Loading
 
 
 
Loading
 
Igreja na Colômbia propõem maior proximidade com os meios de comunicação
Loading
 
30 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Colômbia - Bogotá (Terça-feira, 30-01-2018, Gaudium Press) Uma maior proximidade com os meios de comunicação é a proposta feita pela Igreja Católica por ocasião do painel "As religiões e os meios de comunicação, como nos veem?", que foi organizado recentemente pela Sub-diretoria de Assuntos de Liberdade Religiosa e de Consciência da Secretaria Distrital de Governo da Prefeitura de Bogotá. Evento que contou com a presença de várias confissões religiosas.

Igreja na Colômbia propõem maior proximidade com os meios de comunicação.jpg

Por parte da Igreja Católica participou o Padre Jaime Marenco, Diretor de Comunicações da Conferência Episcopal da Colômbia (CEC), que falou sobre a urgente necessidade de promover a cultura do encontro com jornalistas e os meios de comunicação.

Ao iniciar seu discurso, o sacerdote expressou: "Este é um espaço conveniente que deve trazer consigo a possibilidade de continuar a nos encontrar, continuar a nos ouvir, continuar a construir juntos uma cultura do encontro, que nos permita descobrir como somos: irmãos. Irmãos em meio a uma sociedade tão agitada e tão convulsionada que necessita, especialmente para as novas gerações, referências claras, sinceras, honestas, coerentes, de líderes religiosos comprometidos com valores e virtudes, como a justiça, a solidariedade, a reconciliação, a paz e a verdade".

O Padre Marenco expressou a preocupação que existe entre as igrejas ao notar como os meios de comunicação distorcem a realidade das práticas e dos fatos religiosos promovidos, chegando ao ponto de "ver-nos afetados nos direitos fundamentais de liberdade religiosa e de consciência no âmbito da expressão".

"Temos sido vítimas da lógica da desinformação (...) Temos sido vítimas das 'fake news' ou notícias falsas, espalhadas nas redes sociais ou nos meios de comunicação tradicionais", acrescentou.

Por esta razão, o Diretor de Comunicações da CEC indicou aos membros do painel que "nos une a necessidade de dar um passo importante no discernimento atento e profundo destas realidades que afetam a nossa missão das igrejas: anunciar a verdade e apresentar a salvação do homem em perspectiva da misericórdia divina".

Diante disso, o sacerdote apresentou quatro propostas nas quais se podem trabalhar: "Há uma grande necessidade de dar aos nossos comunicados de imprensa, colocar rostos e voz ao que está escrito"; "maior uso das redes sociais e dos meios de comunicação próprios (...) Mantendo nossa identidade como Igreja" e "abordando os temas conjunturais de nosso país, do mundo"; "não desistir de comunicar os valores do Evangelho de uma forma mais próxima, mais positiva, mais propositiva"; e um contato mais próximo com os meios de comunicação, porque eles "querem mais proximidade de nossa parte (...) e companhia para fornecer-lhes não apenas informações, mas também bases de Fé e Moral tão necessárias em seu trabalho jornalístico".

O evento também contou com a presença do Padre Rafael de Brigard, Diretor de Comunicações da Arquidiocese de Bogotá, que propôs oferecer mais espaços de formação para jornalistas e meios de comunicação, a fim de mitigar a falta de conhecimento sobre temas relacionados com a Igreja e sua linguagem. Algo que vai de mãos dadas com os Departamentos de Comunicação que fornecem orientação oportuna. (EPC)

Loading
Igreja na Colômbia propõem maior proximidade com os meios de comunicação

Colômbia - Bogotá (Terça-feira, 30-01-2018, Gaudium Press) Uma maior proximidade com os meios de comunicação é a proposta feita pela Igreja Católica por ocasião do painel "As religiões e os meios de comunicação, como nos veem?", que foi organizado recentemente pela Sub-diretoria de Assuntos de Liberdade Religiosa e de Consciência da Secretaria Distrital de Governo da Prefeitura de Bogotá. Evento que contou com a presença de várias confissões religiosas.

Igreja na Colômbia propõem maior proximidade com os meios de comunicação.jpg

Por parte da Igreja Católica participou o Padre Jaime Marenco, Diretor de Comunicações da Conferência Episcopal da Colômbia (CEC), que falou sobre a urgente necessidade de promover a cultura do encontro com jornalistas e os meios de comunicação.

Ao iniciar seu discurso, o sacerdote expressou: "Este é um espaço conveniente que deve trazer consigo a possibilidade de continuar a nos encontrar, continuar a nos ouvir, continuar a construir juntos uma cultura do encontro, que nos permita descobrir como somos: irmãos. Irmãos em meio a uma sociedade tão agitada e tão convulsionada que necessita, especialmente para as novas gerações, referências claras, sinceras, honestas, coerentes, de líderes religiosos comprometidos com valores e virtudes, como a justiça, a solidariedade, a reconciliação, a paz e a verdade".

O Padre Marenco expressou a preocupação que existe entre as igrejas ao notar como os meios de comunicação distorcem a realidade das práticas e dos fatos religiosos promovidos, chegando ao ponto de "ver-nos afetados nos direitos fundamentais de liberdade religiosa e de consciência no âmbito da expressão".

"Temos sido vítimas da lógica da desinformação (...) Temos sido vítimas das 'fake news' ou notícias falsas, espalhadas nas redes sociais ou nos meios de comunicação tradicionais", acrescentou.

Por esta razão, o Diretor de Comunicações da CEC indicou aos membros do painel que "nos une a necessidade de dar um passo importante no discernimento atento e profundo destas realidades que afetam a nossa missão das igrejas: anunciar a verdade e apresentar a salvação do homem em perspectiva da misericórdia divina".

Diante disso, o sacerdote apresentou quatro propostas nas quais se podem trabalhar: "Há uma grande necessidade de dar aos nossos comunicados de imprensa, colocar rostos e voz ao que está escrito"; "maior uso das redes sociais e dos meios de comunicação próprios (...) Mantendo nossa identidade como Igreja" e "abordando os temas conjunturais de nosso país, do mundo"; "não desistir de comunicar os valores do Evangelho de uma forma mais próxima, mais positiva, mais propositiva"; e um contato mais próximo com os meios de comunicação, porque eles "querem mais proximidade de nossa parte (...) e companhia para fornecer-lhes não apenas informações, mas também bases de Fé e Moral tão necessárias em seu trabalho jornalístico".

O evento também contou com a presença do Padre Rafael de Brigard, Diretor de Comunicações da Arquidiocese de Bogotá, que propôs oferecer mais espaços de formação para jornalistas e meios de comunicação, a fim de mitigar a falta de conhecimento sobre temas relacionados com a Igreja e sua linguagem. Algo que vai de mãos dadas com os Departamentos de Comunicação que fornecem orientação oportuna. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92839-Igreja-na-Colombia-propoem-maior-proximidade-com-os-meios-de-comunicacao. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Quando vamos à comunhão recebemos a vida mesmo de Deus e para ter essa vida é necessário nutr ...
 
“O restauro resgata a história, e nós temos sempre que olhar para o nosso passado para podermos ...
 
“O Museu Paroquial Matriz Museu conta a trajetória de fé do povo de Maricá”, explicou o Padre ...
 
Na crise religiosa e confusão de doutrina onde o mundo atual está imerso. Às vezes os que procur ...
 
Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading