Loading
 
 
 
Loading
 
Bispo dos EUA convida a pregar o Evangelho sem diluir o cristianismo
Loading
 
8 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Estados Unidos - Chicago (Segunda-feira, 08-01-2018, Gaudium Press) O Bispo Auxiliar de Los Angeles, Estados Unidos, Dom Robert Barron, encorajou cerca de oito mil participantes da Cúpula de Liderança Estudantil do 'Fellowship of Catholic University Students' (FOCUS) nos Estados Unidos para que preguem o Evangelho sem diluir o cristianismo. O prelado propôs o livro dos Atos dos Apóstolos como um roteiro na obra de evangelização que compromete a todos os fiéis.

Bispo dos EUA convida a pregar o Evangelho sem diluir o cristianismo.jpg

"Nos diz muito claramente Quem é o responsável, e o que quero dizer com isto é Cristo que subiu e agora comanda sua Igreja", indicou o Bispo, que pediu aos presentes que levassem algo do Céu à Terra através da pregação, que não deve ser diluída para adaptar-se ao ambiente. "O discurso forte da Igreja é que não é o César, ou algum de seus colegas ou predecessores ou sucessores, mas Jesus o Senhor, Jesus é o Rei. E ele é também o Cristo, o Ungido".

Esta declaração de majestade foi, segundo expôs Dom Barron, uma das causas da perseguição aos fiéis. Enquanto o Império Romano era tolerante com as religiões, a confissão de Cristo como único Rei lhe era contraditória. "Se Ele é o Senhor, tudo na sua vida lhe pertence. Sua vida pessoal, sim. Seu corpo, sim. Seus amigos, sim. Sua vida política, sim. Seu entretenimento, sim", detalhou, segundo informou Crux. "Tudo".

Acomodar a mensagem do Evangelho para que ela se ajuste à cultura dominante é afastar-se da Fé dos cristãos perseguidos para ser premiado mundanamente. "Isso é o que acontece com um cristianismo atenuado e enfraquecido", lamentou o Bispo. "Nos Atos dos Apóstolos, ouvimos que quando esses primeiros discípulos falavam, chegavam ao coração do povo. Isso ainda é verdade hoje. Os ensinamentos espirituais suaves, dizer o que diz todo mundo não chega ao coração de ninguém, mas acredite em mim, declarar o senhorio de Jesus, isso lhes chegará ao coração".

Para apresentar adequadamente a Cristo, os fiéis devem mostrá-lo em seu lugar na história da salvação, sem reduzi-lo a um personagem sábio ou a um professor filosófico que não inspira. "Quando você apresenta a Jesus como o cumprimento da grande história de Israel, Jesus como o cumprimento do templo que pretendia unir a humanidade e a divindade, quando você o prega como a plenitude da lei e da aliança e do Torá, quando você o prega como o cume de toda a proclamação dos profetas, o povo lhe alcançará o coração", exortou.

"Todo mundo rende culto a algo ou alguém. Todos nós temos um rei, não é assim?", concluiu o Bispo. "Nosso trabalho é nos levantarmos com firmeza e dizer: 'Cristo é seu Rei. Todas as coisas de tua vida pertencem a Ele". (EPC)

Loading
Bispo dos EUA convida a pregar o Evangelho sem diluir o cristianismo

Estados Unidos - Chicago (Segunda-feira, 08-01-2018, Gaudium Press) O Bispo Auxiliar de Los Angeles, Estados Unidos, Dom Robert Barron, encorajou cerca de oito mil participantes da Cúpula de Liderança Estudantil do 'Fellowship of Catholic University Students' (FOCUS) nos Estados Unidos para que preguem o Evangelho sem diluir o cristianismo. O prelado propôs o livro dos Atos dos Apóstolos como um roteiro na obra de evangelização que compromete a todos os fiéis.

Bispo dos EUA convida a pregar o Evangelho sem diluir o cristianismo.jpg

"Nos diz muito claramente Quem é o responsável, e o que quero dizer com isto é Cristo que subiu e agora comanda sua Igreja", indicou o Bispo, que pediu aos presentes que levassem algo do Céu à Terra através da pregação, que não deve ser diluída para adaptar-se ao ambiente. "O discurso forte da Igreja é que não é o César, ou algum de seus colegas ou predecessores ou sucessores, mas Jesus o Senhor, Jesus é o Rei. E ele é também o Cristo, o Ungido".

Esta declaração de majestade foi, segundo expôs Dom Barron, uma das causas da perseguição aos fiéis. Enquanto o Império Romano era tolerante com as religiões, a confissão de Cristo como único Rei lhe era contraditória. "Se Ele é o Senhor, tudo na sua vida lhe pertence. Sua vida pessoal, sim. Seu corpo, sim. Seus amigos, sim. Sua vida política, sim. Seu entretenimento, sim", detalhou, segundo informou Crux. "Tudo".

Acomodar a mensagem do Evangelho para que ela se ajuste à cultura dominante é afastar-se da Fé dos cristãos perseguidos para ser premiado mundanamente. "Isso é o que acontece com um cristianismo atenuado e enfraquecido", lamentou o Bispo. "Nos Atos dos Apóstolos, ouvimos que quando esses primeiros discípulos falavam, chegavam ao coração do povo. Isso ainda é verdade hoje. Os ensinamentos espirituais suaves, dizer o que diz todo mundo não chega ao coração de ninguém, mas acredite em mim, declarar o senhorio de Jesus, isso lhes chegará ao coração".

Para apresentar adequadamente a Cristo, os fiéis devem mostrá-lo em seu lugar na história da salvação, sem reduzi-lo a um personagem sábio ou a um professor filosófico que não inspira. "Quando você apresenta a Jesus como o cumprimento da grande história de Israel, Jesus como o cumprimento do templo que pretendia unir a humanidade e a divindade, quando você o prega como a plenitude da lei e da aliança e do Torá, quando você o prega como o cume de toda a proclamação dos profetas, o povo lhe alcançará o coração", exortou.

"Todo mundo rende culto a algo ou alguém. Todos nós temos um rei, não é assim?", concluiu o Bispo. "Nosso trabalho é nos levantarmos com firmeza e dizer: 'Cristo é seu Rei. Todas as coisas de tua vida pertencem a Ele". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92286-Bispo-dos-EUA-convida-a-pregar-o-Evangelho-sem-diluir-o-cristianismo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading