Loading
 
 
 
Loading
 
Aborto: terrível forma de violência, declaram Bispos da Bolívia
Loading
 
21 de Dezembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

La Paz - Bolívia (Quinta-feira, 21-12-2017, Gaudium Press) A Mensagem de Natal dos Bispos Bolivianos para este ano de 2017 traz um lamento: "Lamentamos que este Natal chegue à Bolívia em meio a um preocupante retrocesso da Justiça e do respeito aos Direitos Humanos". 

21-12O aborto é terrível forma de violência, declaram Bispos da Bolívia.jpg

A afirmação vem de parte da Conferência Episcopal Boliviana (CEB), na Mensagem publicada na última terça-feira , 19/12.

A Mensagem dos Bispos alude ao artigo 157 do novo Código do Sistema Penal, que contempla a opção de realizar abortos sem nenhum tipo de proteção para o pequeno ser humano que se encontra sendo gestado.

Os Bispos da Bolívia afirmam em sua Mensagem que "Este artigo é supostamente aprovado para salvaguardar o direito da mãe de decidir sobre seu corpo, de acordo com a autoridade mencionada no ato de sua promulgação", "mas a simplificação do assunto é impressionante, sem tomar em conta que o aborto constitui uma forma terrível de violência que afeta não apenas a vida do concebido, mas também a da mãe que toma essa decisão séria ".

Contrariando o dever de defesa da vida

A CEB chama a atenção também sobre os efeitos do novo Código do Sistema Criminal que obriga os médicos a realizar abortos, "contrariando sua vocação e missão de defesa da vida" e convida as autoridades - pelo bem do povo Boliviano - e "resolver uma vez o conflito com o setor da saúde para que o importante trabalho realizado não seja desprotegido pelas leis, em detrimento dos doentes".

O sarcasmo da visita de Evo Morales ao Papa

Em relação à recente reunião do presidente Evo Morales com o Papa Francisco no Vaticano, na sexta-feira, 15 de dezembro - como resultado de uma audiência solicitada pela diplomacia boliviana - os bispos denunciam a "ironia por parte de nossos governantes", porque "O fato de que o Código do Sistema Penal seja promulgado no mesmo dia em que o presidente do Estado Plurinacional visitou Sua Santidade" continua a ser impressionante.

Nesse sentido, a Igreja lembra que "o Santo Padre Francisco nos encoraja a defender a vida dos não nascidos e, hoje mais do que nunca, esse desafio nos desafia, sendo que devemos submeter-nos a um Código aprovado sem considerar as demandas calmamente e abertamente. os cidadãos, as culturas originais, os regulamentos vigentes, a realidade boliviana e a fé cristã maioritária do povo boliviano ", aos quais se somam os pronunciamentos de vários coletivos, como as Comunidades Eclesiais Básicas da Bolívia - para mencionar um exemplo - que têm tornou público o seu manifesto para a vida.

Natal e votos de esperança da CEB

Apesar de tudo, no contexto do Natal, a CEB renova seus votos de esperança "porque no mundo o que é amor nasceu". "Celebramos que o poder do mal não triunfará no mundo, nem da força, nem dos poderosos, mas do poder de Deus, que tem em suas mãos o destino da humanidade", afirmam os bispos.
A declaração conclui apelando à consciência dos bolivianos para acolher, celebrar e defender a vida:
"Nada deve ofuscar o mais importante: a fé em Deus, no seu nascimento no mundo e a confiança na capacidade de acolher esta boa notícia em toda família boliviana, que saberá decidir em consciência ". (JSG)

 

Loading
Aborto: terrível forma de violência, declaram Bispos da Bolívia

La Paz - Bolívia (Quinta-feira, 21-12-2017, Gaudium Press) A Mensagem de Natal dos Bispos Bolivianos para este ano de 2017 traz um lamento: "Lamentamos que este Natal chegue à Bolívia em meio a um preocupante retrocesso da Justiça e do respeito aos Direitos Humanos". 

21-12O aborto é terrível forma de violência, declaram Bispos da Bolívia.jpg

A afirmação vem de parte da Conferência Episcopal Boliviana (CEB), na Mensagem publicada na última terça-feira , 19/12.

A Mensagem dos Bispos alude ao artigo 157 do novo Código do Sistema Penal, que contempla a opção de realizar abortos sem nenhum tipo de proteção para o pequeno ser humano que se encontra sendo gestado.

Os Bispos da Bolívia afirmam em sua Mensagem que "Este artigo é supostamente aprovado para salvaguardar o direito da mãe de decidir sobre seu corpo, de acordo com a autoridade mencionada no ato de sua promulgação", "mas a simplificação do assunto é impressionante, sem tomar em conta que o aborto constitui uma forma terrível de violência que afeta não apenas a vida do concebido, mas também a da mãe que toma essa decisão séria ".

Contrariando o dever de defesa da vida

A CEB chama a atenção também sobre os efeitos do novo Código do Sistema Criminal que obriga os médicos a realizar abortos, "contrariando sua vocação e missão de defesa da vida" e convida as autoridades - pelo bem do povo Boliviano - e "resolver uma vez o conflito com o setor da saúde para que o importante trabalho realizado não seja desprotegido pelas leis, em detrimento dos doentes".

O sarcasmo da visita de Evo Morales ao Papa

Em relação à recente reunião do presidente Evo Morales com o Papa Francisco no Vaticano, na sexta-feira, 15 de dezembro - como resultado de uma audiência solicitada pela diplomacia boliviana - os bispos denunciam a "ironia por parte de nossos governantes", porque "O fato de que o Código do Sistema Penal seja promulgado no mesmo dia em que o presidente do Estado Plurinacional visitou Sua Santidade" continua a ser impressionante.

Nesse sentido, a Igreja lembra que "o Santo Padre Francisco nos encoraja a defender a vida dos não nascidos e, hoje mais do que nunca, esse desafio nos desafia, sendo que devemos submeter-nos a um Código aprovado sem considerar as demandas calmamente e abertamente. os cidadãos, as culturas originais, os regulamentos vigentes, a realidade boliviana e a fé cristã maioritária do povo boliviano ", aos quais se somam os pronunciamentos de vários coletivos, como as Comunidades Eclesiais Básicas da Bolívia - para mencionar um exemplo - que têm tornou público o seu manifesto para a vida.

Natal e votos de esperança da CEB

Apesar de tudo, no contexto do Natal, a CEB renova seus votos de esperança "porque no mundo o que é amor nasceu". "Celebramos que o poder do mal não triunfará no mundo, nem da força, nem dos poderosos, mas do poder de Deus, que tem em suas mãos o destino da humanidade", afirmam os bispos.
A declaração conclui apelando à consciência dos bolivianos para acolher, celebrar e defender a vida:
"Nada deve ofuscar o mais importante: a fé em Deus, no seu nascimento no mundo e a confiança na capacidade de acolher esta boa notícia em toda família boliviana, que saberá decidir em consciência ". (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91962-Aborto--terrivel-forma-de-violencia--declaram-Bispos-da-Bolivia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, foi enviado para Luanda, por ocasião ...
 
O Equador se tornou o primeiro país na América do Sul a receber a visita da imagem peregrina de No ...
 
Ele lhe disse: ‘Filha, a tua fé te curou. Vai em paz e fica curada dessa doença’” (Mc 5, 22 ...
 
Após 11 anos de trabalhos, a nova versão da Bíblia será apresentada durante a reunião do Consel ...
 
Uma perseguição religiosa anti-cristã ensanguentou a Espanha entre 1936 e 1937. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading