Loading
 
 
 
Loading
 
Vaticano publica Carta "Placuit Deo" sobre aspectos da salvação cristã.
Loading
 
1 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 01-03-2018, Gaudium Press) Foi publicada pelo Vaticano, nesta quinta-feira, 01/03, a carta ‘Placuit Deo' (Aprouve a Deus), da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF).

01-Carta Placuit Deo .jpeg

A carta é dirigida a todos os bispos católicos, e contém um alerta para tendências culturais e espirituais que reduzem a "salvação" da pessoa ao seu interior, esquecendo a atenção às relações pessoais, ao corpo e à natureza.

A ‘Placuit Deo' recorda que "A salvação plena da pessoa não consiste nas coisas que o homem poderia obter por si mesmo, como o ter ou o bem-estar material, a ciência ou a técnica, o poder ou a influência sobre os outros, a boa fama ou a auto realização".

Visão individualista - visão interior da salvação

A carta aos bispos da Igreja Católica "sobre alguns aspetos da salvação cristã" centra-se, de forma especial, em duas questões: a visão individualista e a visão meramente interior da salvação.

O texto da nova carta indica tendências que propõem uma salvação meramente interior, onde "a salvação é vista como libertação do corpo e das relações concretas que a pessoa vive".

Levando em conta as transformações culturais, a Congregação da Doutrina da Fé reafirma que "a salvação integral, da alma e do corpo, é o destino final ao qual Deus chama todos os homens" e não dispensa "o cuidado pela humanidade sofredora", através das obras de misericórdia corporais e espirituais.

A ‘Placuit Deo' alerta para o fato de que "a visão de uma salvação meramente interior talvez suscite uma forte convicção pessoal ou um sentimento intenso de estar unido a Deus, mas sem assumir, curar e renovar as nossas relações com os outros e com o mundo criado".

Pelagianismo e Gnosticismo

A CDF alerta também para "desvios" da vivência da fé que se assemelham a duas antigas heresias, "o pelagianismo e o gnosticismo".

A carta descreve e distingue que no "neo pelagianismo", cada ser humano, "radicalmente autônomo", pretende salvar-se a si mesmo sem reconhecer qualquer dependência "de Deus e dos outros".

Já o neo-gnosticismo, apresenta "uma salvação meramente interior, fechada no subjetivismo".


Novas Heresias - New Age

Não é citada explicitamente nenhuma corrente de pensamento associada a estas ‘novas heresias'.
No entanto, entre estas ‘novas heresias' poderiam ser integrados movimentos como o ‘New Age' ou algumas propostas esotéricas e de autoajuda que levam à criação de um ‘cristianismo alternativo', além de ceder à tendência a bem como à tendência de ‘acreditar sem pertencer', descrito nas três palavras inglesas, believing without belonging.


No que consiste a Salvação

"Diante destas tendências, esta Carta pretende reafirmar que, a salvação consiste na nossa união com Cristo, que, com a sua Encarnação, vida, morte e ressurreição, gerou uma nova ordem de relações com o Pai e entre os homens, e nos introduziu nesta ordem graças ao dom do seu Espírito, para que possamos unir-nos ao Pai como filhos no Filho", diz a ‘Placuit Deo'

Desejo Humano de Salvação

A carta fala no "desejo humano de salvação", que se manifesta em diversas situações, e considera que o mesmo é contrariado quando as pessoas se perdem em "falsas formas de amor", o que leva "à perda de harmonia entre os homens e dos homens com o mundo, introduzindo a desintegração e a morte".

"É a pessoa inteira, em corpo e alma, criada pelo amor de Deus à sua imagem e semelhança, que é chamada a viver em comunhão com Ele", acrescenta a CDF.


Confessar a Fé em Cristo - Crer na Mediação salvífica da Igreja

O texto da ‘Placuit Deo' reafirma a importância da confissão de fé em Cristo, como "único Salvador universal" e da "mediação salvífica" da Igreja Católica, enquanto "comunidade daqueles que, tendo sido incorporados à nova ordem de relações inaugurada por Cristo, podem receber a plenitude do Espírito de Cristo".

"A mediação salvífica da Igreja assegura-nos que a salvação não consiste na auto realização do indivíduo isolado, e, muito menos, na sua fusão interior com o divino, mas na incorporação em uma comunhão de pessoas, que participa na comunhão da Trindade", sublinha o texto da Congregação da Doutrina da Fé.


A ‘Placuit Deo' foi aprovada pelo Papa Francisco, em 16 de fevereiro de 2018, e ele mesmo ordenou a sua publicação.

A carta cita a constituição conciliar ‘Gaudium et Spes', onde se trata da "confiança que Deus pode conduzir à salvação em Cristo ‘todos os homens de boa vontade, em cujos corações a graça opera ocultamente'". (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

Loading
Vaticano publica Carta "Placuit Deo" sobre aspectos da salvação cristã.

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 01-03-2018, Gaudium Press) Foi publicada pelo Vaticano, nesta quinta-feira, 01/03, a carta ‘Placuit Deo' (Aprouve a Deus), da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF).

01-Carta Placuit Deo .jpeg

A carta é dirigida a todos os bispos católicos, e contém um alerta para tendências culturais e espirituais que reduzem a "salvação" da pessoa ao seu interior, esquecendo a atenção às relações pessoais, ao corpo e à natureza.

A ‘Placuit Deo' recorda que "A salvação plena da pessoa não consiste nas coisas que o homem poderia obter por si mesmo, como o ter ou o bem-estar material, a ciência ou a técnica, o poder ou a influência sobre os outros, a boa fama ou a auto realização".

Visão individualista - visão interior da salvação

A carta aos bispos da Igreja Católica "sobre alguns aspetos da salvação cristã" centra-se, de forma especial, em duas questões: a visão individualista e a visão meramente interior da salvação.

O texto da nova carta indica tendências que propõem uma salvação meramente interior, onde "a salvação é vista como libertação do corpo e das relações concretas que a pessoa vive".

Levando em conta as transformações culturais, a Congregação da Doutrina da Fé reafirma que "a salvação integral, da alma e do corpo, é o destino final ao qual Deus chama todos os homens" e não dispensa "o cuidado pela humanidade sofredora", através das obras de misericórdia corporais e espirituais.

A ‘Placuit Deo' alerta para o fato de que "a visão de uma salvação meramente interior talvez suscite uma forte convicção pessoal ou um sentimento intenso de estar unido a Deus, mas sem assumir, curar e renovar as nossas relações com os outros e com o mundo criado".

Pelagianismo e Gnosticismo

A CDF alerta também para "desvios" da vivência da fé que se assemelham a duas antigas heresias, "o pelagianismo e o gnosticismo".

A carta descreve e distingue que no "neo pelagianismo", cada ser humano, "radicalmente autônomo", pretende salvar-se a si mesmo sem reconhecer qualquer dependência "de Deus e dos outros".

Já o neo-gnosticismo, apresenta "uma salvação meramente interior, fechada no subjetivismo".


Novas Heresias - New Age

Não é citada explicitamente nenhuma corrente de pensamento associada a estas ‘novas heresias'.
No entanto, entre estas ‘novas heresias' poderiam ser integrados movimentos como o ‘New Age' ou algumas propostas esotéricas e de autoajuda que levam à criação de um ‘cristianismo alternativo', além de ceder à tendência a bem como à tendência de ‘acreditar sem pertencer', descrito nas três palavras inglesas, believing without belonging.


No que consiste a Salvação

"Diante destas tendências, esta Carta pretende reafirmar que, a salvação consiste na nossa união com Cristo, que, com a sua Encarnação, vida, morte e ressurreição, gerou uma nova ordem de relações com o Pai e entre os homens, e nos introduziu nesta ordem graças ao dom do seu Espírito, para que possamos unir-nos ao Pai como filhos no Filho", diz a ‘Placuit Deo'

Desejo Humano de Salvação

A carta fala no "desejo humano de salvação", que se manifesta em diversas situações, e considera que o mesmo é contrariado quando as pessoas se perdem em "falsas formas de amor", o que leva "à perda de harmonia entre os homens e dos homens com o mundo, introduzindo a desintegração e a morte".

"É a pessoa inteira, em corpo e alma, criada pelo amor de Deus à sua imagem e semelhança, que é chamada a viver em comunhão com Ele", acrescenta a CDF.


Confessar a Fé em Cristo - Crer na Mediação salvífica da Igreja

O texto da ‘Placuit Deo' reafirma a importância da confissão de fé em Cristo, como "único Salvador universal" e da "mediação salvífica" da Igreja Católica, enquanto "comunidade daqueles que, tendo sido incorporados à nova ordem de relações inaugurada por Cristo, podem receber a plenitude do Espírito de Cristo".

"A mediação salvífica da Igreja assegura-nos que a salvação não consiste na auto realização do indivíduo isolado, e, muito menos, na sua fusão interior com o divino, mas na incorporação em uma comunhão de pessoas, que participa na comunhão da Trindade", sublinha o texto da Congregação da Doutrina da Fé.


A ‘Placuit Deo' foi aprovada pelo Papa Francisco, em 16 de fevereiro de 2018, e ele mesmo ordenou a sua publicação.

A carta cita a constituição conciliar ‘Gaudium et Spes', onde se trata da "confiança que Deus pode conduzir à salvação em Cristo ‘todos os homens de boa vontade, em cujos corações a graça opera ocultamente'". (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93484-Vaticano-publica-Carta--Placuit-Deo--sobre-aspectos-da-salvacao-crista-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A mostra é uma verdadeira viagem na descoberta de como a Bíblia é um texto em movimento, centrado ...
 
O anúncio foi realizado durante Missa presidida pelo Núncio Apostólico no Uruguai, Dom Martin Kre ...
 
"Nós confiamos: Deus tem um plano para Emma". Estaremos juntos na eternidade. ...
 
Ricardo Henry Marques Dip é desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo desde janeiro de 20 ...
 
O evento desembarca em solo tocantinense pela segunda vez inspirado no tema “Uma jovem chamada Mar ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading