Loading
 
 
 
Loading
 
China impõem limitações à liberdade religiosa de estrangeiros
Loading
 
17 de Maio de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

China - Pequim (Quinta-feira, 17-05-2018, Gaudium Press) No dia 07 de maio, o governo chinês anunciou a preparação de novas regras relativas às atividades religiosas coletivas nas quais participem mais de 50 pessoas ou sejam organizadas por estrangeiros. De acordo com a AsiaNews, os estrangeiros deverão contar com uma autorização anual renovável e deverão fornecer ao governo dados pessoais, como número do passaporte e local de residência na China, para solicitar autorizações.

China impõem limitações à liberdade religiosa de estrangeiros.jpg

As normas vigentes desde 1991 já proíbem aos cidadãos chineses de participar de encontros religiosos de estrangeiros e se impõem restrições às organizações estrangeiras para realizar encontros religiosos. A menos que tenham sido convidados por instituições estatais aprovadas, os estrangeiros não podem capacitar religiosos chineses ou realizar atividades como a pregação e o ensino.

Da mesma forma, os estrangeiros não podem produzir ou vender livros religiosos, produtos audiovisuais sobre a Fé, distribuir publicações eletrônicas de tipo religioso ou qualquer outro tipo de material. Os trabalhos missionários, que tem levado a Fé a numerosos países do mundo, são restringidos por lei.

O Presidente do país, Xi Jingpin, expressou sua preocupação pela suposta "guerra fria cultural" e pediu às autoridades de educação para eliminar os "valores ocidentais" nas salas de aula e em seu lugar promover o estudo do marxismo. O presidente solicitou um maior exame das ideias políticas do pessoal diante da suposta "ameaça de sabotagem por forças hostis e corrosão através de ideias e culturas degeneradas" provenientes do exterior. (EPC)

Loading
China impõem limitações à liberdade religiosa de estrangeiros

China - Pequim (Quinta-feira, 17-05-2018, Gaudium Press) No dia 07 de maio, o governo chinês anunciou a preparação de novas regras relativas às atividades religiosas coletivas nas quais participem mais de 50 pessoas ou sejam organizadas por estrangeiros. De acordo com a AsiaNews, os estrangeiros deverão contar com uma autorização anual renovável e deverão fornecer ao governo dados pessoais, como número do passaporte e local de residência na China, para solicitar autorizações.

China impõem limitações à liberdade religiosa de estrangeiros.jpg

As normas vigentes desde 1991 já proíbem aos cidadãos chineses de participar de encontros religiosos de estrangeiros e se impõem restrições às organizações estrangeiras para realizar encontros religiosos. A menos que tenham sido convidados por instituições estatais aprovadas, os estrangeiros não podem capacitar religiosos chineses ou realizar atividades como a pregação e o ensino.

Da mesma forma, os estrangeiros não podem produzir ou vender livros religiosos, produtos audiovisuais sobre a Fé, distribuir publicações eletrônicas de tipo religioso ou qualquer outro tipo de material. Os trabalhos missionários, que tem levado a Fé a numerosos países do mundo, são restringidos por lei.

O Presidente do país, Xi Jingpin, expressou sua preocupação pela suposta "guerra fria cultural" e pediu às autoridades de educação para eliminar os "valores ocidentais" nas salas de aula e em seu lugar promover o estudo do marxismo. O presidente solicitou um maior exame das ideias políticas do pessoal diante da suposta "ameaça de sabotagem por forças hostis e corrosão através de ideias e culturas degeneradas" provenientes do exterior. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/95271-China-impoem-limitacoes-a-liberdade-religiosa-de-estrangeiros. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Os jovens procurarão responder: “como brilhar aos olhos de Deus e descobrir a beleza da santidade ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading