Loading
 
 
 
Loading
 
Diante de 100 mil fiéis Papa ordena 16 sacerdotes em Bangladesh
Loading
 
1 de Dezembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Bangladesh - Daca (Sexta-feira, 01-12-2017, Gaudium Press) Por volta de 100 mil fiéis participaram da Celebração Eucarística presidida pelo Papa Francisco nesta sexta-feira, 1º de dezembro, no parque Suhrawardy Udyan de Daca, Bangladesh. Durante a celebração o Pontífice ordenou 16 sacerdotes.

Com 375 mil fiéis, o que representa 0,24% da população total do país, a comunidade católica de Bangladesh tinha até então apenas 372 sacerdotes, dos quais 189 são diocesanos e 183 religiosos.

Dez dos novos sacerdotes são diocesanos, um é dos Oblatos de Maria e 5 são da Congregação da Santa Cruz. Os ordenandos participaram de um retiro de oração entre os dias 14 e 20 de novembro, no qual se preparam espiritualmente para este momento.

Os estudos dos 16 sacerdotes ordenados pelo Papa foram realizados no Seminário Maior do Espírito Santo, único seminário de Bangladesh, e que atualmente acolhe 400 seminaristas.

A homilia do Santo Padre foi centrada na proposta do Rito de Ordenação dos presbíteros, pronunciada em italiano, com tradução simultânea em bengali nos ecrãs gigantes espalhados pelo Parque Suhrawardy Udyan.

"No momento em que estes nossos filhos, que são familiares e amigos vossos, vão entrar na Ordem dos presbíteros, ponderai com atenção o grau do ministério a que eles são elevados", afirmou.

"Os presbíteros são constituídos cooperadores dos Bispos e, associados a eles na missão sacerdotal, são chamados ao serviço do povo de Deus", explicou o Pontífice.

Eles serão ordenados "para o sacerdócio na Ordem dos presbíteros, para servirem a Cristo, Mestre, Sacerdote e Pastor, por cujo ministério o seu Corpo, que é a Igreja, cresce e se edifica como templo santo e povo de Deus".

Eles serão consagrados "como verdadeiros sacerdotes da Nova Aliança para anunciarem o Evangelho, apascentarem o povo de Deus e celebrarem o culto divino, principalmente no sacrifício do Senhor".

Dirigindo-se aos novos sacerdotes, o Papa Francisco recordou que a eles compete o múnus de ensinar em nome de Cristo.

"Distribuí a todos a palavra de Deus que vós mesmos recebestes com alegria. Meditando na lei do Senhor, procurai crer o que ledes, ensinar o que credes e viver o que ensinais. Seja o vosso ensino alimento para o povo de Deus, e o vosso viver motivo de alegria para os fiéis de Cristo, para edificardes, pela palavra e pelo exemplo, a casa que é a Igreja de Deus".

Os novos sacerdotes também exercerão o múnus de santificar, conforme lembrou o Santo Padre: "Pelo vosso ministério se realiza plenamente o sacrifício espiritual dos fiéis, unido ao sacrifício de Cristo, que, juntamente com eles, é oferecido pelas vossas mãos sobre o altar, de modo sacramental, na celebração dos santos mistérios. Tomai, pois, consciência do que fazeis, imitai o que realizais. Celebrando o mistério da morte e da ressurreição do Senhor, esforçai-vos por fazer morrer em vós todo o mal e por caminhar na vida nova".

Antes de concluir sua homilia, o Papa Francisco se dirigiu aos fiéis bengaleses presentes na celebração. "Agora me dirijo a vocês, queridos irmãos e irmãs, que vieram a esta grande festa, a esta grande festa de Deus na ordenação destes irmãos sacerdotes. Sei que muitos de vocês vieram de longe, com uma viagem de mais de dois dias. Obrigado por esta generosidade! Isto mostra o amor que vocês têm pela Igreja, isto mostra o amor que vocês têm por Jesus Cristo. Muito obrigado! Muito obrigado pela generosidade de vocês, muito obrigado pela fidelidade de vocês! Sigam em frente, com o Espírito das Bem-aventuranças.

E hoje, faço uma recomendação a vocês: rezem sempre pelos seus sacerdotes, especialmente por estes que hoje recebem o Sacramento da Ordem sacra. Que o povo de Deus apoie os sacerdotes com a oração. É responsabilidade de todos apoiar os sacerdotes.

Alguém de vocês poderia me perguntar: "Mas, padre, como se faz para apoiar um sacerdote?". Confiem em sua generosidade. O coração generoso que vocês têm dirá como apoiar os sacerdotes. Mas o primeiro sustento do sacerdote é a oração. O povo de Deus - isto é, todos - apoia o sacerdote com a oração. Não se cansem nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Eu sei que vocês farão isto. Muito obrigado! E agora, continuemos o rito de Ordenação destes diáconos que serão os vossos sacerdotes. Obrigado". (EPC)

Loading
Diante de 100 mil fiéis Papa ordena 16 sacerdotes em Bangladesh

Bangladesh - Daca (Sexta-feira, 01-12-2017, Gaudium Press) Por volta de 100 mil fiéis participaram da Celebração Eucarística presidida pelo Papa Francisco nesta sexta-feira, 1º de dezembro, no parque Suhrawardy Udyan de Daca, Bangladesh. Durante a celebração o Pontífice ordenou 16 sacerdotes.

Com 375 mil fiéis, o que representa 0,24% da população total do país, a comunidade católica de Bangladesh tinha até então apenas 372 sacerdotes, dos quais 189 são diocesanos e 183 religiosos.

Dez dos novos sacerdotes são diocesanos, um é dos Oblatos de Maria e 5 são da Congregação da Santa Cruz. Os ordenandos participaram de um retiro de oração entre os dias 14 e 20 de novembro, no qual se preparam espiritualmente para este momento.

Os estudos dos 16 sacerdotes ordenados pelo Papa foram realizados no Seminário Maior do Espírito Santo, único seminário de Bangladesh, e que atualmente acolhe 400 seminaristas.

A homilia do Santo Padre foi centrada na proposta do Rito de Ordenação dos presbíteros, pronunciada em italiano, com tradução simultânea em bengali nos ecrãs gigantes espalhados pelo Parque Suhrawardy Udyan.

"No momento em que estes nossos filhos, que são familiares e amigos vossos, vão entrar na Ordem dos presbíteros, ponderai com atenção o grau do ministério a que eles são elevados", afirmou.

"Os presbíteros são constituídos cooperadores dos Bispos e, associados a eles na missão sacerdotal, são chamados ao serviço do povo de Deus", explicou o Pontífice.

Eles serão ordenados "para o sacerdócio na Ordem dos presbíteros, para servirem a Cristo, Mestre, Sacerdote e Pastor, por cujo ministério o seu Corpo, que é a Igreja, cresce e se edifica como templo santo e povo de Deus".

Eles serão consagrados "como verdadeiros sacerdotes da Nova Aliança para anunciarem o Evangelho, apascentarem o povo de Deus e celebrarem o culto divino, principalmente no sacrifício do Senhor".

Dirigindo-se aos novos sacerdotes, o Papa Francisco recordou que a eles compete o múnus de ensinar em nome de Cristo.

"Distribuí a todos a palavra de Deus que vós mesmos recebestes com alegria. Meditando na lei do Senhor, procurai crer o que ledes, ensinar o que credes e viver o que ensinais. Seja o vosso ensino alimento para o povo de Deus, e o vosso viver motivo de alegria para os fiéis de Cristo, para edificardes, pela palavra e pelo exemplo, a casa que é a Igreja de Deus".

Os novos sacerdotes também exercerão o múnus de santificar, conforme lembrou o Santo Padre: "Pelo vosso ministério se realiza plenamente o sacrifício espiritual dos fiéis, unido ao sacrifício de Cristo, que, juntamente com eles, é oferecido pelas vossas mãos sobre o altar, de modo sacramental, na celebração dos santos mistérios. Tomai, pois, consciência do que fazeis, imitai o que realizais. Celebrando o mistério da morte e da ressurreição do Senhor, esforçai-vos por fazer morrer em vós todo o mal e por caminhar na vida nova".

Antes de concluir sua homilia, o Papa Francisco se dirigiu aos fiéis bengaleses presentes na celebração. "Agora me dirijo a vocês, queridos irmãos e irmãs, que vieram a esta grande festa, a esta grande festa de Deus na ordenação destes irmãos sacerdotes. Sei que muitos de vocês vieram de longe, com uma viagem de mais de dois dias. Obrigado por esta generosidade! Isto mostra o amor que vocês têm pela Igreja, isto mostra o amor que vocês têm por Jesus Cristo. Muito obrigado! Muito obrigado pela generosidade de vocês, muito obrigado pela fidelidade de vocês! Sigam em frente, com o Espírito das Bem-aventuranças.

E hoje, faço uma recomendação a vocês: rezem sempre pelos seus sacerdotes, especialmente por estes que hoje recebem o Sacramento da Ordem sacra. Que o povo de Deus apoie os sacerdotes com a oração. É responsabilidade de todos apoiar os sacerdotes.

Alguém de vocês poderia me perguntar: "Mas, padre, como se faz para apoiar um sacerdote?". Confiem em sua generosidade. O coração generoso que vocês têm dirá como apoiar os sacerdotes. Mas o primeiro sustento do sacerdote é a oração. O povo de Deus - isto é, todos - apoia o sacerdote com a oração. Não se cansem nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Eu sei que vocês farão isto. Muito obrigado! E agora, continuemos o rito de Ordenação destes diáconos que serão os vossos sacerdotes. Obrigado". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91577-Diante-de-100-mil-fieis-Papa-ordena-16-sacerdotes-em-Bangladesh. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal Arcebispo de Valência, Antonio Cañizares, afirmou aos poloneses que eles são “exemplo ...
 
As imagens peregrinas são réplicas fiéis da imagem venerada na Capela das Aparições do Santuár ...
 
O sangue do Papa João Paulo II deve chegar à Paróquia Sagrada Família em 26 de novembro próximo ...
 
Os exemplares de 1962 a 1979 do jornal Folha do Norte do Paraná estavam na Catedral Basílica Menor ...
 
Nos próximos dias serão iniciadas as instalações do presépio e da Árvore de Natal na Praça de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading