Loading
 
 
 
Loading
 
Cerimônia reverencia memória do primeiro Arcebispo de Aracaju
Loading
 
5 de Abril de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Aracaju - Sergipe (Quinta-feira, 05-04-2018, Gaudium Press) A memória do primeiro arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom José Vicente Távola, foi reverenciada durante missa pelos 48 anos do seu falecimento, celebrada na última terça-feira, 3 de abril, no Seminário Maior Nossa Senhora Conceição. O atual metropolita, Dom João José Costa, presidiu a cerimônia, que contou com a presença de diversos sacerdotes.

Cerimônia reverencia memória do primeiro Arcebispo de Aracaju.png

"Manifestamos nosso sentimento de gratidão a Deus pelo extraordinário ministério de Dom Távora, um pastor que doou a própria vida para testemunhar o Evangelho, um homem com profunda sensibilidade, especialmente para com os mais humildes", observou Dom João Costa, que tinha 12 anos de idade quando Dom Távora morreu.

O atual arcebispo de Aracaju ainda recordou que a criação, há 60 anos, da Cáritas Brasileira, organismo que ele preside, é resultante dos esforços de Dom Távora.

Também durante a celebração, Dom João exibiu um quadro com a imagem do primeiro arcebispo: uma histórica pintura assinada pelo renomado artista Florival Santos, datada de 1966.

Encerrada a cerimônia, os padres Isaías Nascimento e José Lima Santana realizam uma exposição acerca da vida e o ministério de Dom Távora.

Autor do livro "Dom Távora, o bispo dos operários", o Padre Isaías ressaltou que o primeiro arcebispo de Aracaju foi um homem além do seu tempo, bem como uma das mais lúcidas e grandiosas figuras do episcopado brasileiro. "Dom Távora teve participação ativa em vários momentos da vida nacional, envidou esforços pela criação da CNBB, e esteve no Concílio Vaticano II e na Conferência de Medellín", lembrou.

Dom Távora nasceu na cidade pernambucana de Orobó e assumiu canonicamente a Arquidiocese de Aracaju em 22 de março de 1958. Adotou como lema episcopal "Meu destino está em tuas mãos". Faleceu aos 60 anos de idade devido a um infarto de miocárdio causado pelos problemas de diabetes e de hipertensão arterial. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da Arquidiocese de Aracaju

Loading
Cerimônia reverencia memória do primeiro Arcebispo de Aracaju

Aracaju - Sergipe (Quinta-feira, 05-04-2018, Gaudium Press) A memória do primeiro arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom José Vicente Távola, foi reverenciada durante missa pelos 48 anos do seu falecimento, celebrada na última terça-feira, 3 de abril, no Seminário Maior Nossa Senhora Conceição. O atual metropolita, Dom João José Costa, presidiu a cerimônia, que contou com a presença de diversos sacerdotes.

Cerimônia reverencia memória do primeiro Arcebispo de Aracaju.png

"Manifestamos nosso sentimento de gratidão a Deus pelo extraordinário ministério de Dom Távora, um pastor que doou a própria vida para testemunhar o Evangelho, um homem com profunda sensibilidade, especialmente para com os mais humildes", observou Dom João Costa, que tinha 12 anos de idade quando Dom Távora morreu.

O atual arcebispo de Aracaju ainda recordou que a criação, há 60 anos, da Cáritas Brasileira, organismo que ele preside, é resultante dos esforços de Dom Távora.

Também durante a celebração, Dom João exibiu um quadro com a imagem do primeiro arcebispo: uma histórica pintura assinada pelo renomado artista Florival Santos, datada de 1966.

Encerrada a cerimônia, os padres Isaías Nascimento e José Lima Santana realizam uma exposição acerca da vida e o ministério de Dom Távora.

Autor do livro "Dom Távora, o bispo dos operários", o Padre Isaías ressaltou que o primeiro arcebispo de Aracaju foi um homem além do seu tempo, bem como uma das mais lúcidas e grandiosas figuras do episcopado brasileiro. "Dom Távora teve participação ativa em vários momentos da vida nacional, envidou esforços pela criação da CNBB, e esteve no Concílio Vaticano II e na Conferência de Medellín", lembrou.

Dom Távora nasceu na cidade pernambucana de Orobó e assumiu canonicamente a Arquidiocese de Aracaju em 22 de março de 1958. Adotou como lema episcopal "Meu destino está em tuas mãos". Faleceu aos 60 anos de idade devido a um infarto de miocárdio causado pelos problemas de diabetes e de hipertensão arterial. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da Arquidiocese de Aracaju

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/94243-Cerimonia-reverencia-memoria-do-primeiro-Arcebispo-de-Aracaju. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Alegria pela presença do Papa, dor e solidariedade para com a Igreja na Nicarágua. ...
 
“Como Jesus, nós também devemos entrar em sintonia com o Pai e com o Espírito Santo”, afirmou ...
 
“Casais cristãos, famílias cristãs, Equipes de Nossa Senhora, a vossa vocação e missão não ...
 
Voluntários da arquidiocese farão levantamento da realidade sócio-religiosa das paróquias. ...
 
Como seria caótico nosso planeta se dele pudéssemos avistar muitos sóis e apenas algumas estrelas ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading