Loading
 
 
 
Loading
 
Trabalhadores filipinos são considerados um exército de 10 milhões de missionários
Loading
 
27 de Fevereiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Filipinas - Manila (Terça-feira, 27-02-2018, Gaudium Press) Em uma análise publicada pela agência Fides, o papel dos trabalhadores filipinos no exterior (OFW) foi destacado como uma das notáveis forças de evangelização em muitos países. Os trabalhadores levam sua Fé aos lugares onde se encontram, servem de maneira ativa nas paróquias e formam novos fiéis na Fé, revitalizando a Igreja em lugares onde faz falta uma maior presença.

Trabalhadores filipinos são considerados um exército de 10 milhões de missionários.jpg

"Cerca de 80% dos 100 milhões de filipinos são católicos e em contraste com muitos outros países onde a Fé tem diminuído, a maioria continua praticando com entusiasmo", indicou a análise de 'Omnis Terra'. "Os OFWs levam e praticam sua Fé fervorosamente onde quer que estejam. Aproximadamente 10% da população do país são trabalhadores no exterior em mais de 193 países". Por este motivo, a Conferência de Bispos Católicos das Filipinas os considera como uns modernos "apóstolos da evangelização" nos países onde viajam para trabalhar.

Em países como Brunei, os filipinos representam até 70% da população católica. Dom Paul Hinder, do Vicariato Apostólico da Arábia do Sul, pediu aos Bispos filipinos que enviassem mais filipinos para o Oriente Médio para apoiar o Vicariato. Para este prelado, a população católica depende em 90% da presença dos trabalhadores filipinos.

A vitalidade da Fé dos trabalhadores filipinos, que recorrem à religião para sobreviver às vezes graves limitações de sua condição de migrante, lhes permite "devolver a Fé" que receberam da Europa nos séculos anteriores. "Os filipinos participam ativamente das atividades da igreja e nos templos vazios enchem o ar de canções felizes e louvores a Deus", indicou Fides. "Eles são a resposta à oração de párocos aos quais somente ficaram idosos em sua paróquia. (...) Muitos católicos distanciados retornam à Fé de seus pais levados por um filho que foi catequizado por uma filipina".

"Os trabalhadores filipinos, que permanecem fora de sua Igreja nativa, se tornam católicos fervorosos e inclusive se fazem apóstolos. Ao cristianizar aos outros, eles se cristianizam a si mesmos", comentou a análise. As Dioceses que os receberam permitiram a celebração de novenas, a celebração da Missa do galo e outras expressões de Fé". Além de nossos rostos sorridentes, lhes oferecemos aos países e igrejas receptoras a nossa Fé Cristã vivida no contexto das diferentes culturas e religiões", comentou Dom Angel Lagdameo, Bispo de Jaro. "Dois milhões de filipinos já fizeram do Oriente Médio seu lar. Você poderia acreditar que 30% da população total da Malásia é de Filipinos? Estes poucos exemplos são apenas uma parcela dos filipinos migrantes que encontramos presentes da América à Ásia, da África à Oceania, da Rússia à Austrália e também da Jordânia a Saipan". (EPC)

Loading
Trabalhadores filipinos são considerados um exército de 10 milhões de missionários

Filipinas - Manila (Terça-feira, 27-02-2018, Gaudium Press) Em uma análise publicada pela agência Fides, o papel dos trabalhadores filipinos no exterior (OFW) foi destacado como uma das notáveis forças de evangelização em muitos países. Os trabalhadores levam sua Fé aos lugares onde se encontram, servem de maneira ativa nas paróquias e formam novos fiéis na Fé, revitalizando a Igreja em lugares onde faz falta uma maior presença.

Trabalhadores filipinos são considerados um exército de 10 milhões de missionários.jpg

"Cerca de 80% dos 100 milhões de filipinos são católicos e em contraste com muitos outros países onde a Fé tem diminuído, a maioria continua praticando com entusiasmo", indicou a análise de 'Omnis Terra'. "Os OFWs levam e praticam sua Fé fervorosamente onde quer que estejam. Aproximadamente 10% da população do país são trabalhadores no exterior em mais de 193 países". Por este motivo, a Conferência de Bispos Católicos das Filipinas os considera como uns modernos "apóstolos da evangelização" nos países onde viajam para trabalhar.

Em países como Brunei, os filipinos representam até 70% da população católica. Dom Paul Hinder, do Vicariato Apostólico da Arábia do Sul, pediu aos Bispos filipinos que enviassem mais filipinos para o Oriente Médio para apoiar o Vicariato. Para este prelado, a população católica depende em 90% da presença dos trabalhadores filipinos.

A vitalidade da Fé dos trabalhadores filipinos, que recorrem à religião para sobreviver às vezes graves limitações de sua condição de migrante, lhes permite "devolver a Fé" que receberam da Europa nos séculos anteriores. "Os filipinos participam ativamente das atividades da igreja e nos templos vazios enchem o ar de canções felizes e louvores a Deus", indicou Fides. "Eles são a resposta à oração de párocos aos quais somente ficaram idosos em sua paróquia. (...) Muitos católicos distanciados retornam à Fé de seus pais levados por um filho que foi catequizado por uma filipina".

"Os trabalhadores filipinos, que permanecem fora de sua Igreja nativa, se tornam católicos fervorosos e inclusive se fazem apóstolos. Ao cristianizar aos outros, eles se cristianizam a si mesmos", comentou a análise. As Dioceses que os receberam permitiram a celebração de novenas, a celebração da Missa do galo e outras expressões de Fé". Além de nossos rostos sorridentes, lhes oferecemos aos países e igrejas receptoras a nossa Fé Cristã vivida no contexto das diferentes culturas e religiões", comentou Dom Angel Lagdameo, Bispo de Jaro. "Dois milhões de filipinos já fizeram do Oriente Médio seu lar. Você poderia acreditar que 30% da população total da Malásia é de Filipinos? Estes poucos exemplos são apenas uma parcela dos filipinos migrantes que encontramos presentes da América à Ásia, da África à Oceania, da Rússia à Austrália e também da Jordânia a Saipan". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93410-Trabalhadores-filipinos-sao-considerados-um-exercito-de-10-milhoes-de-missionarios. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

No próximo domingo, 24 de junho, a Catedral de Turim celebrará a festa do seu Padroeiro, São Joã ...
 
A proximidade dos Salesianos aos iemenitas fez com que a ordem religiosa promova neste sábado, 23, ...
 
Encontrar apoio na própria família é uma grande ajuda para os que dão este passo, e é uma grand ...
 
Conferência Episcopal do Peru comunica abertura de Centro de Auxílio a migrantes venezuelanos. ...
 
Confiança, Anúncio e Fraternidade: três palavras sobre as quais o Papa propôs aos verbitas uma r ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading