Loading
 
 
 
Loading
 
Eritreia impõe restrições aos trabalhos sociais da Igreja Católica
Loading
 
16 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Eritreia - Asmara (Terça-feira, 16-01-2018, Gaudium Press) O Padre Mussie Zerai, sacerdote da Eparquia de Asmara, Eritreia, denunciou a intervenção do estado para impedir as atividades sociais da Igreja Católica no país. Para o presbítero, esta é uma forma de infringir a liberdade religiosa e a participação dos crentes na sociedade sob a aparência de respeitar a liberdade de culto.

Eritreia impõe restrições aos trabalhos sociais da Igreja Católica.jpg

"Em Eritreia, o regime começou a perseguir as confissões religiosas e, em particular, a Igreja Católica. O objetivo é claro: tentar evitar sua influência na sociedade: sem proibir o culto, mas sim as atividades sociais", explicou o Padre Zerai à agência Fides. O sacerdote explicou que a lei desde 1995 faz que os trabalhos sociais sejam controlados exclusivamente pelo estado, mas sua aplicação era relaxada e se permitia a existência de instituições de identidade religiosa. "No entanto, nos últimos meses, se recrudesceu a situação", denunciou.

A situação de alarme se produz pela ordem de fechamento de cinco clínicas católicas, e inclusive o Seminário Menor da cidade de Asmara. Escolas cristãs e instituições de outras confissões religiosas também foram fechadas e os protestos da população por esses fatos foram fortemente reprimidos. Eritreia é considerada como o sexto país em perseguição aos cristãos no mais recente relatório da organização Portas Abertas.

"Além do dano econômico às confissões religiosas individuais, quem mais perde é a população que já não tem estruturas sérias e eficientes as quais recorrer", expôs o sacerdote. "Em Xorona, por exemplo, fecharam o único dispensário em funcionamento administrado pelos católicos. Em Dekemhare e Mendefera, as autoridades proibiram a atividade dos presídios médicos católicos afirmando que eram uma duplicação dos estados. Na realidade, as instalações públicas não funcionam: não têm medicamentos, não podem funcionar porque não possuem equipamentos adequados e, muitas vezes, nem sequer eletricidade". (EPC)

Loading
Eritreia impõe restrições aos trabalhos sociais da Igreja Católica

Eritreia - Asmara (Terça-feira, 16-01-2018, Gaudium Press) O Padre Mussie Zerai, sacerdote da Eparquia de Asmara, Eritreia, denunciou a intervenção do estado para impedir as atividades sociais da Igreja Católica no país. Para o presbítero, esta é uma forma de infringir a liberdade religiosa e a participação dos crentes na sociedade sob a aparência de respeitar a liberdade de culto.

Eritreia impõe restrições aos trabalhos sociais da Igreja Católica.jpg

"Em Eritreia, o regime começou a perseguir as confissões religiosas e, em particular, a Igreja Católica. O objetivo é claro: tentar evitar sua influência na sociedade: sem proibir o culto, mas sim as atividades sociais", explicou o Padre Zerai à agência Fides. O sacerdote explicou que a lei desde 1995 faz que os trabalhos sociais sejam controlados exclusivamente pelo estado, mas sua aplicação era relaxada e se permitia a existência de instituições de identidade religiosa. "No entanto, nos últimos meses, se recrudesceu a situação", denunciou.

A situação de alarme se produz pela ordem de fechamento de cinco clínicas católicas, e inclusive o Seminário Menor da cidade de Asmara. Escolas cristãs e instituições de outras confissões religiosas também foram fechadas e os protestos da população por esses fatos foram fortemente reprimidos. Eritreia é considerada como o sexto país em perseguição aos cristãos no mais recente relatório da organização Portas Abertas.

"Além do dano econômico às confissões religiosas individuais, quem mais perde é a população que já não tem estruturas sérias e eficientes as quais recorrer", expôs o sacerdote. "Em Xorona, por exemplo, fecharam o único dispensário em funcionamento administrado pelos católicos. Em Dekemhare e Mendefera, as autoridades proibiram a atividade dos presídios médicos católicos afirmando que eram uma duplicação dos estados. Na realidade, as instalações públicas não funcionam: não têm medicamentos, não podem funcionar porque não possuem equipamentos adequados e, muitas vezes, nem sequer eletricidade". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92470-Eritreia-impoe-restricoes-aos-trabalhos-sociais-da-Igreja-Catolica. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na mensagem, os prelados incentivam para que se trabalhe por “uma educação verdadeiramente human ...
 
O novo app funcionará durante as audiências gerais das quartas-feiras, ao ângelus do domingo na P ...
 
O edifício havia sido fechado em 1968, por conta da guerra entre Israel e Palestina, que converteu ...
 
Varão de fogo e conselheiro de Papas e monarcas, foi também admirável arauto da Virgem Maria e um ...
 
“A necessidade da eternidade é tão clara que estamos de acordo com a imensa maioria dos homens d ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading