Loading
 
 
 
Loading
 
Bahia sedia exposição sobre os 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia
Loading
 
12 de Dezembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Salvador - Bahia (Terça-feira, 12-12-2017, Gaudium Press) Por ocasião dos 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia, o Memorial Irmã Dulce (MID) realizará nesta terça-feira, 12 de dezembro, às 16h, no Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho), a inauguração da mostra intitulada "A tela, o pincel e uma sublime inspiração".

Bahia sedia exposição sobre os 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia.jpg

A exposição será aberta ao público com a presença de artistas plásticos e museólogos, assim como profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), devotos e admiradores da vida e obra da freira baiana.

Com entrada franca, a mostra reunirá 38 telas, feitas a partir de técnicas e estilos variados, assinadas por artistas renomados e anônimos que retrataram a religiosa, que desde muito jovem chamou a atenção pelo seu trabalho social pelos mais pobres, doentes e necessitados.

"A tela, o pincel e uma sublime inspiração" - que ficará em exibição até 12 de janeiro de 2018 - contará também com uma área dedicada à arte-educação, com realização de oficinas de arte para crianças e adolescentes e exibição de documentários e do filme "Irmã Dulce".

Um detalhe interessante é que toda a coleção que integra o acervo do Memorial Irmã Dulce, que é praticamente composta a partir de doações, começou a ser formada com a Mãe dos Pobres ainda em vida.

"Era comum ela receber como presente uma tela com a pintura da sua imagem, o que a deixava muito envergonhada, pois não entendia o motivo para tal homenagem. Porém, desde cedo o seu trabalho de caridade chamou a atenção dos baianos, impressionados com a coragem da jovem freira, que recolhia e abrigava doentes e mendigos pelas ruas de Salvador e diariamente circulava pela cidade em busca de auxílio", comentou o assessor de Memória e Cultura das Obras Sociais Irmã Dulce, Osvaldo Gouveia.

Já a museóloga da OSID, Carla Silva, lembrou que os trabalhos trazem em comum a inspiração no Anjo Bom. "Podemos dizer que muitas destas obras também contam um pouco desses 25 anos sem a presença de Irmã Dulce, pois foram concebidas após a sua morte, por motivações diversas, demonstrando a continuidade e o crescimento do sentimento de amor, admiração, carinho, fé, devoção e respeito pela vida e obra da Bem-Aventurada. É a prova de que ela se mantém viva e presente na nossa memória, assim como as Obras Sociais, o seu maior milagre, que seguem em pleno funcionamento e crescimento, com o objetivo de servir cada vez mais e melhor a todos que precisam", ressaltou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Salvador

Loading
Bahia sedia exposição sobre os 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia

Salvador - Bahia (Terça-feira, 12-12-2017, Gaudium Press) Por ocasião dos 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia, o Memorial Irmã Dulce (MID) realizará nesta terça-feira, 12 de dezembro, às 16h, no Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho), a inauguração da mostra intitulada "A tela, o pincel e uma sublime inspiração".

Bahia sedia exposição sobre os 25 anos de falecimento do Anjo Bom da Bahia.jpg

A exposição será aberta ao público com a presença de artistas plásticos e museólogos, assim como profissionais das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), devotos e admiradores da vida e obra da freira baiana.

Com entrada franca, a mostra reunirá 38 telas, feitas a partir de técnicas e estilos variados, assinadas por artistas renomados e anônimos que retrataram a religiosa, que desde muito jovem chamou a atenção pelo seu trabalho social pelos mais pobres, doentes e necessitados.

"A tela, o pincel e uma sublime inspiração" - que ficará em exibição até 12 de janeiro de 2018 - contará também com uma área dedicada à arte-educação, com realização de oficinas de arte para crianças e adolescentes e exibição de documentários e do filme "Irmã Dulce".

Um detalhe interessante é que toda a coleção que integra o acervo do Memorial Irmã Dulce, que é praticamente composta a partir de doações, começou a ser formada com a Mãe dos Pobres ainda em vida.

"Era comum ela receber como presente uma tela com a pintura da sua imagem, o que a deixava muito envergonhada, pois não entendia o motivo para tal homenagem. Porém, desde cedo o seu trabalho de caridade chamou a atenção dos baianos, impressionados com a coragem da jovem freira, que recolhia e abrigava doentes e mendigos pelas ruas de Salvador e diariamente circulava pela cidade em busca de auxílio", comentou o assessor de Memória e Cultura das Obras Sociais Irmã Dulce, Osvaldo Gouveia.

Já a museóloga da OSID, Carla Silva, lembrou que os trabalhos trazem em comum a inspiração no Anjo Bom. "Podemos dizer que muitas destas obras também contam um pouco desses 25 anos sem a presença de Irmã Dulce, pois foram concebidas após a sua morte, por motivações diversas, demonstrando a continuidade e o crescimento do sentimento de amor, admiração, carinho, fé, devoção e respeito pela vida e obra da Bem-Aventurada. É a prova de que ela se mantém viva e presente na nossa memória, assim como as Obras Sociais, o seu maior milagre, que seguem em pleno funcionamento e crescimento, com o objetivo de servir cada vez mais e melhor a todos que precisam", ressaltou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Salvador

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91752-Bahia-sedia-exposicao-sobre-os-25-anos-de-falecimento-do-Anjo-Bom-da-Bahia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

As homenagens a Padroeira do Rio Grande do Sul foram inspiradas pelo tema “A jovem chamada Maria, ...
 
Curso vai ser ministrado na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma ...
 
Esta será a segunda visita de um Papa ao Marrocos, nação que acolheu São João Paulo II, em 1985 ...
 
Os escoteiros do Brasil têm atuado em convênios com os comitês locais da JMJ e o comitê interame ...
 
"Que esse lamentável fato em Niterói, no Ano do Leigo, possa nos aproximar mais de Deus", expresso ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading