dos Monges' comunique uma mensagem de esperança. Não temas, ainda que tenhas a impressão que a causa está perdida, não tenhas medo. A história destes monges é uma prova de que é possível". (EPC)

Loading
Vida em convento cisterciense é retratada em documentário

Espanha - Madri (Quinta-feira, 23-11-2017, Gaudium Press) O documentário "A Ilha dos Monges", que estreará na Espanha no dia 08 de dezembro, relata a história de oito religiosos cistercienses que se vêm obrigados a deixar um enorme mosteiro na Holanda e buscar um lugar retirado no norte do país. Os monges relatam a história de seu encontro com Deus e os desafios de iniciar uma nova vida confiando na providência Divina.

Vida em convento cisterciense é retratada em documentário.jpg

O documentário foi dirigido por Anne Christine Girardot, que cumpriu deste modo o desejo de revelar os sentimentos e desafios próprios da vida consagrada. "Tenho uma tia que foi monja carmelita. Vivia nos Alpes, em um convento que parecia um autêntico paraíso, onde permaneceu mais de 40 anos", relatou Girardot. "Era muito feliz. Mas ficou doente e teve que deixar seu austero convento para integrar-se em outro mais confortável. Morreu dois anos depois. Quando me inteirei do ocorrido e imaginei o que a mudança significou para ela depois de toda uma vida, me vieram imediatamente os desejos de fazer um filme sobre sua história".

Diante da impossibilidade de filmar um documentário pela estrita observância da comunidade a qual pertencia sua parente, a diretora procurou os monges do Mosteiro de Sion, que haviam posto à venda as edificações de seu mosteiro com capacidade para 120 religiosos pelo progressivo falecimento de seus membros. Os oito monges restantes optaram por buscar um lugar de maior isolamento em uma ilha no norte do país. "A coragem e atrevimento desses monges me comoveu, mas sobretudo imaginei que conheceriam os dilemas, as dúvidas, a dor que supõem soltar as rédeas de tua vida, a segurança e o lugar que escolheram para o resto de sua vida", explicou.

"Ainda que hoje em dia seja difícil nos colocarmos no lugar de um monge, seus problemas neste caso me pareceram universais: todos temos que abandonar nossas seguranças para seguir um sonho, uma vocação, um caminho", acrescentou Girardot. "Espero que 'A Ilha dos Monges' comunique uma mensagem de esperança. Não temas, ainda que tenhas a impressão que a causa está perdida, não tenhas medo. A história destes monges é uma prova de que é possível". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91420-Vida-em-convento-cisterciense-e-retratada-em-documentario. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A mostra é uma verdadeira viagem na descoberta de como a Bíblia é um texto em movimento, centrado ...
 
O anúncio foi realizado durante Missa presidida pelo Núncio Apostólico no Uruguai, Dom Martin Kre ...
 
"Nós confiamos: Deus tem um plano para Emma". Estaremos juntos na eternidade. ...
 
Ricardo Henry Marques Dip é desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo desde janeiro de 20 ...
 
O evento desembarca em solo tocantinense pela segunda vez inspirado no tema “Uma jovem chamada Mar ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading