Loading
 
 
 
Loading
 
“Que o amor não seja fingido”, recomendação da segunda pregação da Quaresma
Loading
 
2 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-03-2018, Gaudium Press) Nesta sexta-feira Fr. Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, proferiu a segunda das pregações da Quaresma deste ano para o Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana.

02.?Que o amor não seja fingido?, recomendação da segunda pregação da Quaresma.jpg

"O fruto do Espírito é amor, alegria, paz..."

As meditações são realizadas na capela Redemptoris Mater, no Vaticano. O tema da meditação de hoje foi "O amor não seja fingido".

"O ágape, ou a caridade cristã, não é uma das virtudes, nem que fosse a primeira; é a forma de todas as virtudes, aquela da qual "dependem toda a lei e os profetas", afirmou Cantalamessa, com a citação de textos do Novo Testamento citando versículos doNovo Testamento (Mt 22, 40; Rm 13,10). 

Entre os frutos do Espírito que São Paulo indica em sua carta aos Galatas (5, 22), em primeiro lugar está o amor: "O fruto do Espírito é amor, alegria, paz...".

O amor não seja fingido

Quando São Paulo recomenda que "O amor não seja fingido", não se trata de uma das suas inúmeras exortações, mas a matriz de onde derivam as demais. Contém o segredo da caridade, do amor.
O que se pede ao amor é que seja verdadeiro, autêntico, não fingido, afirma o pregador franciscano para falar depois de uma intuição paulina em relação à caridade, indicando o coração como o "local" em que se decide o valor daquilo que o homem faz: " O amor sincero consiste em amar-se intensamente ‘de verdadeiro coração'. "

Recordando que ‘o amor é paciente, é benigno, não é invejoso, Frei Ranieri Cantalamessa destacou que caridade hipócrita é aquela que faz o bem sem querer bem, que mostra ao exterior algo que não tem uma correspondência no coração.
Para ele, não se trata de atenuar a importância das obras de caridade, mas garantir a elas um fundamento seguro contra o egoísmo e infinitas astúcias dele.

Examinar-se...

O pregador franciscano recordou que cada um é convidado a examinar-se a si mesmo para ver o que está na raiz das escolhas que faz.

Interrogar se há a realeza de Cristo, a sua glória, o interesse Dele, ou a própria afirmação, o próprio "eu" e o próprio poder.

E preciso ver se a escolha é de natureza realmente espiritual e evangélica, ou se não depende, ao invés, da própria inclinação psicológica, ou pior, da própria opção política, sublinhou o Frei Raniero.


O pregador da Casa Pontifícia escolheu como tema das meditações para a Quaresma deste ano: "Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo". As meditações são feitas sempre às sextas-feiras e vão até 23 de março. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 

Loading
“Que o amor não seja fingido”, recomendação da segunda pregação da Quaresma

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-03-2018, Gaudium Press) Nesta sexta-feira Fr. Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, proferiu a segunda das pregações da Quaresma deste ano para o Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana.

02.?Que o amor não seja fingido?, recomendação da segunda pregação da Quaresma.jpg

"O fruto do Espírito é amor, alegria, paz..."

As meditações são realizadas na capela Redemptoris Mater, no Vaticano. O tema da meditação de hoje foi "O amor não seja fingido".

"O ágape, ou a caridade cristã, não é uma das virtudes, nem que fosse a primeira; é a forma de todas as virtudes, aquela da qual "dependem toda a lei e os profetas", afirmou Cantalamessa, com a citação de textos do Novo Testamento citando versículos doNovo Testamento (Mt 22, 40; Rm 13,10). 

Entre os frutos do Espírito que São Paulo indica em sua carta aos Galatas (5, 22), em primeiro lugar está o amor: "O fruto do Espírito é amor, alegria, paz...".

O amor não seja fingido

Quando São Paulo recomenda que "O amor não seja fingido", não se trata de uma das suas inúmeras exortações, mas a matriz de onde derivam as demais. Contém o segredo da caridade, do amor.
O que se pede ao amor é que seja verdadeiro, autêntico, não fingido, afirma o pregador franciscano para falar depois de uma intuição paulina em relação à caridade, indicando o coração como o "local" em que se decide o valor daquilo que o homem faz: " O amor sincero consiste em amar-se intensamente ‘de verdadeiro coração'. "

Recordando que ‘o amor é paciente, é benigno, não é invejoso, Frei Ranieri Cantalamessa destacou que caridade hipócrita é aquela que faz o bem sem querer bem, que mostra ao exterior algo que não tem uma correspondência no coração.
Para ele, não se trata de atenuar a importância das obras de caridade, mas garantir a elas um fundamento seguro contra o egoísmo e infinitas astúcias dele.

Examinar-se...

O pregador franciscano recordou que cada um é convidado a examinar-se a si mesmo para ver o que está na raiz das escolhas que faz.

Interrogar se há a realeza de Cristo, a sua glória, o interesse Dele, ou a própria afirmação, o próprio "eu" e o próprio poder.

E preciso ver se a escolha é de natureza realmente espiritual e evangélica, ou se não depende, ao invés, da própria inclinação psicológica, ou pior, da própria opção política, sublinhou o Frei Raniero.


O pregador da Casa Pontifícia escolheu como tema das meditações para a Quaresma deste ano: "Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo". As meditações são feitas sempre às sextas-feiras e vão até 23 de março. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Coro da Catedral realizou seu tradicional Concerto Coral Anual de Natal, e se destacou pelo carát ...
 
Papa Francisco recebeu em audiência funcionários TV italiana Telepace, nos seus 40 anos de fundaç ...
 
Os sacerdotes católicos não podem revelar os pecados dos penitentes sob pena de excomunhão, e nem ...
 
O Papa dedicou a homilia de hoje a São José e pediu aos fiéis que não percam a capacidade de s ...
 
Belém é um dos lugares da Terra Santa mais visitados por ocasião do Natal. E não é para menos, ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading