Loading
 
 
 
Loading
 
Natal 2017: Índia registra maior índice de ataques contra cristãos
Loading
 
5 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Rajasthan - Índia (Sexta-feira, 05-01-2017, Gaudium Press) O período de Natal na Índia revelou o maior número de ataques já registrados contra comunidades cristãs no país.

05-01Natal 2017- Índia registra maior índice de ataques contra cristãos .jpg

Foram 23 ataques sofridos em diferentes localidades, trazendo medo e insegurança entre os fiéis.

Em Rajasthan uma celebração de Natal, autorizada pelas autoridades, foi invadida por 20 militantes nacionalistas hindus que provocaram e insultaram os fiéis ali reunidos.

Em Madhya Pradesh, aconteceu um outro ataque que envolveu 30 católicos que cometiam o "crime" de cantar hinos de Natal.

Depois deste ataque, o presidente da Conferência Episcopal indiana, cardeal Baselios Cleemis, declarou que "a confiança dos cristãos indianos no governo está desaparecendo".

Dom Baselios afirmou que "Este foi um dos períodos de Natal mais violentos da história recente para os cristão na Índia".

Os extremistas hinduístas tem se tornado mais audazes nos últimos meses, disse o purpurado, e os cristãos pedem respeito pela Constituição, que garante a liberdade de religião.

Conselho Mundial Hinduísta

O "Conselho Mundial Hinduísta" (Vishwa Hindu Parishad -VHP) que tornou-se em um dos maiores grupos nacionalistas hinduístas, decidiu intensificar sua campanha denominada "retorno à casa" (ghar wapsi) " quando seus membros, utilizando a força e a violência, procuram levar de volta ao hinduísmo os "dalits", ou seja, indianos convertidos ao cristianismo.

Segundo sustenta o VHP, em toda a Índia, o aumento das conversões ao cristianismo são fruto de engodo ou ameaças e, por isso, são forçadas.

Isso, aliás, foi conclusão a que chegou em um recente encontro realizado em Orissa, sul da Índia: o VHP condenou "a disseminação das conversões dos hinduístas sob pressão, engano e intimidações", em todo o país.

Segundo interpretação do Conselho Mundial Hinduísta, os missionários enviam dinheiro do exterior para a Índia, adotando vários métodos para atrair ou obrigar os hinduístas a aderirem a Fé Cristã. E isso acontece especialmente com os dalits e tribais, o que, segundo a organização hinduísta nacionalista coloca em risco "a própria existência dos hindus".

Pretexto para justificar ataques extremistas

A propósito dessas acusações dos grupos radicais hinduístas, intelectuais e observadores as definem como algo forjado afim de encontrar "pretextos para atacar cristãos e muçulmanos na Índia".

Ram Puniyani que é ativista dos Direito Humanos declara a propósito dos ataques sofridos por cristãos porque cantavam músicas natalinas que "Mais do que os cantos e as festividades de Natal, o que está sob ataque é o pluralismo da sociedade indiana".

Já, para John Dayal, escritor e ativista católico, "A abordagem dos grupos extremistas hinduístas deve ser combatida com decisão".

(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações FIDES)

 

Loading
Natal 2017: Índia registra maior índice de ataques contra cristãos

Rajasthan - Índia (Sexta-feira, 05-01-2017, Gaudium Press) O período de Natal na Índia revelou o maior número de ataques já registrados contra comunidades cristãs no país.

05-01Natal 2017- Índia registra maior índice de ataques contra cristãos .jpg

Foram 23 ataques sofridos em diferentes localidades, trazendo medo e insegurança entre os fiéis.

Em Rajasthan uma celebração de Natal, autorizada pelas autoridades, foi invadida por 20 militantes nacionalistas hindus que provocaram e insultaram os fiéis ali reunidos.

Em Madhya Pradesh, aconteceu um outro ataque que envolveu 30 católicos que cometiam o "crime" de cantar hinos de Natal.

Depois deste ataque, o presidente da Conferência Episcopal indiana, cardeal Baselios Cleemis, declarou que "a confiança dos cristãos indianos no governo está desaparecendo".

Dom Baselios afirmou que "Este foi um dos períodos de Natal mais violentos da história recente para os cristão na Índia".

Os extremistas hinduístas tem se tornado mais audazes nos últimos meses, disse o purpurado, e os cristãos pedem respeito pela Constituição, que garante a liberdade de religião.

Conselho Mundial Hinduísta

O "Conselho Mundial Hinduísta" (Vishwa Hindu Parishad -VHP) que tornou-se em um dos maiores grupos nacionalistas hinduístas, decidiu intensificar sua campanha denominada "retorno à casa" (ghar wapsi) " quando seus membros, utilizando a força e a violência, procuram levar de volta ao hinduísmo os "dalits", ou seja, indianos convertidos ao cristianismo.

Segundo sustenta o VHP, em toda a Índia, o aumento das conversões ao cristianismo são fruto de engodo ou ameaças e, por isso, são forçadas.

Isso, aliás, foi conclusão a que chegou em um recente encontro realizado em Orissa, sul da Índia: o VHP condenou "a disseminação das conversões dos hinduístas sob pressão, engano e intimidações", em todo o país.

Segundo interpretação do Conselho Mundial Hinduísta, os missionários enviam dinheiro do exterior para a Índia, adotando vários métodos para atrair ou obrigar os hinduístas a aderirem a Fé Cristã. E isso acontece especialmente com os dalits e tribais, o que, segundo a organização hinduísta nacionalista coloca em risco "a própria existência dos hindus".

Pretexto para justificar ataques extremistas

A propósito dessas acusações dos grupos radicais hinduístas, intelectuais e observadores as definem como algo forjado afim de encontrar "pretextos para atacar cristãos e muçulmanos na Índia".

Ram Puniyani que é ativista dos Direito Humanos declara a propósito dos ataques sofridos por cristãos porque cantavam músicas natalinas que "Mais do que os cantos e as festividades de Natal, o que está sob ataque é o pluralismo da sociedade indiana".

Já, para John Dayal, escritor e ativista católico, "A abordagem dos grupos extremistas hinduístas deve ser combatida com decisão".

(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações FIDES)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92246-Natal-2017--India-registra-maior-indice-de-ataques-contra-cristaos-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal Arcebispo de Valência, Antonio Cañizares, afirmou aos poloneses que eles são “exemplo ...
 
As imagens peregrinas são réplicas fiéis da imagem venerada na Capela das Aparições do Santuár ...
 
O sangue do Papa João Paulo II deve chegar à Paróquia Sagrada Família em 26 de novembro próximo ...
 
Os exemplares de 1962 a 1979 do jornal Folha do Norte do Paraná estavam na Catedral Basílica Menor ...
 
Nos próximos dias serão iniciadas as instalações do presépio e da Árvore de Natal na Praça de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading