Loading
 
 
 
Loading
 
Quaresma: tempo “favorável para a aproximação com Deus”, afirma Bispo açoriano
Loading
 
16 de Fevereiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Angra do Heroísmo - Açores (Sexta-feira, 16-02-2018, Gaudium Press) Durante as cerimônias de início do tempo da Quaresma, em Angra do Heroísmo, no Arquipélago dos Açores, o Bispo local Dom João Lavrador, pronunciou uma homilia repleta de reflexões a propósito do período quaresmal.

16-02-2018Quaresma- tempo ?favorável para a aproximação com Deus?, afirma Bispo açoriano.jpg

O Prelado afirmou que a Quaresma é um tempo favorável à aproximação com Deus e que os cristãos têm o dever de ser "embaixadores" dessa mensagem:

"É-nos exigido a nós hoje tocar a trombeta, o ordenar um jejum, convocar a assembleia dos nossos contemporâneos e proclamar a Boa Notícia da presença de Deus que quer manifestar o Seu perdão e abraça-nos com a sua ternura e misericórdia", disse.

Secularismo, indiferença, egoísmo

Na celebração da imposição das Cinzas, realizada na Sé de Angra para marcar o começo da Quaresma, o prelado chamou a tenção de seus diocesanos para o "secularismo agressivo que despreza Deus", a "indiferença" a tudo que diga respeito "à transcendência divina", o domínio do materialismo consumidor da dignidade humana, o destaque dado ao "egoísmo, à autorreferência e ao individualismo".

Vida austera, simples, humilde

Para Dom João, conforme afirmou ele, "Só numa vida austera, simples, humilde, tão só através do arrependimento que se desprende da contemplação do rosto amoroso de Deus e pelo desejo de mudança de vida, se dá a volta de todo o coração", desenvolveu.

O novo tempo litúrgico é "favorável à aproximação com Deus" e os cristãos devem ser "embaixadores" convidando a "humanidade à reconciliação com Deus", sublinhou o Bispo de Angra, que ainda descreveu a Quaresma como sendo um período marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência.

Para Dom João Lavrador, o período quaresmal é um tempo de "escuta", de "lágrimas", e de "jejum", que prepara para a principal festa do calendário cristão que é a Páscoa.

O gesto das cinzas

O Prelado descreveu o gesto das cinzas que foram recebidas nas cabeças como sendo de "profundo significado" e que faz sentir que na humildade e na simplicidade se pode "alcançar a misericórdia".

Pedindo aos diocesanos que abandonem uma vida individualista, marcada pela exterioridade e pelo fingimento, o Bispo disse que esse gesto "Liga-nos a toda a humanidade frágil e mortal, mas manifesta também o poder de Deus que ultrapassa o nosso pecado, a nossa miséria e tem para nós desígnios de amor e de vida".

Programa de vida

Em consonância com as palavras e orientações do Prelado, o site informativo ‘Igreja Açores' divulga que o bispo de Angra propôs a "escuta da Palavra de Deus", a celebração dos sacramentos, nomeadamente, da reconciliação, "da oração mais frequente, da partilha generosa" e a contemplação dos sinais que fazem progredir na vivência quaresmal.

Na Sé de Angra, o bispo diocesano pediu também aos diocesanos que sejam generosos na oferta da sua renúncia quaresmal deste ano.

Informa também o site que o tema da Mensagem de Dom João Lavrador para esta Quaresma é "Convertei-vos e acreditai no Evangelho". Nela, o Bispo indicou para esta Quaresma um "itinerário de conversão" nas comunidades católicas e na sociedade. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações "Igreja  Açores")

Loading
Quaresma: tempo “favorável para a aproximação com Deus”, afirma Bispo açoriano

Angra do Heroísmo - Açores (Sexta-feira, 16-02-2018, Gaudium Press) Durante as cerimônias de início do tempo da Quaresma, em Angra do Heroísmo, no Arquipélago dos Açores, o Bispo local Dom João Lavrador, pronunciou uma homilia repleta de reflexões a propósito do período quaresmal.

16-02-2018Quaresma- tempo ?favorável para a aproximação com Deus?, afirma Bispo açoriano.jpg

O Prelado afirmou que a Quaresma é um tempo favorável à aproximação com Deus e que os cristãos têm o dever de ser "embaixadores" dessa mensagem:

"É-nos exigido a nós hoje tocar a trombeta, o ordenar um jejum, convocar a assembleia dos nossos contemporâneos e proclamar a Boa Notícia da presença de Deus que quer manifestar o Seu perdão e abraça-nos com a sua ternura e misericórdia", disse.

Secularismo, indiferença, egoísmo

Na celebração da imposição das Cinzas, realizada na Sé de Angra para marcar o começo da Quaresma, o prelado chamou a tenção de seus diocesanos para o "secularismo agressivo que despreza Deus", a "indiferença" a tudo que diga respeito "à transcendência divina", o domínio do materialismo consumidor da dignidade humana, o destaque dado ao "egoísmo, à autorreferência e ao individualismo".

Vida austera, simples, humilde

Para Dom João, conforme afirmou ele, "Só numa vida austera, simples, humilde, tão só através do arrependimento que se desprende da contemplação do rosto amoroso de Deus e pelo desejo de mudança de vida, se dá a volta de todo o coração", desenvolveu.

O novo tempo litúrgico é "favorável à aproximação com Deus" e os cristãos devem ser "embaixadores" convidando a "humanidade à reconciliação com Deus", sublinhou o Bispo de Angra, que ainda descreveu a Quaresma como sendo um período marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência.

Para Dom João Lavrador, o período quaresmal é um tempo de "escuta", de "lágrimas", e de "jejum", que prepara para a principal festa do calendário cristão que é a Páscoa.

O gesto das cinzas

O Prelado descreveu o gesto das cinzas que foram recebidas nas cabeças como sendo de "profundo significado" e que faz sentir que na humildade e na simplicidade se pode "alcançar a misericórdia".

Pedindo aos diocesanos que abandonem uma vida individualista, marcada pela exterioridade e pelo fingimento, o Bispo disse que esse gesto "Liga-nos a toda a humanidade frágil e mortal, mas manifesta também o poder de Deus que ultrapassa o nosso pecado, a nossa miséria e tem para nós desígnios de amor e de vida".

Programa de vida

Em consonância com as palavras e orientações do Prelado, o site informativo ‘Igreja Açores' divulga que o bispo de Angra propôs a "escuta da Palavra de Deus", a celebração dos sacramentos, nomeadamente, da reconciliação, "da oração mais frequente, da partilha generosa" e a contemplação dos sinais que fazem progredir na vivência quaresmal.

Na Sé de Angra, o bispo diocesano pediu também aos diocesanos que sejam generosos na oferta da sua renúncia quaresmal deste ano.

Informa também o site que o tema da Mensagem de Dom João Lavrador para esta Quaresma é "Convertei-vos e acreditai no Evangelho". Nela, o Bispo indicou para esta Quaresma um "itinerário de conversão" nas comunidades católicas e na sociedade. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações "Igreja  Açores")


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A cerimônia foi presidida pelo vigário-geral da Arquidiocese de Braga e presidente da Confraria do ...
 
A igreja está consagrada à Nossa Senhora do Bom Conselho, cumprindo desta maneira um voto feito pe ...
 
Para Francisco, estes vícios são a vergonha da vida pública e colocam em perigo a paz social. ...
 
Esta foi a primeira glória de São José, a especial bem-aventurança de ter sido rejeitado no mome ...
 
O Papa Francisco completa nesse 17 de dezembro, 82 anos de vida. Uma trajetória de estudos e trabal ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading