Loading
 
 
 
Loading
 
“Que o amor não seja fingido”, recomendação da segunda pregação da Quaresma
Loading
 
2 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-03-2018, Gaudium Press) Nesta sexta-feira Fr. Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, proferiu a segunda das pregações da Quaresma deste ano para o Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana.

02.?Que o amor não seja fingido?, recomendação da segunda pregação da Quaresma.jpg

"O fruto do Espírito é amor, alegria, paz..."

As meditações são realizadas na capela Redemptoris Mater, no Vaticano. O tema da meditação de hoje foi "O amor não seja fingido".

"O ágape, ou a caridade cristã, não é uma das virtudes, nem que fosse a primeira; é a forma de todas as virtudes, aquela da qual "dependem toda a lei e os profetas", afirmou Cantalamessa, com a citação de textos do Novo Testamento citando versículos doNovo Testamento (Mt 22, 40; Rm 13,10). 

Entre os frutos do Espírito que São Paulo indica em sua carta aos Galatas (5, 22), em primeiro lugar está o amor: "O fruto do Espírito é amor, alegria, paz...".

O amor não seja fingido

Quando São Paulo recomenda que "O amor não seja fingido", não se trata de uma das suas inúmeras exortações, mas a matriz de onde derivam as demais. Contém o segredo da caridade, do amor.
O que se pede ao amor é que seja verdadeiro, autêntico, não fingido, afirma o pregador franciscano para falar depois de uma intuição paulina em relação à caridade, indicando o coração como o "local" em que se decide o valor daquilo que o homem faz: " O amor sincero consiste em amar-se intensamente ‘de verdadeiro coração'. "

Recordando que ‘o amor é paciente, é benigno, não é invejoso, Frei Ranieri Cantalamessa destacou que caridade hipócrita é aquela que faz o bem sem querer bem, que mostra ao exterior algo que não tem uma correspondência no coração.
Para ele, não se trata de atenuar a importância das obras de caridade, mas garantir a elas um fundamento seguro contra o egoísmo e infinitas astúcias dele.

Examinar-se...

O pregador franciscano recordou que cada um é convidado a examinar-se a si mesmo para ver o que está na raiz das escolhas que faz.

Interrogar se há a realeza de Cristo, a sua glória, o interesse Dele, ou a própria afirmação, o próprio "eu" e o próprio poder.

E preciso ver se a escolha é de natureza realmente espiritual e evangélica, ou se não depende, ao invés, da própria inclinação psicológica, ou pior, da própria opção política, sublinhou o Frei Raniero.


O pregador da Casa Pontifícia escolheu como tema das meditações para a Quaresma deste ano: "Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo". As meditações são feitas sempre às sextas-feiras e vão até 23 de março. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 

Loading
“Que o amor não seja fingido”, recomendação da segunda pregação da Quaresma

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-03-2018, Gaudium Press) Nesta sexta-feira Fr. Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, proferiu a segunda das pregações da Quaresma deste ano para o Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana.

02.?Que o amor não seja fingido?, recomendação da segunda pregação da Quaresma.jpg

"O fruto do Espírito é amor, alegria, paz..."

As meditações são realizadas na capela Redemptoris Mater, no Vaticano. O tema da meditação de hoje foi "O amor não seja fingido".

"O ágape, ou a caridade cristã, não é uma das virtudes, nem que fosse a primeira; é a forma de todas as virtudes, aquela da qual "dependem toda a lei e os profetas", afirmou Cantalamessa, com a citação de textos do Novo Testamento citando versículos doNovo Testamento (Mt 22, 40; Rm 13,10). 

Entre os frutos do Espírito que São Paulo indica em sua carta aos Galatas (5, 22), em primeiro lugar está o amor: "O fruto do Espírito é amor, alegria, paz...".

O amor não seja fingido

Quando São Paulo recomenda que "O amor não seja fingido", não se trata de uma das suas inúmeras exortações, mas a matriz de onde derivam as demais. Contém o segredo da caridade, do amor.
O que se pede ao amor é que seja verdadeiro, autêntico, não fingido, afirma o pregador franciscano para falar depois de uma intuição paulina em relação à caridade, indicando o coração como o "local" em que se decide o valor daquilo que o homem faz: " O amor sincero consiste em amar-se intensamente ‘de verdadeiro coração'. "

Recordando que ‘o amor é paciente, é benigno, não é invejoso, Frei Ranieri Cantalamessa destacou que caridade hipócrita é aquela que faz o bem sem querer bem, que mostra ao exterior algo que não tem uma correspondência no coração.
Para ele, não se trata de atenuar a importância das obras de caridade, mas garantir a elas um fundamento seguro contra o egoísmo e infinitas astúcias dele.

Examinar-se...

O pregador franciscano recordou que cada um é convidado a examinar-se a si mesmo para ver o que está na raiz das escolhas que faz.

Interrogar se há a realeza de Cristo, a sua glória, o interesse Dele, ou a própria afirmação, o próprio "eu" e o próprio poder.

E preciso ver se a escolha é de natureza realmente espiritual e evangélica, ou se não depende, ao invés, da própria inclinação psicológica, ou pior, da própria opção política, sublinhou o Frei Raniero.


O pregador da Casa Pontifícia escolheu como tema das meditações para a Quaresma deste ano: "Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo". As meditações são feitas sempre às sextas-feiras e vão até 23 de março. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

No próximo domingo, 24 de junho, a Catedral de Turim celebrará a festa do seu Padroeiro, São Joã ...
 
A proximidade dos Salesianos aos iemenitas fez com que a ordem religiosa promova neste sábado, 23, ...
 
Encontrar apoio na própria família é uma grande ajuda para os que dão este passo, e é uma grand ...
 
Conferência Episcopal do Peru comunica abertura de Centro de Auxílio a migrantes venezuelanos. ...
 
Confiança, Anúncio e Fraternidade: três palavras sobre as quais o Papa propôs aos verbitas uma r ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading