Loading
 
 
 
Loading
 
Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas
Loading
 
12 de Dezembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Mauá - São Paulo (Terça-feira, 12-12-2017, Gaudium Press) A Capela Cristo Rei, localizada dentro da Santa Casa de Mauá, na cidade do interior paulista, guarda em suas paredes as pinturas muralistas de autoria de Emeric Marcier. No último dia 8 de dezembro, as obras de arte foram tombadas parcialmente pelo bispo Dom Pedro Cipollini.

Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas.png

Atualmente, a capela abriga 23 afrescos do artista plástico de origem romena, refugiado no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Algumas dessas obras foram pintadas a óleo, enquanto outras em têmpera.

Os painéis ocupam todas as paredes e o teto da capela, trabalho esse que levou dois anos para ser concluído.

Emeric começou a pintar a capela em 1943 e, no conjunto dos afrescos, ele sempre representou passagens bíblicas, como a ascensão de Jesus Cristo, a Torre de Babel e a divisão do Mar Vermelho.

Hoje, o complexo da Santa Casa é um dos poucos exemplos de lugares com influência da arquitetura gótica na cidade de Mauá, sendo considerado a "Capela Sistina brasileira". Por mais de 50 anos, a responsabilidade por manter o pequeno local de oração foi, unicamente, da própria instituição responsável pelo cuidado dos mais necessitados.

Há alguns anos, em parceria com o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, a Santa Casa de Mauá iniciou um estudo sobre a melhor forma de proteger o ícone da cidade, uma vez que um tombamento total da capela inviabilizaria a conservação básica de uma construção que se encontra praticamente no coração do hospital.

Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas (2).png

"Depois de alguns debates, chegou-se ao consenso de realizar o tombamento parcial, que consiste em proteger as pinturas, o altar, o órgão, o vitral e o jardim da entidade, de forma que permitirá que a manutenção básica dos demais componentes seja possível e constante. Com o tombamento, se abre a possibilidade de buscar recursos e profissionais especializados para a manutenção, restauração e preservação desses importantes ativos culturais", revelou Harry Horst Walendy, superintendente da Santa Casa, explicando o motivo pelo tombamento parcial concedido às pinturas muralistas de Emeric Marcier. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Diocese de Santo André

Loading
Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas

Mauá - São Paulo (Terça-feira, 12-12-2017, Gaudium Press) A Capela Cristo Rei, localizada dentro da Santa Casa de Mauá, na cidade do interior paulista, guarda em suas paredes as pinturas muralistas de autoria de Emeric Marcier. No último dia 8 de dezembro, as obras de arte foram tombadas parcialmente pelo bispo Dom Pedro Cipollini.

Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas.png

Atualmente, a capela abriga 23 afrescos do artista plástico de origem romena, refugiado no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Algumas dessas obras foram pintadas a óleo, enquanto outras em têmpera.

Os painéis ocupam todas as paredes e o teto da capela, trabalho esse que levou dois anos para ser concluído.

Emeric começou a pintar a capela em 1943 e, no conjunto dos afrescos, ele sempre representou passagens bíblicas, como a ascensão de Jesus Cristo, a Torre de Babel e a divisão do Mar Vermelho.

Hoje, o complexo da Santa Casa é um dos poucos exemplos de lugares com influência da arquitetura gótica na cidade de Mauá, sendo considerado a "Capela Sistina brasileira". Por mais de 50 anos, a responsabilidade por manter o pequeno local de oração foi, unicamente, da própria instituição responsável pelo cuidado dos mais necessitados.

Há alguns anos, em parceria com o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, a Santa Casa de Mauá iniciou um estudo sobre a melhor forma de proteger o ícone da cidade, uma vez que um tombamento total da capela inviabilizaria a conservação básica de uma construção que se encontra praticamente no coração do hospital.

Capela da Santa Casa de Mauá (SP) tem suas pinturas parcialmente tombadas (2).png

"Depois de alguns debates, chegou-se ao consenso de realizar o tombamento parcial, que consiste em proteger as pinturas, o altar, o órgão, o vitral e o jardim da entidade, de forma que permitirá que a manutenção básica dos demais componentes seja possível e constante. Com o tombamento, se abre a possibilidade de buscar recursos e profissionais especializados para a manutenção, restauração e preservação desses importantes ativos culturais", revelou Harry Horst Walendy, superintendente da Santa Casa, explicando o motivo pelo tombamento parcial concedido às pinturas muralistas de Emeric Marcier. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Diocese de Santo André

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91775-Capela-da-Santa-Casa-de-Maua--SP--tem-suas-pinturas-parcialmente-tombadas. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Os Bispos da Conferência Episcopal Mexicana (CEM) elegeram nesta terça-feira, 13, seu novo preside ...
 
Pelo menos três igrejas da Arquidiocese de Rosário foram atacadas. ...
 
O Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos exortou para que os prelados sejam unid ...
 
A cidade patagônica de Punta Arenas promoveu uma procissão Eucarística, para celebrar a data, pro ...
 
A Mensagem dos prelados conclama para que se supere as ameaças à vida. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading