Loading
 
 
 
Loading
 
O Senhor nos perdoa se perdoarmos os outros, diz Papa em homilia
Loading
 
6 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 06-03-2018, Gaudium Press) Na missa matutina desta terça-feira na Casa Santa ta Marta, o Papa Francisco advertiu para o rancor que se aninha em nosso coração e recordou que o primeiro passo para ser perdoado é se reconhecer pecador.

As palavras de Francisco foram o resumo da mensagem das leituras que a liturgia propõe para o dia de hoje. O tema é o perdão, afirmou o Papa, o que é e de onde vem
que ele colocou em duas expressões: "infelizmente" e "desde que".

Infelizmente pecamos

A primeira Leitura trata do episódio de Azarias que, lançado ao fogo por não ter renegado o Senhor, não se lamenta com Deus pelo tratamento dispensado, não o repreende reivindicando a sua fidelidade e está narrado no Livro do profeta Daniel.

Azarias continua a professar a grandeza de Deus, acusando-se a si mesmo e ao seu povo: "Tu sempre nos salvastes, mas infelizmente pecamos".

"A acusação de nós mesmos é o primeiro passo rumo ao perdão", ensina, então, o Papa.

"Acusar a si mesmos é parte da sabedoria cristã; não acusar os outros, não... A si mesmos. Eu pequei. E quando nós nos aproximamos do sacramento da penitência, ter isto em mente: Deus é grande e nos deu tantas coisas e infelizmente eu pequei, eu ofendi o Senhor e peço salvação. Mas se vou ao sacramento da confissão, da penitência e começo a falar dos pecados dos outros, não sei o que estou buscando: não busco o perdão. Tento me justificar. E ninguém pode justificar si mesmo, somente Deus nos justifica.

Acusar os Próprios pecados

O pecador arrependido acusa os próprios pecados e não procura justifica-los acusando defeitos de outros:

"O Senhor quer isto, porque o Senhor recebe o coração contrito porque é como de Azarias: "Não se sentirá frustrado quem põe em ti sua confiança", o coração contrito que diz a verdade ao Senhor: "Eu fiz isso, Senhor. Pequei contra Ti". O Senhor lhe tapa a boca, como o pai ao filho pródigo; não o deixa falar. O seu amor o cobre. Perdoa tudo.

Perdoamos aos outros, o Senhor nos perdoa

Não se pode ter vergonha de dizer os próprio pecados porque é o Senhor que nos justifica. Ele perdoa não uma só vez, mas sempre:

"O perdão de Deus vem forte em nós desde que nós perdoemos os outros. E isso não é fácil, porque o rancor se aninha em nosso coração e sempre existe aquela amargura. Muitas vezes, carregamos conosco a lista das coisas que me fizeram: "Esta pessoa me fez isto, fez aquilo, fez aquilo outro...".

Advertência final

A advertência final do Papa foi o conselho de não se deixar escravizar pelo ódio a ponto de não conseguir perdoar:
"Essas são as duas coisas que nos ajudarão a entender o caminho do perdão:

‘O Senhor é grande, mas infelizmente eu pequei'; e ‘Sim, eu o perdoo setenta vezes sete desde que você perdoe os outros'.
(JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 

Loading
O Senhor nos perdoa se perdoarmos os outros, diz Papa em homilia

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 06-03-2018, Gaudium Press) Na missa matutina desta terça-feira na Casa Santa ta Marta, o Papa Francisco advertiu para o rancor que se aninha em nosso coração e recordou que o primeiro passo para ser perdoado é se reconhecer pecador.

As palavras de Francisco foram o resumo da mensagem das leituras que a liturgia propõe para o dia de hoje. O tema é o perdão, afirmou o Papa, o que é e de onde vem
que ele colocou em duas expressões: "infelizmente" e "desde que".

Infelizmente pecamos

A primeira Leitura trata do episódio de Azarias que, lançado ao fogo por não ter renegado o Senhor, não se lamenta com Deus pelo tratamento dispensado, não o repreende reivindicando a sua fidelidade e está narrado no Livro do profeta Daniel.

Azarias continua a professar a grandeza de Deus, acusando-se a si mesmo e ao seu povo: "Tu sempre nos salvastes, mas infelizmente pecamos".

"A acusação de nós mesmos é o primeiro passo rumo ao perdão", ensina, então, o Papa.

"Acusar a si mesmos é parte da sabedoria cristã; não acusar os outros, não... A si mesmos. Eu pequei. E quando nós nos aproximamos do sacramento da penitência, ter isto em mente: Deus é grande e nos deu tantas coisas e infelizmente eu pequei, eu ofendi o Senhor e peço salvação. Mas se vou ao sacramento da confissão, da penitência e começo a falar dos pecados dos outros, não sei o que estou buscando: não busco o perdão. Tento me justificar. E ninguém pode justificar si mesmo, somente Deus nos justifica.

Acusar os Próprios pecados

O pecador arrependido acusa os próprios pecados e não procura justifica-los acusando defeitos de outros:

"O Senhor quer isto, porque o Senhor recebe o coração contrito porque é como de Azarias: "Não se sentirá frustrado quem põe em ti sua confiança", o coração contrito que diz a verdade ao Senhor: "Eu fiz isso, Senhor. Pequei contra Ti". O Senhor lhe tapa a boca, como o pai ao filho pródigo; não o deixa falar. O seu amor o cobre. Perdoa tudo.

Perdoamos aos outros, o Senhor nos perdoa

Não se pode ter vergonha de dizer os próprio pecados porque é o Senhor que nos justifica. Ele perdoa não uma só vez, mas sempre:

"O perdão de Deus vem forte em nós desde que nós perdoemos os outros. E isso não é fácil, porque o rancor se aninha em nosso coração e sempre existe aquela amargura. Muitas vezes, carregamos conosco a lista das coisas que me fizeram: "Esta pessoa me fez isto, fez aquilo, fez aquilo outro...".

Advertência final

A advertência final do Papa foi o conselho de não se deixar escravizar pelo ódio a ponto de não conseguir perdoar:
"Essas são as duas coisas que nos ajudarão a entender o caminho do perdão:

‘O Senhor é grande, mas infelizmente eu pequei'; e ‘Sim, eu o perdoo setenta vezes sete desde que você perdoe os outros'.
(JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93562-O-Senhor-nos-perdoa-se-perdoarmos-os-outros--diz-Papa-em-homilia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Coro da Catedral realizou seu tradicional Concerto Coral Anual de Natal, e se destacou pelo carát ...
 
Papa Francisco recebeu em audiência funcionários TV italiana Telepace, nos seus 40 anos de fundaç ...
 
Os sacerdotes católicos não podem revelar os pecados dos penitentes sob pena de excomunhão, e nem ...
 
O Papa dedicou a homilia de hoje a São José e pediu aos fiéis que não percam a capacidade de s ...
 
Belém é um dos lugares da Terra Santa mais visitados por ocasião do Natal. E não é para menos, ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading