Loading
 
 
 
Loading
 
Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador
Loading
 
17 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Equador - Quito (Quarta-feira, 17-01-2018, Gaudium Press) Os salesianos no Equador se encontram em celebração: no dia 12 de janeiro comemoraram 130 anos de presença no país; ocasião propícia para render uma homenagem aos oito primeiros missionários que pisaram no solo equatoriano. Ocorreu em 1888, guiados pelo Padre Luis Calcagno e a bênção do próprio São João Bosco, que falecia em Turim poucos dias depois: no dia 31 de janeiro daquele ano.

Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador.jpg

A expedição dos missionários salesianos começou no dia 06 de dezembro de 1887 quando a embarcação com os oito missionários -os Padres Antonio Fusarini, Francisco Mattana, Ciriaco Santinelli, o clérigo José Rostoni e os coadjutores Juan Sciolli, Juan Garrone e José Matteo; além do Padre Calgano- partiu da Itália rumo ao Equador para desembarcar em Guayaquil no dia 12 de janeiro, 130 anos atrás.

Começariam oficialmente a trabalhar no dia 28 de janeiro de 1888, quando chegam à Quito. São João Bosco conhece a notícia da chegada de seus missionários a esta nação latino-americana no dia 30, véspera de sua morte, sendo a última missão salesiana que contou com a bênção do santo.

Já estabelecidos em Quito, aos discípulos de Dom Bosco se lhes confia o Protetorado Católico, recebendo o primeiro aluno no dia 05 de fevereiro e inaugurando o primeiro oratório festivo do país no dia 18 de fevereiro com a participação de muitas crianças.

A partir deste momento inicia um completo trabalho pastoral impregnado pelo carisma de São João Bosco com a inauguração, no dia 15 de abril, dos Workshops Salesianos do Sagrado Coração, e o posterior desenvolvimento das Escolas de Artes e Oficios.

Data importante é o dia 30 de agosto de 1896 com o início do Instituto Dom Bosco, primeira obra própria dos salesianos no Equador. A partir dali se fundam outras obras no país, em cidades como Guayaquil, Indaza, Méndez, Macas, Sucúa e Limón. No dia 20 de janeiro de 1902 se faz público o decreto canônico da instituição da Inspetoria salesiana do Equador - Sagrado Coração de Jesus, sendo o Padre Luis Calcagno seu primeiro Inspetor.

Hoje a Congregação fundada por Dom Bosco está presente nas regiões da Costa, da Serra e na Amazônia com 24 casas distribuídas em todo o Equador. Conta com 159 irmãos salesianos, dos quais 110 são sacerdotes e um trabalho importante na educação com 31 Centros Escolares Salesianos (CES), que acolhem por volta de 32 mil crianças e jovens de nove províncias.

Também estão presentes no Voluntariado Juvenil Missionário, o Movimento Juvenil Salesiano, os Oratórios, e uma obra que é referência no país: o Projeto Salesiano Equador, que promove o desenvolvimento integral de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. Outro projeto, o de crianças de rua, também é reconhecido na Zona Norte, atendendo as novas gerações mais vulneráveis de Quito, San Lorenzo, Esmeraldas, Santo Domingo e Ambato.

"Algo que identifica a Inspetoria do Equador é seu caráter missionário (...) Produto do trabalho dos Salesianos e dos distintos grupos que constituem a Família Salesiana, se segue beneficiando a milhares de crianças, jovens e famílias que pertencem a grupos vulneráveis da sociedade. O compromisso dos Salesianos é seguir contribuindo com o desenvolvimento do Equador através da formação de 'bons cristãos e honrados cidadãos'", destacam os Salesianos do Equador a partir de seu site oficial, por ocasião de seu 130º aniversário de presença no país. (EPC)

Loading
Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador

Equador - Quito (Quarta-feira, 17-01-2018, Gaudium Press) Os salesianos no Equador se encontram em celebração: no dia 12 de janeiro comemoraram 130 anos de presença no país; ocasião propícia para render uma homenagem aos oito primeiros missionários que pisaram no solo equatoriano. Ocorreu em 1888, guiados pelo Padre Luis Calcagno e a bênção do próprio São João Bosco, que falecia em Turim poucos dias depois: no dia 31 de janeiro daquele ano.

Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador.jpg

A expedição dos missionários salesianos começou no dia 06 de dezembro de 1887 quando a embarcação com os oito missionários -os Padres Antonio Fusarini, Francisco Mattana, Ciriaco Santinelli, o clérigo José Rostoni e os coadjutores Juan Sciolli, Juan Garrone e José Matteo; além do Padre Calgano- partiu da Itália rumo ao Equador para desembarcar em Guayaquil no dia 12 de janeiro, 130 anos atrás.

Começariam oficialmente a trabalhar no dia 28 de janeiro de 1888, quando chegam à Quito. São João Bosco conhece a notícia da chegada de seus missionários a esta nação latino-americana no dia 30, véspera de sua morte, sendo a última missão salesiana que contou com a bênção do santo.

Já estabelecidos em Quito, aos discípulos de Dom Bosco se lhes confia o Protetorado Católico, recebendo o primeiro aluno no dia 05 de fevereiro e inaugurando o primeiro oratório festivo do país no dia 18 de fevereiro com a participação de muitas crianças.

A partir deste momento inicia um completo trabalho pastoral impregnado pelo carisma de São João Bosco com a inauguração, no dia 15 de abril, dos Workshops Salesianos do Sagrado Coração, e o posterior desenvolvimento das Escolas de Artes e Oficios.

Data importante é o dia 30 de agosto de 1896 com o início do Instituto Dom Bosco, primeira obra própria dos salesianos no Equador. A partir dali se fundam outras obras no país, em cidades como Guayaquil, Indaza, Méndez, Macas, Sucúa e Limón. No dia 20 de janeiro de 1902 se faz público o decreto canônico da instituição da Inspetoria salesiana do Equador - Sagrado Coração de Jesus, sendo o Padre Luis Calcagno seu primeiro Inspetor.

Hoje a Congregação fundada por Dom Bosco está presente nas regiões da Costa, da Serra e na Amazônia com 24 casas distribuídas em todo o Equador. Conta com 159 irmãos salesianos, dos quais 110 são sacerdotes e um trabalho importante na educação com 31 Centros Escolares Salesianos (CES), que acolhem por volta de 32 mil crianças e jovens de nove províncias.

Também estão presentes no Voluntariado Juvenil Missionário, o Movimento Juvenil Salesiano, os Oratórios, e uma obra que é referência no país: o Projeto Salesiano Equador, que promove o desenvolvimento integral de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. Outro projeto, o de crianças de rua, também é reconhecido na Zona Norte, atendendo as novas gerações mais vulneráveis de Quito, San Lorenzo, Esmeraldas, Santo Domingo e Ambato.

"Algo que identifica a Inspetoria do Equador é seu caráter missionário (...) Produto do trabalho dos Salesianos e dos distintos grupos que constituem a Família Salesiana, se segue beneficiando a milhares de crianças, jovens e famílias que pertencem a grupos vulneráveis da sociedade. O compromisso dos Salesianos é seguir contribuindo com o desenvolvimento do Equador através da formação de 'bons cristãos e honrados cidadãos'", destacam os Salesianos do Equador a partir de seu site oficial, por ocasião de seu 130º aniversário de presença no país. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92519-Salesianos-comemoram-130-anos-de-presenca-no-Equador. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Em Curitiba, as irmãs combinam a melhor forma de irem até as comunidades paroquiais para falar sob ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading