Loading
 
 
 
Loading
 
Bispos Eméritos refletem Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares
Loading
 
7 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Quarta-feira, 07-03-2018, Gaudium Press) Bispos Eméritos de várias partes do país realizaram um estudo referente ao Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares.

Bispos Eméritos refletem Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares.jpg

"Aprender a despedir-se" é como intitula-se a Carta Apostólica do Papa Francisco, que será levada pela Comissão Especial para os Bispos Eméritos da CNBB, para conhecimento e apreciação do episcopado brasileiro durante a 56ª Assembleia Geral da entidade, que será realizada em abril, na cidade paulista de Aparecida.

Conforme Dom Luiz Soares Vieira, Arcebispo Emérito de Manaus e presidente da Comissão, a ideia é fazer com que os bispos atuantes tomem conhecimento do texto que traz "boas reflexões" acerca da "emeritude".

Em reunião juntamente com os bispos referenciais dos regionais, na terça-feira, 6, na sede provisória da Conferência, em Brasília, o grupo também planejou atividades e projetos.

Em forma de Motu Proprio, a Carta Apostólica apresentada pelo Santo Padre em fevereiro deste ano convida todos os bispos e titulares das dioceses e da Cúria Romana a refletir sobre a importância de "aprender a despedir-se".

No texto, o Pontífice ainda concede novas orientações para as renúncias por motivo de idade. "Esse documento faz parte de toda a vida ministerial do bispo. Faz-nos refletir sobre a preparação para a ‘emeritude', principalmente para que não tenhamos aborrecimentos e amarguras", comentou Dom Luiz Soares.

Após a publicação do documento, o Papa Francisco integrou na legislação canônica algumas mudanças, atualizando as normas relacionadas ao tempo e das modalidades de renúncia ao ofício por atingir os limites de idade.

Sendo assim, após completar 75 anos, o pedido de renúncia apresentado pelo bispo não perderá a validade se não for respondido em três meses. Contudo, o prelado deverá aguardar a resposta do Santo Padre.
"Nele, o Papa traz também uma coisa interessante. Ele diz que a Igreja pode pedir a um bispo que continue na diocese mesmo após completar 75 anos de idade, por motivos que interessem à Igreja", acrescentou o Arcebispo Emérito de Manaus.

Vale ressaltar que no caso dos bispos da Cúria Romana, com a isenção dos cardeais, o Motu Proprio afirma que a renúncia não será automática, uma vez que também deverá conter a confirmação do Pontífice.

A reunião

Segundo o bispo da diocese cearense de Itapipoca, Dom Antônio Roberto Cavuto, referencial do regional Nordeste 2 da CNBB, a reunião tratou basicamente "de como podemos ajudar esses bispos a se prepararem para esse momento", que é a "emeritude".

"Juntamente com esse texto estamos pensando numa maneira de oferecer um acompanhamento, uma ajuda para que eles possam desempenhar o seu ministério dentro de suas possibilidades e consequências", lembrou Dom Cavuto,

Os bispos também realizaram uma análise do texto "Bispo Emérito: novidade na Igreja". "É um resumo de um livro de bispos franceses sobre o bispo emérito. Esse documento trata de várias questões teológicas e também de orientações, consequências e práticas", declarou Dom Luiz Soares Vieira. A proposta, conforme o religioso, é futuramente traduzir o livro para o português.

No mesmo encontro, a Comissão analisou como se encontra a situação dos eméritos ao redor do país. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da CNBB

Loading
Bispos Eméritos refletem Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares

Redação (Quarta-feira, 07-03-2018, Gaudium Press) Bispos Eméritos de várias partes do país realizaram um estudo referente ao Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares.

Bispos Eméritos refletem Motu Proprio do Papa sobre renúncia de titulares.jpg

"Aprender a despedir-se" é como intitula-se a Carta Apostólica do Papa Francisco, que será levada pela Comissão Especial para os Bispos Eméritos da CNBB, para conhecimento e apreciação do episcopado brasileiro durante a 56ª Assembleia Geral da entidade, que será realizada em abril, na cidade paulista de Aparecida.

Conforme Dom Luiz Soares Vieira, Arcebispo Emérito de Manaus e presidente da Comissão, a ideia é fazer com que os bispos atuantes tomem conhecimento do texto que traz "boas reflexões" acerca da "emeritude".

Em reunião juntamente com os bispos referenciais dos regionais, na terça-feira, 6, na sede provisória da Conferência, em Brasília, o grupo também planejou atividades e projetos.

Em forma de Motu Proprio, a Carta Apostólica apresentada pelo Santo Padre em fevereiro deste ano convida todos os bispos e titulares das dioceses e da Cúria Romana a refletir sobre a importância de "aprender a despedir-se".

No texto, o Pontífice ainda concede novas orientações para as renúncias por motivo de idade. "Esse documento faz parte de toda a vida ministerial do bispo. Faz-nos refletir sobre a preparação para a ‘emeritude', principalmente para que não tenhamos aborrecimentos e amarguras", comentou Dom Luiz Soares.

Após a publicação do documento, o Papa Francisco integrou na legislação canônica algumas mudanças, atualizando as normas relacionadas ao tempo e das modalidades de renúncia ao ofício por atingir os limites de idade.

Sendo assim, após completar 75 anos, o pedido de renúncia apresentado pelo bispo não perderá a validade se não for respondido em três meses. Contudo, o prelado deverá aguardar a resposta do Santo Padre.
"Nele, o Papa traz também uma coisa interessante. Ele diz que a Igreja pode pedir a um bispo que continue na diocese mesmo após completar 75 anos de idade, por motivos que interessem à Igreja", acrescentou o Arcebispo Emérito de Manaus.

Vale ressaltar que no caso dos bispos da Cúria Romana, com a isenção dos cardeais, o Motu Proprio afirma que a renúncia não será automática, uma vez que também deverá conter a confirmação do Pontífice.

A reunião

Segundo o bispo da diocese cearense de Itapipoca, Dom Antônio Roberto Cavuto, referencial do regional Nordeste 2 da CNBB, a reunião tratou basicamente "de como podemos ajudar esses bispos a se prepararem para esse momento", que é a "emeritude".

"Juntamente com esse texto estamos pensando numa maneira de oferecer um acompanhamento, uma ajuda para que eles possam desempenhar o seu ministério dentro de suas possibilidades e consequências", lembrou Dom Cavuto,

Os bispos também realizaram uma análise do texto "Bispo Emérito: novidade na Igreja". "É um resumo de um livro de bispos franceses sobre o bispo emérito. Esse documento trata de várias questões teológicas e também de orientações, consequências e práticas", declarou Dom Luiz Soares Vieira. A proposta, conforme o religioso, é futuramente traduzir o livro para o português.

No mesmo encontro, a Comissão analisou como se encontra a situação dos eméritos ao redor do país. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da CNBB

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93576-Bispos-Emeritos-refletem-Motu-Proprio-do-Papa-sobre-renuncia-de-titulares. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

No próximo domingo, 24 de junho, a Catedral de Turim celebrará a festa do seu Padroeiro, São Joã ...
 
A proximidade dos Salesianos aos iemenitas fez com que a ordem religiosa promova neste sábado, 23, ...
 
Encontrar apoio na própria família é uma grande ajuda para os que dão este passo, e é uma grand ...
 
Conferência Episcopal do Peru comunica abertura de Centro de Auxílio a migrantes venezuelanos. ...
 
Confiança, Anúncio e Fraternidade: três palavras sobre as quais o Papa propôs aos verbitas uma r ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading