Loading
 
 
 
Loading
 
O ensino religioso é uma necessidade, um direito e uma responsabilidade, dizem Bispos espanhóis
Loading
 
17 de Maio de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Espanha - Santiago de Compostela (Quinta-feira, 17-05-2018, Gaudium Press) Os Bispos da Galícia, que compreende as Dioceses espanholas de Santiago de Compostela, Tui-Vigo, Lugo, Ourense e Mondoñedo-Ferrol, enviaram uma carta aos pais e mães de família, falando-lhes sobre a importância da educação religiosa de seus filhos, por ocasião do Dia da Sensibilização sobre o ensino religioso que se realiza nas dioceses galegas.

O ensino religioso é uma necessidade, um direito e uma responsabilidade, dizem Bispos espanhóis.jpg

Ao recordar que atualmente os centros educacionais estão entregando inscrições para matricular seus filhos em aulas de religião, os prelados assinalam que a formação religiosa é tanto uma necessidade, como um direito e uma responsabilidade.

"O ensino religioso contribui para o desenvolvimento integral da pessoa. A finalidade mais profunda da educação é melhorar todas as dimensões da vida, incluindo a religiosa que é parte essencial de cada pessoa e de nossa cultura", indicam os Bispos ao referir-se à necessidade da educação religiosa.

Sobre este aspecto, os prelados também chamam aos pais de família a não deixarem ser levados por "uma mal chamada modernidade que pretende banir a religião da vida, da sociedade e dos centros educativos", e procurem oferecer aos seus filhos "atitudes e valores indispensáveis para levar uma vida com sentido em uma sociedade, às vezes, tão carente de valores pessoais, sociais e religiosos".

"Sem dúvida quereis que seus filhos progridam no conhecimento de matemática, estudos sociais ou literatura. Mas não permitais que eles cresçam sem uma cultura impregnada de cristianismo e formação religiosa católica", acrescentam.

Os Bispos da Galícia recordam também que a formação religiosa é um direito fundamental que os pais reconheceram e é garantido pela Constituição: "Na educação de vossos filhos, são vocês, e somente vocês, os que tem esse direito. Todo governo que se proclame democrático e as instituições educativas, sociais e sindicais devem respeitar o direito de que seus filhos sejam educados segundo suas convicções religiosas e morais. Não existe razão para aconfessionalidade ou de um mal chamado progressismo que possa privá-los desse direito de tê-los como pais".

Também fazem um chamado à responsabilidade educacional que os pais têm, exortando-lhes a não permanecerem indiferentes diante do direito e o dever de solicitar educação religiosa para seus filhos: "A educação religiosa pretende, em diálogo com os demais materiais, oferecer a resposta cristã às grandes questões da vida para encontrar nela a luz que lhes ilumine em todos os momentos de sua vida".

A esse respeito, acrescentam: "Recordai o compromisso cristão que assumistes em seu Batismo. Seria uma contradição pedir, na paróquia, os sacramentos e desprezar depois o ensino religioso nas escolas".

Concluem a carta fazendo novamente um chamando aos pais de família: "Solicitai, de forma consciente, livre e responsável a educação religiosa para vossos filhos". (EPC)

Loading
O ensino religioso é uma necessidade, um direito e uma responsabilidade, dizem Bispos espanhóis

Espanha - Santiago de Compostela (Quinta-feira, 17-05-2018, Gaudium Press) Os Bispos da Galícia, que compreende as Dioceses espanholas de Santiago de Compostela, Tui-Vigo, Lugo, Ourense e Mondoñedo-Ferrol, enviaram uma carta aos pais e mães de família, falando-lhes sobre a importância da educação religiosa de seus filhos, por ocasião do Dia da Sensibilização sobre o ensino religioso que se realiza nas dioceses galegas.

O ensino religioso é uma necessidade, um direito e uma responsabilidade, dizem Bispos espanhóis.jpg

Ao recordar que atualmente os centros educacionais estão entregando inscrições para matricular seus filhos em aulas de religião, os prelados assinalam que a formação religiosa é tanto uma necessidade, como um direito e uma responsabilidade.

"O ensino religioso contribui para o desenvolvimento integral da pessoa. A finalidade mais profunda da educação é melhorar todas as dimensões da vida, incluindo a religiosa que é parte essencial de cada pessoa e de nossa cultura", indicam os Bispos ao referir-se à necessidade da educação religiosa.

Sobre este aspecto, os prelados também chamam aos pais de família a não deixarem ser levados por "uma mal chamada modernidade que pretende banir a religião da vida, da sociedade e dos centros educativos", e procurem oferecer aos seus filhos "atitudes e valores indispensáveis para levar uma vida com sentido em uma sociedade, às vezes, tão carente de valores pessoais, sociais e religiosos".

"Sem dúvida quereis que seus filhos progridam no conhecimento de matemática, estudos sociais ou literatura. Mas não permitais que eles cresçam sem uma cultura impregnada de cristianismo e formação religiosa católica", acrescentam.

Os Bispos da Galícia recordam também que a formação religiosa é um direito fundamental que os pais reconheceram e é garantido pela Constituição: "Na educação de vossos filhos, são vocês, e somente vocês, os que tem esse direito. Todo governo que se proclame democrático e as instituições educativas, sociais e sindicais devem respeitar o direito de que seus filhos sejam educados segundo suas convicções religiosas e morais. Não existe razão para aconfessionalidade ou de um mal chamado progressismo que possa privá-los desse direito de tê-los como pais".

Também fazem um chamado à responsabilidade educacional que os pais têm, exortando-lhes a não permanecerem indiferentes diante do direito e o dever de solicitar educação religiosa para seus filhos: "A educação religiosa pretende, em diálogo com os demais materiais, oferecer a resposta cristã às grandes questões da vida para encontrar nela a luz que lhes ilumine em todos os momentos de sua vida".

A esse respeito, acrescentam: "Recordai o compromisso cristão que assumistes em seu Batismo. Seria uma contradição pedir, na paróquia, os sacramentos e desprezar depois o ensino religioso nas escolas".

Concluem a carta fazendo novamente um chamando aos pais de família: "Solicitai, de forma consciente, livre e responsável a educação religiosa para vossos filhos". (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
As celebrações seguiram o lema: “Com Lourenço servidor, do povo protetor, escutamos e anunciamo ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading