Loading
 
 
 
Loading
 
Arcebispo argentino afirma que é necessário “trabalhar para que uma mulher diga sim à vida"
Loading
 
27 de Fevereiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Rosario (Santa Fe) Argentina (Terça-feira, 27-02-2018, Gaudium Press) O Arcebispo de Rosario, na Argentina, Dom Eduardo Eliseo Martín, pronunciou-se contra a possível despenalização do aborto, ao sustentar que a criança no ventre materno "é um ser único e irrepetível.

Não é uma parte do corpo da mulher¨. 

Temos que "trabalhar para que uma mulher diga sim à vida e não à morte".

27Arcebispo argentino afirma que é necessário trabalhar para que uma mulher diga sim à vida.jpg

Através de uma emissora de Rádio, o Arcebispo sustentou que "alguém tenha que arrancar um filho de seu ventre não contribui para o bem comum. Cremos que toda a vida merece ser respeitada".

O Prelado fez uma chamada de atenção aos legisladores dizendo que "Seria bom que cada partido tivesse explicitado sua postura sobre o aborto nas eleições".

"Nós temos dado ás cegas um mandato a nossos legisladores, assinamos um cheque em branco dizendo lhes: façam o que quiserem".

A última afirmação de Do Eduardo foi um uma convocação:
"temos que trabalhar para que uma mulher diga sim à vida e não à morte". (JSG)


(Da redação Gaudium Press, com informações AICA)

 

 

 

Loading
Arcebispo argentino afirma que é necessário “trabalhar para que uma mulher diga sim à vida"

Rosario (Santa Fe) Argentina (Terça-feira, 27-02-2018, Gaudium Press) O Arcebispo de Rosario, na Argentina, Dom Eduardo Eliseo Martín, pronunciou-se contra a possível despenalização do aborto, ao sustentar que a criança no ventre materno "é um ser único e irrepetível.

Não é uma parte do corpo da mulher¨. 

Temos que "trabalhar para que uma mulher diga sim à vida e não à morte".

27Arcebispo argentino afirma que é necessário trabalhar para que uma mulher diga sim à vida.jpg

Através de uma emissora de Rádio, o Arcebispo sustentou que "alguém tenha que arrancar um filho de seu ventre não contribui para o bem comum. Cremos que toda a vida merece ser respeitada".

O Prelado fez uma chamada de atenção aos legisladores dizendo que "Seria bom que cada partido tivesse explicitado sua postura sobre o aborto nas eleições".

"Nós temos dado ás cegas um mandato a nossos legisladores, assinamos um cheque em branco dizendo lhes: façam o que quiserem".

A última afirmação de Do Eduardo foi um uma convocação:
"temos que trabalhar para que uma mulher diga sim à vida e não à morte". (JSG)


(Da redação Gaudium Press, com informações AICA)

 

 

 


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

No próximo domingo, 24 de junho, a Catedral de Turim celebrará a festa do seu Padroeiro, São Joã ...
 
A proximidade dos Salesianos aos iemenitas fez com que a ordem religiosa promova neste sábado, 23, ...
 
Encontrar apoio na própria família é uma grande ajuda para os que dão este passo, e é uma grand ...
 
Conferência Episcopal do Peru comunica abertura de Centro de Auxílio a migrantes venezuelanos. ...
 
Confiança, Anúncio e Fraternidade: três palavras sobre as quais o Papa propôs aos verbitas uma r ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading