Loading
 
 
 
Loading
 
Papa realiza matrimônio durante voo para Iquique, no Chile
Loading
 
18 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Iquique - Chile (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) A notícia foi dada pelo padre jesuíta António Spadaro que acompanha o Papa Francisco em sua viagem ao Chile e Peru e é Diretor da revista ‘La Civiltà Cattolica', em Roma, e consultor do Conselho Pontifício para a Cultura da Santa Sé.

Spadaro postou fotos do fato em sua conta na rede social ‘twitter' expressando-se assim:
"O Papa celebrou um matrimônio em pleno voo. Os noivos disseram a Francisco que não eram casados pela Igreja, e ele perguntou se não gostariam de realizar o casamento ali mesmo. E o casal disse que sim".

Diretor da Sala de Imprensa

Assim o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, explicou aos jornalistas presentes no voo Santiago-Iquique o casamento que havia siso celebrado momentos antes:

"Tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

O casal, que faz parte da tripulação da aeronave que conduzia o Papa, é formado por Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriaga, de 41. Eles são pais de duas meninas, uma de 6 e outra de 3 anos.
Diz Burke:

"É tudo válido, tudo lícito! Foi feito pelo Papa. E há escrita uma certidão do ato. (...). Foi uma surpresa também para o Papa. Eles pensavam em fazê-lo, tinham esta ideia de se casar no civil, eles tem dois filhos, queriam estar no mesmo avião, tinham a ideia de pedir ao Papa...tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

Primeiro Casamento

Nesta "primeira cerimônia matrimonial realizado por um Papa a bordo de um avião, em pleno voo", como escreve o padre Antonio Spadaro, não faltaram as testemunhas. E "os votos dos noivos foram escritos numa normal folha A4".

Os dois noivos,  quando se uniram, já tinham uma data marcada para o casamento: 27 de fevereiro de 2010, porém, nunca o puderam chegar a realiza-lo, pois, naquele dia o Chile foi sacudido por um terramoto.
Eles decidiram adiar a celebração do matrimônio, mas depois os anos passaram e nunca decidiram efetivamente fazê-lo.

Até que aconteceu de estarem no mesmo avião junto com o Papa que lhes incentivou a se unirem diante da Igreja. (JSG)

 

 

Loading
Papa realiza matrimônio durante voo para Iquique, no Chile

Iquique - Chile (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) A notícia foi dada pelo padre jesuíta António Spadaro que acompanha o Papa Francisco em sua viagem ao Chile e Peru e é Diretor da revista ‘La Civiltà Cattolica', em Roma, e consultor do Conselho Pontifício para a Cultura da Santa Sé.

Spadaro postou fotos do fato em sua conta na rede social ‘twitter' expressando-se assim:
"O Papa celebrou um matrimônio em pleno voo. Os noivos disseram a Francisco que não eram casados pela Igreja, e ele perguntou se não gostariam de realizar o casamento ali mesmo. E o casal disse que sim".

Diretor da Sala de Imprensa

Assim o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, explicou aos jornalistas presentes no voo Santiago-Iquique o casamento que havia siso celebrado momentos antes:

"Tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

O casal, que faz parte da tripulação da aeronave que conduzia o Papa, é formado por Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriaga, de 41. Eles são pais de duas meninas, uma de 6 e outra de 3 anos.
Diz Burke:

"É tudo válido, tudo lícito! Foi feito pelo Papa. E há escrita uma certidão do ato. (...). Foi uma surpresa também para o Papa. Eles pensavam em fazê-lo, tinham esta ideia de se casar no civil, eles tem dois filhos, queriam estar no mesmo avião, tinham a ideia de pedir ao Papa...tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

Primeiro Casamento

Nesta "primeira cerimônia matrimonial realizado por um Papa a bordo de um avião, em pleno voo", como escreve o padre Antonio Spadaro, não faltaram as testemunhas. E "os votos dos noivos foram escritos numa normal folha A4".

Os dois noivos,  quando se uniram, já tinham uma data marcada para o casamento: 27 de fevereiro de 2010, porém, nunca o puderam chegar a realiza-lo, pois, naquele dia o Chile foi sacudido por um terramoto.
Eles decidiram adiar a celebração do matrimônio, mas depois os anos passaram e nunca decidiram efetivamente fazê-lo.

Até que aconteceu de estarem no mesmo avião junto com o Papa que lhes incentivou a se unirem diante da Igreja. (JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92544--Papa-realiza-matrimonio-durante-voo-para-Iquique--no-Chile. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Em Curitiba, as irmãs combinam a melhor forma de irem até as comunidades paroquiais para falar sob ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading